Siga o OTD

Individual feminino

Individual feminino nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

Chances do Brasil no Individual feminino 

Ieda Guimarães pentatlo moderno
Maria Ieda Guimarães assegurou sua vaga para Tóquio com a quarta colocação no Pan de Lima-2019 (Jonne Roriz/COB)

Maria Ieda Guimarães classificou-se para o individual feminino no pentatlo moderno, ao ficar na quarta colocação nos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019. Ainda existem duas oportunidades para classificação aos Jogos de Tóquio: três vagas pelo Mundial do Cairo (EGI), em junho, e outras seis vagas via ranking mundial, que será divulgado após o Mundial.

O Brasil no Individual feminino

A americana Samantha Harvey, naturalizada brasileira, foi prata no Pan de Santo Domingo-2003 e foi a primeira a representar o Brasil nos Jogos Olímpicos, ficando em 25º lugar em Atenas-2004.

A pernambucana Yane Marques foi ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio-2007 e se classificou para a Olimpíada de Pequim-2008. Ela teve uma boa participação, terminando em 18º lugar entre 36 atletas. Após a desclassificação por doping de uma ucraniana, Yane subiu para 17º.

Yane foi evoluindo e entrou para a elite do esporte. Em 2009 ela foi prata na final da Copa do Mundo e também foi prata no Pan de Guadalajara-2011. Yane chegou forte em Londres-2012. No primeiro evento, a esgrima, venceu 21 combates e terminou em 6º lugar. Na natação fez 2:12.39, também o 6º tempo, e estava em 2º lugar no geral. Yane fez um boa prova de equitação e liderava a competição ao lado da lituana Laura Asadauskaite.

Elas largaram em 1º na prova combinada de tiro e corrida. Com uma corrida melhor, a lituana foi abrindo vantagem, enquanto Yane segurava o ataque das outras atletas com tiros certeiros. Ela acabou sendo ultrapassada pela britânica Samantha Murray, mas conseguiu manter uma boa vantagem sobre a americana Margaux Isaksen, que vinha forte atrás.

pentatlo moderno Yane Marques
Yane Marques obteve a única medalha olímpica do Brasil no pentatlo moderno, nos Jogos de Londres-2012 (Reprodução)

Yane cruzou a linha de chegada em 3º lugar para ficar com o bronze e levar a última medalha dos Jogos de Londres e a primeira e única medalha brasileira da história do pentatlo.

No Pan de Toronto-2015, ela levou novamente o ouro, se classificando para a Rio-2016, sua última Olimpíada. Yane foi a porta-bandeira do Brasil na Cerimônia de Abertura, mas ficou longe de repetir seu feito em Londres. Foi 9ª na natação, apenas 22ª na esgrima e 15ª no hipismo. Ela largou em 15º na combinada, pouco mais de 1min atrás da líder, a polonesa Oktawia Nowacka, terminando em 22º lugar.

As favoritas no Individual feminino

Há alguns anos que o pentatlo feminino não tem um atleta que domina a prova. Nos últimos 11 Mundiais, foram 11 campeãs diferentes.

A francesa Elódie Clouvel foi prata no Rio-2016 e no Mundial no mesmo ano. Ela tem algumas medalhas em Copas do Mundo e foi ouro nos Jogos Militares de 2019.

Laura Asadauskaite foi ouro em Londres-2012 e no Mundial de 2013, mas segue em alto nível após o título europeu em 2019. A lituana tem ainda outras três medalhas individuais em Mundiais, outros três títulos europeus individuais e já venceu 10 etapas da Copa do Mundo.

pentatlo moderno Laura Asadauskaite
A lituana Laura Asadauskaite, ouro em Londres-2012, segue entre as favoritas para o bi olímpico em Tóquio (Divulgação/UIPM)

Belarus tem duas fortes atletas que venceram os dois últimos Mundiais. Anastasiya Prokopenko foi campeã em 2018, bronze em Pequim-2008 e campeã europeia em 2017. Já Volha Silkina venceu o Mundial de 2019 e entra na briga.

