Siga o OTD

Isaac Nascimento de Souza Filho

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. Rio de Janeiro/RJ
Idade: 22 anos (23/06/1999)
Altura: 1,63m
Peso: 59kg
Clube: Instituto Pro DF (Brasília)
Olimpíada: 0
Pan: 1 (Lima-2019)
PAN
– Lima 2019 (plataforma sincronizada de 10m)

Isaac Nascimento de Souza Filho, ou simplesmente Isaac Souza, é uma das grandes revelações dos saltos ornamentais brasileiro que competirá na plataforma de 10m masculina nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

+ Confira TUDO sobre a plataforma de 10m masculina dos saltos ornamentais nos Jogos Olímpicos

Na disputa no Japão, ele terá a companhia de Kawan Pereira, com quem chegou a uma inédita final no Campeonato Mundial de 2019 na plataforma sincronizada.

Das piruetas para as piscinas

Carioca da gema nascido no bairro da Mangueira, Isaac Souza, começou inicialmente na ginástica artística antes de mudar para os saltos ornamentais. No ano de 2006, quando o atleta tinha sete anos de idade, sua mãe, pastora, a inscreveu em uma peneira de ginástica artística. Com um talento nato, Isaac foi aprovado e foi prontamente encaminhado para o Flamengo.

+ Confira TUDO sobre TODAS as provas de TODAS as modalidades dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Aos 12 anos, cogitou desistir da ginástica artística devido a intensidade de treinos na semana que realizava. Um amigo lhe aconselhou a experimentar os saltos ornamentais. Isaac topou e então encontrou sua paixão.

(Jonne Roriz/COB)

Negócio da China

Em 2013, o atleta teve uma grande oportunidade. Foi morar na China, principal potência mundial dos saltos ornamentais. O aprendizado o fez aprimorar sua técnica e o levou a seleção brasileira de saltos ornamentais.

Em 2016, após aprender vendo os melhores saltadores nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, competiu no Mundial Júnior de Saltos Ornamentais e Brasil fica em oitavo na prova por equipes do Mundial Júnior de saltos ajudou o Brasil a terminar em oitavo na prova por equipes do Mundial Júnior de saltos ornamentais.

Um ano depois, no sul-americano juvenil de saltos ornamentais, o carioca ajudou o brasil a ser vice-campeão. Na competição disputada na Colômbia, ganhou três medalhas de prata e uma de ouro. Na competição adulta, disputada no final do ano, Isaac Filho terminou a disputa com 395,45 pontos, levou a medalha de prata e ainda uma vaga para o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Lima em 2019.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Isaac Souza - saltos ornamentais - plataforma de 10m -Tóquio 2020
Isaac Filho durante o sul-americano juvenil em 2018 (divulgação CBDA)

Brilhando em 2019

Antes de faturar sua primeira medalha pan-americana, Isaac fez bonito no Mundial de Desportes Aquáticos de Gwangjiu, na Coreia do Sul, em julho de 2019. O carioca terminou a plataforma de 10m masculina na 13ª colocação, não avançando por pouco à grande final por uma posição. Se isso houvesse ocorrido, o carioca teria garantido a vaga ao Japão.

Ainda assim, o saltador mostrou muita evolução no Mundial da Coreia do Sul. Para se ter uma ideia, nos mundiais de 2017 e 2015, ele havia terminado a plataforma de 10m masculina em 29º e 36º respectivamente.

Um resultado histórico veio na sequência. Formando dupla com Isaac Filho, terminou a fase eliminatória na 11º posição e se classificou para a final da plataforma sincronizada de 10m. Esta foi a primeira vez que uma dupla brasileira conseguiu uma vaga em finais na plataforma sincronizada em Campeonatos Mundiais, desde a edição de 1998, quando a prova começou a ser disputada.

