Siga o OTD

96kg masculino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Levantamento de Peso – 96kg masculino

Chances do Brasil

O Brasil tem boas possibilidades de ganhar uma medalha nesta categoria. Isso porque o país será representado pelo atleta Serafin Veli, um dos grandes nomes da modalidade nos últimos anos.

Albanês naturalizado brasileiro, Veli bateu recorde nacional em 2018 no Campeonato Mundial de Levantamento de Peso em Ashgabat, no Turcomenistão. Ele chegou a levantar a incrível marca de 370kg e terminou o torneio na 13° posição. Por isso, a expectativa é de que o atleta consiga um bom desempenho e brigue por medalha nos Jogos Pan-Americanos de Lima.

Além de Veli, Marco Túlio Gregório Machado, um dos mais experientes competidores da modalidade, será o outro atleta que disputará na categoria pelo Brasil, aumentando as possibilidades de medalha no torneio.

Será a primeira vez de Sebastian Veli nos Jogos Pan-Americanos, enquanto Marco Túlio terminou na sexta colocação em Toronto 2015.

Local da Competição

Coliseo Mariscal Caceres

Local: Lima

Capacidade: 7.000

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1979 Alberto Blanco Fernández
Cuba
Guy Carlton
EUA
Jacques Oliger
Chile
1983 Michael Davis
EUA
José Guzmán
 República Dominicana
Não houve
1987 Denis Garon
Canadá
Ken Clark
EUA
Bret Brian
EUA
1991 Omar Semanat
Cuba
Wes Barnett
EUA
Edmilson Silva
Brasil
1995 Alexander Fonseca
Cuba
Claudio Henschke
Argentina
Peter Kelley
EUA
1999 Carlos Hernández
Cuba
Darío Lecman
Argentina
Julio César Luña
Venezuela
2003 Julio César Luña
Venezuela
Darío Lecman
Argentina
Jairo Cossio
Colômbia Colômbia
2007 Yoandry Hernández
Cuba
Julio César Luña
Venezuela
Herman Torres
Colômbia Colômbia
2011 Javier Venega
Cuba
Herbys Márquez
Venezuela
Eduardo Guadamud
Equador
2015 Kendrick Farris
EUA
Norik Vardanian
EUA
Javier Venega
Cuba

Quadro de Medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Cuba 6 0 1 7
2  EUA 2 4 2 8
3 Venezuela 1 2 1 4
4  Canadá 1 0 0 1
5 Argentina 0 3 0 3
6  República Dominicana 0 1 0 1
7  Colômbia 0 0 2 2
8 Brasil 0 0 1 1
Chile 0 0 1 1
Equador 0 0 1 1

O Esporte

O levantamento de peso surgiu lá atrás como uma maneira simples de determinar quem era o mais forte. Mas a modalidade que se tornaria olímpica também tinha outros propósitos. Em 1.100 a.C., por exemplo, os chineses utilizavam o levantamento de peso como maneira de selecionar novos soldados para o Exército. Levantar diversos pesos era um pré-requisito para ser aceito.

Embora não tenha entrado como esporte nos Jogos da Grécia Antiga, o levantamento de peso já era praticado à época, principalmente como forma de preparação para outras modalidades. A primeira escola de levantamento de peso, no entanto, só surgiu no século 19, na Áustria. Antes disso, a prática se tornara popular como apresentação de circo na Europa e nos Estados Unidos.

Em 1887, há registros de concursos de levantamento de peso disputados na Áustria. Começaram a surgir federações — as primeiras na França e na Rússia —, e o esporte foi tomando forma. Em 1891, por exemplo, foi disputado o primeiro Campeonato Mundial de levantamento de peso, com a participação de sete atletas de seis países diferentes.

O levantamento de peso entrou no programa olímpico desde o início da era moderna. Em Atenas-1896, a disputa ainda não era dividida entre categorias de peso. Isso ocorreu pela primeira vez nos Jogos da Antuérpia-1920. As mulheres só começaram a competir nas Olimpíadas de Sydney-2000.

Regras

As competições são constituídas de três disciplinas, com dois movimentos-padrão: o arranco e o arremesso. O somatório dos maiores pesos levantados em cada uma das duas provas, determina o total combinado ou total olímpico e quem levantar mais peso, ganha.