A russa Gulnaz Gubaydullina foi campeã mundial em 2017 e tem cinco pódios em Copas do Mundo, incluindo um bronze na única etapa disputada em 2020.

Outras fortes concorrentes a medalha são a alemã Annika Schleu, prata no Mundial de 2018, a britânica Kate French, prata nos europeus de 2018 e 2019 e bronze no Mundial de 2019, e a húngara Sarolta Kovács, campeã mundial em 2016.

+ Veja a lista dos brasileiros classificados

Histórico do Individual feminino nos Jogos Olímpicos

Foram necessários 88 anos após a estreia do pentatlo moderno nos Jogos para que as mulheres começassem a competir em Olimpíadas. Já foram cinco disputas e 15 medalhistas diferentes.

A estreia veio em Sydney-2000, já no formato de todas as provas em um único dia, que tinha sido implantada em Atlana-1996. E a primeira campeã olímpica foi a britânica Stephanie Cook, que cruzou a linha de chegada apenas dois segundos antes da americana Emily de Riel.

SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

No ciclo seguinte, foi a vez da húngara Zsuzsanna Vörös ir ao topo. Grande nadadora, Vörös chegou como favorita em Atenas-2004 após vencer os Mundiais de 2003 e 2004. A húngara largou pra corrida na frente já com uns 30 s de vantagem sobre a segunda colocada. Destaque para a espetacular prova de corrida da britânica Georgina Harland, que largou em 14º a quase 50s do pódio e pegou o bronze.

A alemã Lena Schöneborn ficou com o ouro em Pequim-2008. Ela é uma das grandes pentatletas da história, com seis títulos mundiais na carreira, sendo um individual, e 16 medalhas no total.

pentatlo moderno Chloe Esposito
A australiana Chloe Esposito (nº 7) surpreendeu na Rio-2016 ao ficar com a medalha de ouro (Reprodução)

A prova feminina em Londres-2012 foi a última final dos Jogos. Foi a partir desta edição que a Federação Internacional da modalidade juntou o tiro e a corrida criando a prova combinada conhecida como laser run. A brasileira Yane Marques e a lituana Laura Asadauskaite chegaram para a combinada empatadas e largaram juntas, 2 s a frente da francesa Amélie Cazé. A lituana fez uma grande corrida e cruzou a linha de chegada em 1º lugar. A brasileira foi ultrapassada pela britânica Samantha Murray e conseguiu segurar o ataque da americana Margaux Isaksen para ficar com o bronze inédito.

Já no Rio-2016, o pódio teve algumas surpresas. A campeã foi a australiana Chloe Esposito, que nunca havia conquistado medalhas em Mundiais até então. Ela largou em 6º para a combinada, 45 s atrás da líder, a polonesa Oktawia Nowacka. Esposito fez uma excelente combinada e passou todas as concorrentes, cruzando em 1º lugar para faturar um ouro inédito para o país.

As medalhistas do individual feminino nos Jogos Olímpicos

JogosOuroPrataBronze
Sydney 2000Steph CookGBREmily deRielUSAKate AllenbyGBR
Atenas 2004Zsuzsa VőrősHUNJeļena RubļevskaLATGeorgina HarlandGBR
Pequim 2008Lena SchönebornGERHeather FellGBRAnastasiya SamusevichBLR
Londres 2012Laura AsadauskaitėLTUSamantha MurrayGBRYane MarquesBRA
Rio 2016Chloe EspositoAUSÉlodie ClouvelFRAOktawia NowackaPOL

Quadro geral de medalhas no individual feminino nos Jogos Olímpicos

PaísOuroPrataBronzeTotal
Grã-Bretanha1225
Austrália1001
Alemanha1001
Hungria1001
Lituânia1001
França0101
Letônia0101
Estados Unidos0101
Belarus0011
Brasil0011
Polônia0011