Siga o OTD

Ana Carolina Vieira

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. São Paulo (SP)
Idade: 19 anos (24/10/2001)
Altura: 1,70m
Peso: 64kg
Clube: Pinheiros-SP
Pan: 0
Olimpíada: 0

Um dos novos talentos da natação brasileira, Ana Carolina Vieira, mais conhecida como Ana Vieira, é uma nadadora que representará o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 no revezamento 4x100m livre feminino.

+ Confira tudo sobre a prova do revezamento 4x100m livre feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Em Tóquio, terá a companhia de Etiene Medeiros, Larissa Oliveira Stephanie Balduccini.

Apagando fogo

Nascida na capital paulista, Ana Carolina Vieira sempre teve fascínio pela natação. Isso porque seu pai e sua mãe são bombeiros. A garota morava em Ubatuba, no litoral paulista, e sempre queria entrar com os genitores no mar. Os pais então a colocaram em uma escolinha de natação e a paixão assim começou.

Chamou atenção do treinador Marcos Iacopi, um especialista em maratonas aquáticas e que sempre busca talentos em Ubatuba, e começou a nadar nas longas distâncias.

Aos 10 anos de idade, se mudou com a família para a capital paulista e foi treinar no Corinthians. Por lá, se especializou em provas de velocidade e conquistou seus primeiros títulos brasileiro e sul-americano.

Em 2014, terminou o ano como vice campeã brasileira da prova e segunda do ranking nacional nos 100m peito. Apos poucos, foi evoluindo em todas as outras provas e se tornando uma verdadeira velocista.

Dois anos depois, a nadadora brilhou nos Jogos Escolares, competição que reúne estudantes de 15 a 17 anos. Ana Vieira levou medalhas de ouro nos 50m, 100m e 200m livre, além dos revezamentos 4x50m livre, 4x50m medley e 4x50m medley misto.

Brasileiros avançam nas provas da natação na Argentina
Ana Carolina Vieira, jovem revelação da natação brasileira (Sodré SSPress CBDA)

Olímpica da Juventude

Seu primeiro grande ano na natação ocorreu em 2018. A atleta se mudou de São Paulo para Belo Horizonte e passou a treinar no Minas Tênis Clube. Pelo clube mineiro, Ana Vieira conseguiu a vaga para nadar as provas de 50m e 100m peito e 50m, 100m e 200m livre e nos revezamentos nos Jogos Olímpicos da Juventude, disputados em Buenos Aires.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Na Argentina, conquistou duas medalhas de prata, sendo uma no revezamento 4x100m livre misto e outra no revezamento 4x100m livre feminino ao lado de Rafaela Raurich, Maria Luiza Pessanha e Fernanda de Goeij. Essa última medalha foi bastante significativa para a natação feminina. Foi a primeira vez na história do esporte em que um revezamento feminino subiu ao pódio em uma competição mundial

Ana Vieira - natação - 4x100m feminino - Olimpíada de Tóquio 2020
Ana Vieira (à esquerda) com a medalha de prata nos Jogos Olímpicos da Juventude (Daniel Varsano/COB)

A atleta continuou evoluindo, mas acabou não sendo chamada para disputar os Jogos Pan-Americanos de Lima em 2019. Em 2020, a paulistana retornou a São Paulo para nadar pelo Pinheiros.

Em 2021

A pausa gerada pela pandemia foi benéfica para Ana Vieira. Na Seletiva Olímpica da Natação, realizada em abril, a nadadora terminou os 100m livre em segundo lugar com 54s89, batendo na frente de nadadoras com experiência olímpica, como Etiene Medeiros e Daynara de Paula, e ficando atrás apenas de Larissa Oliveira, recordista sul-americana na distância.

Foi a primeira fez que a Ana baixou da casa dos 55 segundos. Por cinco centésimos a paulista não bateu o índice para disputar a prova individual na Olimpíada.

O segundo lugar deu a jovem o direito de participar da tomada de tempo do revezamento 4x100m. A equipe feminina do Brasil ainda não possuía a vaga direta em nenhuma prova conjunta. 12 das 16 vagas já estavam definidas e as quatro restantes iriam para os quatro melhores tempos do ranking mundial.

Junto com Etiene Medeiros, Larissa Oliveira Stephanie Balduccini, fez grande prova e ajudou a melhorar o tempo: 3min38s59. Essa foi a 2ª melhor marca da história do 4x100m feminino.

As quatro então tiveram que secar os outros países e torcer para que o tempo feito na Seletiva ficasse com uma das quatro vagas restantes. No início de junho, a Fina (Federação Internacional de Natação) confirmou, a convocação do revezamento 4x100m livre feminino do Brasil para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

4 x100m feminino Brasil natação Etiene Medeiros  Larissa Oliveira, Ana Carolina Oliveira e Stephanie Balduccini.
O revezamento 4x100m feminino do Brasil composto por Etiene Medeiros, Stephanie Balduccini, Larissa Oliveira e Ana Carolina Vieira j(Divulgação/Satiro Sodré/CBDA)