Siga o OTD

Núbia Aparecida Soares

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento: Lagoa da Prata/MG
Idade: 25 anos (26/03/1996)
Altura: 1,76m
Peso: 52kg
Clube: Barcelona (Espanha)
Olimpíada: 1 (Rio-2016)
Pan: 1 (Toronto-2015)

Núbia Soares é um atleta do atletismo brasileiro que competirá na prova do salto triplo feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

+ Saiba TUDO sobre o salto triplo feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Núbia Soares conquistou a sua vaga para a Olimpíada no apagar das luzes. Pelo último dia de válido para a obtenção de índices no atletismo para Tóquio, a atleta saltou para 14,68m em um evento na Espanha e confirmou a sua classificação para o segundo evento olímpico em sua carreira, que começou sendo traçada em outro esporte.

Esporte desde pequena

Tendo o primeiro contato com as práticas esportivas ainda nos tempos do colégio, Núbia Soares começou praticando handebol. No entanto, o encerramento da equipe da escola fez com a atleta perdesse a oportunidade de seguir atuando na modalidade. Para seguir praticando esportes, o seu professor direcionou a atleta para as aulas de atletismo.

Núbia Soares - salto triplo feminino - Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
Núbia Soares iniciou a sua trajetória esportiva no handebol (Divulgação)

Não demorou muito para que a jovem demonstrasse gosto pela coisa e começasse a apresentar de destaques. Com apenas dois anos praticando, Núbia Soares participou do Campeonato Mundial de Menores de Atletismo em 2013 e obteve a quarta colocação na disputa do salto triplo, prova que sempre foi a sua especialidade, com direito a recorde sul-americano batido na categoria.

Os bons resultados na juventude não param por aí. A jovem esportista ainda conquistou medalhas no  Pan-Americano Junior de 2013 e 2015 e subiu ao pódio no Sul-Americano Sub-23 de 2014.

Voos altos

As boas marcas obtidas nas disputas júnior foram mantidas quando Núbia Soares passou a atuar em eventos adultos. Tanto que rapidamente a atleta conseguiu os índices necessários para a disputa dos Jogos Pan-Americanos de Toronto de 2015, no Mundial de Atletismo, e nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

+ Confira TUDO sobre TODAS as provas de TODAS as modalidades dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

No entanto, a atleta ainda não conseguia apresentar grandes resultados quando se tratava de competições deste nível. À medida que ia ganhando maturidade com o passar dos anos, a evolução da atleta era clara, e isso acabou se refletindo nas marcas.

Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
A atleta conseguiu classificações para grandes torneios ainda muito jovem (divulgação/CBTa)

Em 2018, Núbia Soares ganha enorme destaque no atletismo nacional durante a disputa do Metting de Sotteville-lès-Roue, na França. Ela venceu a prova do salto triplo com 14,69m, terceira melhor marca do mundo na temporada, novo recorde brasileiro e recorde da competição.

Problemas pela frente

O resultado criou altas expectativas para a temporada de 2019, que contava com as disputas dos Jogos Pan-Americanos de Lima e o Mundial de Atletismo em Doha. No entanto, uma grave lesão no tendão de Aquiles tirou a atleta das duas competições e prejudicou a temporada.

A retomada após um longo tempo parada veio em um bom estilo em fevereiro de 2020, quando venceu um evento na Espanha enquanto buscava o índice olímpico para Tóquio. Porém novamente um baque atrapalhou a evolução da atleta: a pandemia.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Sem conseguir competir durante um grande período da temporada 2020, a atleta teve problemas para atingir a marca estabelecida pela World Athletics para a prova do salto triplo: 14.32m.

O último salto

Lutando pelo índice a todo custo, Núbia Soares disputou diversas provas na temporada em busca da sua vaga em Tóquio. Até o último dia 29 de junho, data limite para a obtenção do índice, a atleta havia saltado apenas uma vez acima dos 14m, (14,03m), em maio, durante o Meeting Internacional de Andújar de atletismo.

Nubia Soares fecha 2017 como 4ª no Ranking Mundial do triplo atletismo
Nubia sacramentou a sua vaga para a Olimpíada de Tóquio apenas no último dia para a obtenções de índices (Wagner Carmo/CBAt)

No dia de fechamento das marcas, a tão sonhada classificação veio. Disputando o Troféu Disputación de Castellón, a atleta carimbou a sua vaga em Tóquio ao saltar para 14,68m (0,5). Resultado 36 centímetros a mais que o necessário para conseguir a vaga.

O resultado da atleta foi tão bom, que a medalha olímpica se tornou um objetivo palpável para Núbia Soares. A título de comparação, apenas seis atletas conseguiram um resultado superior que a brasileira durante os dois anos de janela para obtenções de índices. Durante a Olimpíada do Rio em 2016, o bronze foi conquistado após um salto de 14,74m, apenas seis centímetros a mais que a marca que garantiu a sua classificação para o evento.