Arranco

O arranco é a primeira prova da competição e consiste em levantar a barra do solo até acima da cabeça num movimento sem pausa, sem apoiá-la no corpo.

A barra é colocada horizontalmente em frente das pernas do levantador. É agarrada, com as palmas das mãos para baixo e puxada em um movimento único da plataforma e erguida até a extensão completa de ambos os braços acima da cabeça, enquanto que o levantador se agacha ou dobra as pernas.

Deve, então, ergue-se, estabilizar-se, durante dois segundos, e esperar o sinal de “abaixar” dos árbitros. Os árbitros dão o sinal de “abaixar” a barra logo que o levantador fique imóvel em todas as partes do corpo.

Arremesso

O arremesso é executado em duas partes. Primeiro, a barra é colocada horizontalmente em frente das pernas do levantador. É agarrada, com as palmas das mãos para baixo e levantada até à altura dos ombros, por cima do peito, enquanto que o levantador se agacha ou dobra as pernas; a seguir, reergue-se e alinha-se.

Na segunda parte, usando a força conjunta de braços e pernas, a barra é levantada acima da cabeça, enquanto que faz um movimento em forma de tesoura com as pernas; a seguir deve realinhar as pernas, com braços estendidos, estabilizar-se, durante dois segundos, e esperar o sinal de “abaixar” dos árbitros. Os árbitros dão o sinal de “abaixar” a barra logo que o levantador fique imóvel em todas as partes do corpo.

O estilo desenvolvimento, que foi abolido, também era feito em duas partes: a primeira era como na primeira parte do arremesso, a segunda era realizado apenas com a extensão do braços, somente em força.

Em cada uma das provas os atletas dispõem de três tentativas para levantar a maior carga possível.

Para qualquer prova, a utilização de carbonato de magnésio nas mãos, pernas etc., é permitido.

AGENDA DO DIA

set 18 00:30 Copa do Mundo de vôlei feminino Rússia Coreia do Sul set 18 02:00 Mundial de Wrestling Feminino – 57kg – Eliminatórias Giulia Penalber (BRA) set 18 02:00 Mundial de Wrestling Feminino – 76kg – Eliminatórias Aline Silva (BRA) set 18 02:00 Copa do Mundo de vôlei feminino Estados Unidos Holanda set 18 03:00 Copa do Mundo de vôlei feminino China República Dominicana set 18 05:16 Mundial de Ginástica Rítmica Qualificação – Fita Bárbara Domingos set 18 05:22 Mundial de Ginástica Rítmica Qualificação – Fita Natália Gaudio set 18 06:00 Copa do Mundo de vôlei feminino Quênia Brasil set 18 07:00 Mundial de Boxe Hebert Sousa (BRA) A definir set 18 07:00 Mundial de Boxe A definir Wanderson Oliveira (BRA) set 18 07:20 Copa do Mundo de vôlei feminino Camarões Japão set 18 07:45 Mundial de Wrestling Feminino – 76kg – Semifinais set 18 07:45 Mundial de Wrestling Feminino – 57kg – Semifinais set 18 09:00 Mundial de Wrestling Feminino – 50kg – Finais set 18 15:00 Brasileiro Sub-20 de futebol Cruzeiro Internacional set 18 15:00 Brasileiro Sub-20 de futebol Coritiba Vasco set 18 15:00 Brasileiro Sub-20 de futebol Santos Grêmio set 18 15:00 Brasileiro Sub-20 de futebol Botafogo Chapecoense set 18 15:00 Brasileiro Sub-20 de futebol Corinthians Athletico set 18 15:00 Copa do Brasil Sub-17 - Semifinal Fluminense Palmeiras set 18 16:00 Copa do Brasil Sub-17 - Semifinal Vasco São Paulo set 18 19:00 Paulista de Futebol Feminino - Semifinal Ferroviária Corinthians set 18 19:30 Campeonato Paulista de basquete masculino - Oitavas de final Paulistano Liga Sorocabana set 18 20:00 Campeonato Paulista de basquete masculino - Oitavas de final Pinheiros Rio Claro set 18 23:00 Copa do Mundo de vôlei feminino Holanda Sérvia