Siga o OTD

Tênis em cadeira de rodas

Tênis em cadeira de rodas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020

NOTÍCIAS   GUIA DA PARALIMPÍADA CALENDÁRIO   QUADRO DE MEDALHAS TÓQUIO TODO DIA 

CALENDÁRIO

DataProvaHorário/Resultado
Simples masculino - Round 1 - Mauricio Pomme (BRA) x Sang-ho Oh (COR)
Simples masculino - Round 1 - Rafael Medeiros (BRA) x Lhaj Boukartacha (MAR)
Duplas femininas - Round 1 - Ana Caldeira (BRA)/Meirycoll Duval (BRA) x Huimin Huang (CHN)/Jinlian Huang (CHN)
Simples masculino - Round 1 - Daniel Rodrigues (BRA) x Stefan Olsson (SUE)
Simples masculino - Round 1 - Gustavo Carneiro (BRA) x Leon Els (AFS)
Simples feminino - Round 1 - Ana Caldeira (BRA) x Viktoriia Lvova (RUS)
Simples feminino - Round 1 - Meirycoll Duval (BRA) x Shelby Baron (EUA)
Duplas masculinas - Round 1 - Mauricio Pomme (BRA)/Rafael Medeiros (BRA) x Adam Berdichevsky (ISR)/Guy Sasson (ISR)
Quad Simples masculino - Round 1 - Ymanitu Silva (BRA) x David Wagner (EUA)
Duplas masculinas - Round 1 - Daniel Rodrigues (BRA)/Gustavo Carneiro (BRA) x Martyn Dunn (AUS)/Ben Weekes (AUS)
Duplas masculinas - Round 2 - Daniel Rodrigues (BRA)/Gustavo Carneiro (BRA) x Joachim Gerard (BEL)/Jef Vandorpe (BEL)
Simples feminino - Round 2 - Meirycoll Duval (BRA) x Yui Kamiji (JAP)

Brasileiros em Tóquio

O Brasil terá a presença de sete atletas no tênis em cadeira de rodas dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. A ITF (Federação Internacional de Tênis) confirmou a classificação de cinco atletas brasileiros de acordo com o ranking. Outros dois atletas foram confirmados posteriormente de acordo com a distribuição das vagas remanescentes.

No masculino, Ymanitu Silva será o representante no Quad, classe para atletas com mais limitações de movimentos acima do quadril. Pela classe Open, para atletas com alguma deficiência nos membros inferiores, Daniel Rodrigues, Gustavo Carneiro, Rafael Medeiros e Mauricio Pomme vão competir no simples masculino. O Brasil ainda terá uma vaga no torneio de duplas. Pelo feminino, Meirycoll Duval e Ana Claudia Caldeira estarão na chave de simples.

Ymanitu Silva chega para Tóquio 2020 como o brasileiro melhor ranqueado. No Quad, ele é o nono do mundo. Esta será a segunda paralimpíada dele. Na Rio-2016, Ymanitu Silva perdeu e foi eliminado na segunda rodada.

No simples masculino, Daniel Rodrigues é o 20º do ranking mundial, mas passou boa parte do ciclo entre os 10 melhores do mundo, posição alcançada muito pela conquista de um bronze nos Jogos Parapan-Americanos de Lima-2019. Ele também disputa sua segunda paralimpíada, já que caiu na segunda rodada na Rio-2016.

No feminino, Meirycoll Duval é a 28ª do mundo e fará sua estreia em Jogos Paralímpicos.

Local da competição

As disputas do tênis em Tóquio 2020, serão realizadas no Ariake Tennis Park, um complexo de quadras de tênis localizado na ilha artificial de Ariake, no bairro de Koto, em Tóquio. Entre as diversas quadras do local, algumas contam com cobertura e servem até para receber outros espetáculos. A quadra central é chamada de Ariake Coliseum e recebe as partidas mais importantes do ATP e do WTA de Tóquio.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Daniel Rodrigues jogos paralímpicos tóquio tênis em cadeira de rodas
Daniel Rodrigues é o principal nome do tênis paralímpico brasileiro (Divulgação)

O esporte

O tênis em cadeira de rodas é jogado da mesma forma que o tênis convencional, com a única exceção de que é permitido a bola quicar duas vezes. Homens e mulheres competem separadamente na divisão Open, enquanto jogadores com níveis mais altos de deficiência competem na divisão Quad, que é mista.

O tênis em cadeira de rodas participa dos Jogos Paraolímpicos desde 1992 e foi disputado nos quatro Grand Slams desde 2007.