Na sequência, Isaac atravessou o mundo para a disputa dos Jogos Pan-Americanos de Lima. Na capital peruana, Isaac Souza conseguiu seu primeiro grande resultado na carreira. Ao lado de Kawan Pereira, terminou a prova de plataforma sincronizada 10m na terceira colocação e garantiu uma inédita medalha de bronze para o país nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Foi a primeira vez em que uma dupla nacional ficou entre as três melhores da disputa em todos os tempos.

Isaac Souza - saltos ornamentais - plataforma de 10m -Tóquio 2020 - Kawan Pereira
Isaac e Kawan com a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima em 2019 (Washington Alves/ COB)

Em 2021

Isaac teve um grande ano olímpico até julho. Em fevereiro, foi um dos destaques da Seletiva de Saltos Ornamentais para a Copa do Mundo e para o Sul-Americano.  Ele ainda não tinha conseguido seu índice A para tentar uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Na competição, o atleta do Instituto Pró-Brasil fez bonito na piscina do Maria Lenk e garantiu um lugar no Pré-Olímpico com a marca de 416,55.

Pouco depois, na disputa da Copa do Mundo de saltos ornamentais, realizada no Japão, o Isaac Souza “bateu na trave”. Ao lado de Kawan Pereira, ficaram com a 13ª colocação geral, uma abaixo do grupo que avança para a final da prova.

Deu bom, deu ruim e deu bom no fim

No dia seguinte, veio a glória. Na prova masculina da plataforma de 10m,, Kawan Pereira e Isaac Souza tiveram uma grande prova. Melhorando a cada salto, a dupla brasileira foi se colocando entre os líderes e avançou às semifinais como 4º e 8º lugares, respectivamente. Ao final da semifinal, terminou em 18º lugar, carimbando assim o passaporte ao Japão.

A alegria durou pouco. Por conta do número de vagas para os Saltos Ornamentais nos Jogos Olímpicos, a Federação Internacional de Natação (FINA) decidiu, em maio, mudar o sistema de classificação para Tóquio 2020, levando apenas os 12 finalistas da última Copa do Mundo, além dos já classificados em outras seletivas.

A mudança afetava diretamente a classificação dos brasileiros Luana Lira e Isaac Souza que foram semifinalistas (entre os 18 melhores) da Copa do Mundo realizada em Tóquio. A Confederação Brasileira de Saltos Ornamentais, juntamente com a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e o Comitê Olímpico do Brasil, reivindicaram que o regulamento fosse mantido.

No final de junho, a FINA informou à CBDA e à Confederação Brasileira de Saltos Ornamentais que voltou atrás em sua decisão e que os 18 melhores classificados da Copa do Mundo realizada no Japão estão classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Na última competição antes de Tóquio, outro bom resultado para Isaac. O atleta levou a medalha de ouro no Grand Prix de Bolzano de saltos ornamentais, na Itália, na disputa da plataforma de 10 metros.

RESULTADOS

DataProvaHorário/ResultadoLigaTemporada
Plataforma 10 m masculino – Eliminatórias x Isaac SouzaJogos Olímpicos - saltos ornamentais2020
Plataforma 10 m masculino – Final - Isaac SouzaGrand Prix de Bolzano de saltos ornamentais2021
Plataforma 10 m masculino – Semifinal A - Isaac SouzaGrand Prix de Bolzano de saltos ornamentais2021
Plataforma 10 m masculina x Isaac SouzaCopa do Mundo de saltos ornamentais2021
10m masculino – Final - Isaac SouzaJogos Pan-Americanos - Saltos Ornamentais2019
10m masculino – Eliminatórias x Isaac SouzaJogos Pan-Americanos - Saltos Ornamentais2019
Plataforma 10m masculino x Isaac SouzaMundial de Esportes Aquáticos2019
Plataforma 10m – Eliminatórias x Isaac SouzaGrand Prix de Madrid de saltos ornamentais2019
Plataforma 10m – Semifinal x Isaac SouzaGrand Prix de Saltos Ornamentais em Calgary2018
Plataforma 10m x Isaac SouzaGrand Prix de Saltos Ornamentais em Calgary2018