Siga o OTD

Macris Fernanda Silva Carneiro

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. Santo André (SP)
Idade: 32 anos (03/03/1992)
Altura: 1,96m
Peso: 95kg
Clube: Minas Tênis Clube
Pan: 1 (Lima-2019)
Olimpíada: 0

MUNDIAL
– Mundial de Clubes 2018, Liga das Nações 2019 e 2021

PAN
– Toronto-2015

Macris Fernanda Silva Carneiro é uma levantadora de muito talento que comandará a seleção brasileira de vôlei feminino que tentará sua primeira medalha olímpica nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

+ Tabela, favoritos, datas, chances do Brasil e mais; Confira TUDO sobre vôlei feminino em Tóquio 2020

Do ABC (sem B) para o mundo

Macris nasceu em Santo André, São Paulo, mas foi em São Caetano do Sul que a paixão pelo vôlei começou. Depois de acompanhar um treino de sua irmã, gostou da modalidade e logo de matriculou em uma escolinha de vôlei. E em 1998, com apenas nove anos, já estava na base do São Caetano E.C.

Dez anos mais tarde, depois de conquistar campeonatos Paulistas e Brasileiros na categoria juvenil, Macris subiu para a equipe principal do São Caetano e já foi inscrita na Superliga 2008-09. Nas duas temporadas seguintes, ela defendeu o São Bernardo e na sequência, retornou ao São Caetano.

+ Confira TUDO sobre TODAS as provas de TODAS as modalidades dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Na temporada 2012-13, Macris acertou sua transferência para o Pinheiros, onde foi eleita a melhor levantadora da Superliga por três temporadas seguidas. Em 2015, ela foi convocada pela primeira vez para a seleção brasileira e estreou em Jogos Pan-Americanos, na edição de Toronto, trazendo para casa a medalha de prata.

Após o Pan, Macris assinou com o Brasília e ajudou a equipe a ficar na quinta posição da Superliga, a melhor marca do clube na competição. Ela foi eleita pela quarta vez consecutiva a melhor levantadora do torneio nacional.

Primeiros títulos

Em 2017 foi convocada novamente para a seleção brasileira e disputou o Grand Prix, sagrando-se campeã da última edição da história da competição antes de mudar de nome para Liga das Nações.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Na sequência, Macris também conquistou o título do Campeonato Sul-Americano de Clubes realizado na Colômbia e se transferiu para seu novo clube, o Minas. Em 2018, foi novamente campeã sul-americana e conquistou mais tarde o Campeonato Mundial de Clubes, sendo eleita a melhor levantadora em ambas as competições.

Macris  - seleção brasileira de vôlei feminino - Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

A guinada da ‘Fada Vegana’

Foi em 2019 que Macris deslanchou. A levantadora conquistou o título da Copa Brasil de 2019 e foi tricampeã do Campeonato Sul-Americano de Clubes.

+ Tabela, favoritos, datas, chances do Brasil e mais; Confira TUDO sobre vôlei MASCULINO em Tóquio

No mesmo ano, Macris disputou os Jogos Pan-Americanos em Lima, mas acabou ficando na quarta colocação, sem medalhas, e foi medalha de prata na Liga das Nações. Por fim, pelo Minas, foi campeã da Superliga pela primeira vez e foi premiada como a melhor jogadora da temporada.

Na temporada 2020/21, foi novamente fundamental para o Minas no caminho para o bicampeonato. Suas performances lhe renderam o posto incontestável de titular da seleção de vôlei feminino.

Macris  - seleção brasileira de vôlei feminino - Olimpíada de Tóquio 2020
Macris é um dos destaques do Minas e da seleção brasileira de vôlei feminino(FIVB/Divulgação)

Em 2021

Macris segue em um excelente ano. A levantadora comandou o Minas Tênis Clube ao bicampeonato da Superliga feminina.

Pela seleção, participou da Liga das Nações Feminina e ajudou a seleção brasileira a conquistar a medalha de prata. Distribuindo bem o jogo, mostrou que pode comandar o bom time brasileiro nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 a outra medalha. Nas estatísticas, foi a terceira melhor em número de levantamentos corretos.

Logo após a conclusão da Liga das Nações, José Roberto divulgou a lista de convocadas para a Olimpíada. Sem muitas surpresas, Macris será a levantadora, juntamente com Roberta.

Confira o perfil de TODOS os jogadores que representarão o Brasil em Tóquio

Levantadoras:
Macris
Roberta

Oposta:
Tandara

Oposta/Ponteira:
Rosamaria

Ponteiras:
Gabi
Natália
Fernanda Garay
Ana Cristina

Centrais:
Carol
Carol Gattaz
Bia

Líbero:
Camila Brait