Siga o OTD

Peso pesado feminino +67kg

Peso pesado feminino +67kg – Taekwondo – Jogos Olímpicos Tóquio 2020 

 

Chances do Brasil no peso pesado feminino +67kg nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

Em Tóquio, o Brasil não contará com representantes no peso pesado feminino +67kg.

+ Veja a lista dos brasileiros classificados para os Jogos

O Brasil no peso pesado feminino +67kg dos Jogos Olímpicos

A categoria peso pesado feminino +67kg deu ao Brasil o maior nome do taekwondo brasileiro, a paranaense Natália Falavigna. Natural de Maringá, Natália foi quatro vezes medalhista em mundiais, tendo sido a primeira campeã do país ao conquistar o ouro em Madrid-2005 na categoria -72 kg. Em Olimpíadas a paranaense conquistou na categoria a primeira medalha da história do país em Pequim-2008.

Única representante do Brasil em Olimpíadas na categoria mais pesada do taekwondo feminino, Falavigna teve sua primeira participação em Olimpíadas em Atenas-2004, passando muito perto de conquistar uma medalha. Natália estreou com vitória contra Tina Morgan, da Austrália, por 7 a 2, e logo em seguida venceu Laurence Rase, da Bélgica, por 8 a 4.

Dois esportes serão as novidades nos Jogos da Juventude de 2021. O taekwondo e a ginástica artística, masculina e feminina, passam a integrar a competição na sua próxima edição. O evento será disputado em Aracaju (SE), em novembro. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (4) pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil). Com isso, essas duas modalidades se juntam às outras 13 que já faziam parte
Maior nome do taekwondo do Brasil, Natália Falavigna ficou com a medalha de bronze em Pequim-2008 no peso pesado feminino (COB/Divulgação)

Entretanto, nas semifinais a brasileira acabou derrotada pela chinesa Chen Zhong por 8 a 5. Zhong acabaria se tornando a campeã olímpica daquela edição. Na luta pelo bronze a brasileira acabou sendo novamente derrotada pela venezuelana Adriana Carmona, por 7 a 4, acabando as Olimpíadas em quarto lugar.

Em Pequim-2008, Natália Falavigna chegou novamente até a semifinal do peso pesado feminino +67kg, assim como quatro anos antes, mas acabou sendo superada por Solheim da Noruega após o combate terminar empatado tanto no tempo normal como no round extra, sendo decidido na bandeirada dos juízes. Mas ao contrário do desfecho de Atenas, Natália acabou vencendo a disputa pelo bronze contra a sueca Karolina Kedzierska por 5 a 2, se tornando a primeira taekwondista do Brasil a conquistar uma medalha olímpica.

Histórico do peso pesado feminino +67kg nos Jogos Olímpicos

Assim como todas as categorias do taekwondo o peso pesado feminino +67kg também está presente em Jogos Olímpicos desde a edição de Sydney-2000. A categoria tem como principal força a China, com três medalhas de ouro. Os outros dois países que já conquistaram a medalha de ouro entre as pesadas são México e Sérvia. Vem dessa categoria nossa primeira medalha olímpica, o bronze de Natália Falavigna em Pequim-2008.

A categoria já estreou nos Jogos Olímpicos com o domínio da chinesa Chen Zhong, que conquistou as duas primeiras medalhas de ouro entre as pesadas. Em 2000 a chinesa desembarcou em Sydney como medalhista de bronze do mundial anterior, disputado em 1999, e não teve muitas dificuldades para conquistar a medalha de ouro.

Seu confronto mais equilibrado foi contra a venezuelana Adriana Carmona, vencendo por 8 a 6. Na final contra a russa Natalia Ivanova a vitória foi conquistada por 8 a 5. Naquela edição, apenas uma medalha de bronze foi distribuída, sendo conquistada pela canadense Dominique Bosshart.

A chinesa Chen Zhong ganhou duas medalhas de ouro no pesado pesado feminino olímpico (Reprodução)

Quatro anos depois, em Atenas-2004, o ouro de Chen Zhong foi conquistado contra a francesa Myriam Baverel,pelo placar elástico de 12 a 5. Até hoje Zhong é a única taekwondista bicampeã olímpica nessa categoria. Naquela semifinal a chinesa derrotou a paranaense Natália Falavigna por 8 a 5.

Na disputa do bronze a brasileira foi novamente derrotada, dessa vez pela venezuelana Adriana Carmona por 7 a 4. A venezuelana que passou perto de um lugar no pódio em 2000, conquistava sua primeira medalha olímpica em Atenas-2004.

Em Pequim-2008 a mexicana Paola Espinoza, maior rival de Natalia Falavigna conquistou a medalha de ouro, confirmando o seu favoritismo. Paola chegou à capital chinesa como vigente campeã mundial e avançou até a final após vencer atletas da Turquia, Suécia e Grã-Bretanha. Na final ela venceu a norueguesa Nina Solheim por 3 a 1, se sagrando campeã olímpica, a primeira medalhista de ouro do México no taekwondo feminino.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

A campeã olímpica de Londres-2012 foi a servia Milica Mandic, que derrotou logo na segunda rodada a mexicana Paola Espinoza, campeã olímpica quatro anos antes, por 6 a 4. Na final a vitória veio contra a francesa Anne-Coraline Graffe pelo placar de 9 a 7. Os bronzes foram conquistados por Paola Espinoza e pela russa Anastasia Baryshnikova.

A última campeã olímpica foi a chinesa Zheng Shuyin, conquistando para seu país a terceira medalha de ouro na categoria. A mexicana Paola Espinoza conquistou mais uma medalha olímpica entre as peso pesadas, dessa vez a de prata, se tornando a única a possuir três medalhas olímpicas na categoria. Os bronzes ficaram com a britânica Bianca Walkden e a americana Jackie Galloway.

A chinesa Zheng Shuyin é a atual campeã olímpica no peso pesado feminino +67kg (Reprodução)

Medalhistas do peso pesado feminino +67kg nos Jogos Olímpicos

JogosOuroPrataBronze
Sydney-2000Chen ZhongCHNNataliya IvanovaRUSDominique BosshartCAN
Atenas-2004Chen ZhongCHNMyriam BaverelFRAAdriana CarmonaVEN
Pequim-2008María EspinozaMEXNina SolheimNORNatália Falavigna
Sarah Stevenson
BRA
GBR
Londres-2012Milica MandićSRBAnne-Caroline GraffeFRAAnastasiya Baryshnikova
María Espinoza
RUS
MEX
Rio-2016Zheng ShuyinCHNMaría EspinozaMEXBianca Walkden
Jackie Galloway
GBR
USA

Quadro de medalhas geral do peso pesado feminino +67kg nos Jogos Olímpicos

PaísOuroPrataBronzeTotal
China3003
México1113
Sérvia1001
França0202
Rússia0112
Noruega0101
Grã-Bretanha0022
Brasil0011
Canadá0011
Estados Unidos0011
Venezuela0011