Siga o OTD

Kawan Figueiredo Pereira

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. Parnaíba/PI
Idade: 19 anos (17/06/2002)
Altura: 1,65m
Peso: 72kg
Clube: Instituto Pro DF (Brasília)
Olimpíada: 0
Pan: 1 (Lima-2019)
PAN
– Lima 2019 (plataforma sincronizada de 10m)

Kawan Figueiredo Pereira, ou simplesmente Kawan Pereira, é uma das grandes revelações dos saltos ornamentais brasileiro que competirá em sua primeira Olimpíada nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

+ Confira TUDO sobre a plataforma de 10m masculina dos saltos ornamentais nos Jogos Olímpicos

O atleta obteve o índice para disputar a plataforma de 10m masculina e terá a companhia de Isaac Souza. Em Tóquio, será o nono atleta mais novo da delegação brasileira.

Paranauê, Paraná

Piauiense de Parnaíba, Kawan Pereira se mudou logo cedo para a capital federal com sua família. Quando tinha apenas sete anos de idade, foi levado por um treinador para a seletiva de saltos ornamentais no Centro Olímpico e Paralímpico de Brasília. Após ser aprovado, o atleta iniciou na modalidade.

+ Confira TUDO sobre TODAS as provas de TODAS as modalidades dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Kawan possui um hobby que o ajuda nos movimentos e nas habilidades nos saltos ornamentais: a capoeira. Foi lá onde aprimorou seus mortais e cambalhotas utilizados nas plataformas dos saltos ornamentais. Apaixonado pela dança/arte marcial, sempre que pode retorna ao local onde aprendeu para visitar suas origens.

Desde cedo, o atleta chamou a atenção nas competições nacionais. Aos 15 anos de idade, já começou a despontar fora do Brasil. No Campeonato Sul-americanos juvenil, ajudou o Brasil a fechar a competição em Cali, na Colômbia, com 24 medalhas no total. No ano seguinte, paerticipou de sua primeira edição do mundial júnior.

Kawan Pereira - saltos ornamentais - plataforma de 10m - Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
Kawan Pereira, revelação dos saltos ornamentais, na plataforma de 10m (Jonne Roriz/COB)

Brilhando em 2019

Kawan seguiu obtendo bons resultados no Brasil em 2018, mas o seu grande ano ocorreu em 2019. O atleta fez bonito no Mundial de Desportes Aquáticos de Gwangjiu, na Coreia do Sul, em julho de 2019.

Formando dupla com Isaac Filho terminou a fase eliminatória na 11º posição e se classificou para a final da plataforma sincronizada de 10m. Esta foi a primeira vez que uma dupla brasileira conseguiu uma vaga em finais na plataforma sincronizada em Campeonatos Mundiais, desde a edição de 1998, quando a prova começou a ser disputada.Terminaram na 12ª colocação, onde a concorrência era muito forte.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Na sequência, Kawan atravessou o mundo para a disputa dos Jogos Pan-Americanos de Lima. Na capital peruana, conseguiu seu primeiro grande resultado na carreira até aqui. Ao lado de Isaac Souza, terminou a prova de plataforma sincronizada 10m na terceira colocação e garantiu uma inédita medalha de bronze para o país nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Foi a primeira vez em que uma dupla nacional ficou entre as três melhores da disputa em todos os tempos.

Para fechar 2019 com chave de ouro, foi um dos destaques no Campeonato Brasileiro Interclubes Taça Brasil de Saltos Ornamentais, realizado no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.

Isaac Souza - saltos ornamentais - plataforma de 10m -Tóquio 2020 - Kawan Pereira
Isaac e Kawan com a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima em 2019 (Washington Alves/ COB)

Em 2021

Kawan Pereira começou bem o ano olímpico. No Campeonato Sul-Americano de esportes aquáticos em Buenos Aires, o piauiense levou um ouro e um bronze, ajudando o Brasil a ser campeão geral da modalidade.

Pouco depois, foi ao Japão disputar a Copa do Mundo de saltos ornamentais, torneio que substituiria o pré-olímpico, e daria uma possível vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. No primeiro dia, Kawan “bateu na trave”. Ao lado de Isaac Souza, ficou com a 13ª colocação geral, uma abaixo do grupo que avança para a final da prova e se garantir em Tóquio.

No dia seguinte, veio a glória. Na prova masculina da plataforma de 10m, Kawan Pereira e Isaac Souza tiveram uma grande prova. Melhorando a cada salto, a dupla brasileira foi se colocando entre os líderes e avançou às semifinais como 4º e 8º lugares, respectivamente. Ao final da semifinal, brilhou novamente e conseguiu ir à final, carimbando assim o passaporte ao Japão.

Na última competição antes de Tóquio, outro bom resultado para Isaac. O atleta levou a medalha de ouro no Grand Prix de Bolzano de saltos ornamentais, na Itália, na disputa da plataforma de 10 metros.

RESULTADOS

DataProvaHorário/ResultadoLigaTemporada
Plataforma 10 m masculino – Final x Kawan PereiraJogos Olímpicos - saltos ornamentais2020
Plataforma 10 m masculino – Semifinal xJogos Olímpicos - saltos ornamentais2020
Plataforma 10 m masculino – Eliminatórias x Kawan PereiraJogos Olímpicos - saltos ornamentais2020
Plataforma 10 m masculino – Final - Kawan PereiraGrand Prix de Bolzano de saltos ornamentais2021
Plataforma 10 m masculino – Semifinal B - Kawan PereiraGrand Prix de Bolzano de saltos ornamentais2021
Plataforma 10 m masculina x Kawan PereiraCopa do Mundo de saltos ornamentais2021
10m masculino – Final - Kawan PereiraJogos Pan-Americanos - Saltos Ornamentais2019
1m masculino – Final x Kawan PereiraJogos Pan-Americanos - Saltos Ornamentais2019
1m masculino – Eliminatórias - Kawan PereiraJogos Pan-Americanos - Saltos Ornamentais2019
Plataforma 10m masculino x Kawan PereiraMundial de Esportes Aquáticos2019
Trampolim 3m masculino - Kawan PereiraMundial de Esportes Aquáticos2019
Trampolim 1m masculino x Kawan PereiraMundial de Esportes Aquáticos2019