Siga o OTD

Maria de Lourdes Mazzoleni Portela

Maria Portela – judô – peso médio – até 70kg – Olimpíada de Tóquio 2020

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento: Júlio de Castilhos/RS
Idade: 32 anos (14/1/1988)
Altura: 1,58kg
Peso: 70kg
Pan: 2 (Toronto-2015, Lima-2019)
Olimpíada: 2 (Londres-2012, Rio-2016)

MUNDIAL
– Budapeste-2017 (equipes)
– Tóquio-2019 (equipes), Budapeste-2021 (equipes)

PAN
– Guadalajara-2011, Toronto-2015 (até 70kg)

Maria Portela é uma atleta do judô da categoria peso médio (até 70kg) feminino que representará o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

+ Favoritos, datas e chances de Maria e mais; Confira tudo sobre a categoria até 70kg em Tóquio 2020

Babá faixa preta

Uma gaúcha que lutou muito para ser atleta olímpica em sua vida. Nascida em Júlio de Castilhos, Maria de Lourdes Mazzoleni Portela, mais conhecida como Maria Portela, cresceu na cidade de Santa Maria, cerca de 300 km de Porto Alegre.

+ Confira TUDO sobre TODAS as provas de TODAS as modalidades dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Aos nove anos, ingressou junto com o irmão no Projeto Mãos Dadas, que oferecia aulas de judô na escola. Lá, demonstrou o seu talento e foi vendendo todas as suas lutas. Incentivada pela mãe, deixou o Rio Grande do Sul aos 17 anos para se dedicar à modalidade.

+ Confira TUDO sobre TODAS as categorias do judô na Olimpíada de Tóquio 2020

Sem apoio das cidades onde morou, Maria Portela trabalhava como babá durante o dia, e treinava à noite, para conseguir um dinheiro extra. Em 2007, finalmente conseguiu a sua chance.  Conseguiu entrar para a equipe do judoca Henrique Guimarães, em São Paulo. Um ano depois, com 20 anos,  já integrava a seleção brasileira de judô.

Maria Portela - judô - peso médio - até 70kg - Olimpíada de Tóquio 2020
Maria Portela, judoca brasileira da categoria peso médio (Roberto Castro/rededoesporte.gov.br)

Deslanchando

Começou a deslanchar mesmo em 2011, quando foi convidada pela Sogipa, clube referência do judô brasileiro, para integrar a forte equipe feminina. Finalmente com uma estrutura adequada e treinando com grandes nomes como Mayra Aguiar e Felipe Kitadai, começou a ascender no ranking mundial e figurar entre as primeiras colocações. Conquistou sua primeira medalha em Jogos Pan-Americanos: bronze, no México.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Fez sua estreia em Jogos Olímpicos em Londres 2012, mas acabou perdendo para uma adversária que costumava ser sua freguesa logo na primeira luta. Quatro anos mais tarde, no Rio, Maria Portela venceu na estreia, mas acabou sendo derrotada na sequência.

Sem se mostrar frustrada, Maria Portela deu a volta por acima no novo ciclo olímpico. Com bons resultados, chegou a liderar o ranking mundial da categoria -70 kg em 2018A gaúcha não conseguiu manter o bom rendimento em 2019 e acabou caindo para a vigésima colocação do ranking.

Maria Portela - judô - peso médio - até 70kg - Olimpíada de Tóquio 2020
(Media Team – Ben Urban)

Em 2021

O ano olímpico de Maria Portela teve como primeiro grande resultado o Grand Slam de Tbilisi, na capital da Geórgia. A peso médio (70kg) venceu a russa Madina Taimazova e conquistou a medalha de ouro.

Em junho, participou do Mundial de Judô na categoria até 70kg. Maria Portela começou sua caminhada indo ao golden score logo na primeira luta. Ela conseguiu, então, um waza-ari contra a italina Alice Bellandi, avançando para as oitavas de final. Na sequência, a brasileira enfrentou uma luta mais tranquila e superou a tunisiana Nigel Lindolsi com dois waza-aris para avançar novamente.

Nas quartas de final, entretanto, Maria Portela acabou caindo para a japonesa Yoko Ono, que encaixou um estrangulamento, obrigando a brasileira a bater e desistir da luta. Assim, ela foi para a repescagem, mas sofreu nova derrota, desta vez para a irlandesa Meghan Fletcher, após ser imobilizada. Terminou em 7º lugar.

Na sequência, Portela ajudou o Brasil a conquistar a medalha de bronze por equipes mistas no fechamento do Mundial.

Pouco depois, teve sua convocação para os Jogos Olímpicos de Tóquio confirmada pela Confederação Brasileira de Judô.

RESULTADOS

DataProvaHorário/ResultadoLigaTemporada