Siga o OTD

Individual geral masculino

 Individual geral masculinoJogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Ginástica artística – Individual geral masculino

Chances do Brasil

 Individual geral masculino

Arthur Nory é um dos principais nome da ginástica artística brasileira atualmente

O Brasil não tem muita tradição no Individual Geral masculino. Mas, para a edição do Pan 2019, a esperança pode estar em Arthur Nory. Aos 25 anos, depois de ter conquistado o bronze no solo nas Olimpíadas de 2016, o paulista teve lesões que complicaram seu desempenho nos último anos. No entanto, ele vai para Lima mais preparado e maduro do que nunca para quem sabe escrever seu nome na história brasileira da ginástica artística.

Local da competição

Polideportivo Villa El Salvador

A estrela dos JogosIndividual geral masculino

O maior vencedor do Individual Geral masculino é o cubano Eric Lopez, medalhista de ouro em 1991, 1995, 1999 e 2003. Nenhum outro atleta foi capaz de repetir o feito até hoje. Cuba, inclusive, é o país que mais vezes subiu ao topo do pódio, seguido de pertinho pelos Estados Unidos (oito x seis). No total, ambos somam 20 medalhas.

Nossos pódios

Ao longo de todas as 17 edições dos Jogos Pan-Americanos em que a categoria Individual Geral masculino foi disputada, o Brasil não conseguiu subir ao pódio em nenhuma oportunidade.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1951 William Roetzheim
 EUA
Rafael Lecuona
 Cuba
César Bonoris
 Argentina
1955 John Beckner
 EUA
Joseph Kotys
 EUA
Jack Miles
 EUA
1959 John Beckner
 EUA
Abie Grossfeld
 EUA
Don Tonry
 EUA
1963 Wilhelm Weiler
 Canadá
Don Tonry
 EUA
Jay Werner
 EUA
1967 Fred Roethlisberger
 EUA
Fernando Valles
 México
David Thor
 EUA
1971 Jorge Rodríguez
 Cuba
John Crosby
 EUA
Jorge Cuervo
 Cuba
1975 Jorge Cuervo
 Cuba
Roberto Richard
 Cuba
Kurt Thomas
 EUA
1979 Casimiro Suárez
 Cuba
Jorge Roche
 Cuba
Enrique Bravo
 Cuba
1983 Casimiro Suárez
 Cuba
Brian Babcock
 EUA
Israel Sánchez
 Cuba
1987 Scott Johnson
 EUA
Casimiro Suárez
 Cuba
Tim Daggett
 EUA
1991 Eric López
 Cuba
José Tejada
 Cuba
Félix Aguilera
 Cuba
1995 Eric López
 Cuba
John Roethlisberger
 EUA
Lazaro Lamelas
 Cuba
1999 Eric López
 Cuba
Alexander Jeltkov
 Canadá
Lazaro Lamelas
 Cuba
2003 Eric López
 Cuba
David Durante
 EUA
Giovanni Quintero
 Colômbia
2007 José Luis Fuentes
 Venezuela
Jorge Hugo Giraldo
 Colômbia
Guillermo Alvarez
 EUA
2011 Jossimar Calvo
 Colômbia
Jorge Hugo Giraldo
 Colômbia
Tomás González
 Chile
2015 Sam Mikulak
 EUA
Manrique Larduet
 Cuba
Jossimar Calvo
 Colômbia

Quadro de medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Cuba 8 6 6 20
2  EUA 6 7 7 20
3  Colômbia 1 2 2 5
4  Canadá 1 1 0 2
5  Venezuela 1 0 0 1
6  México 0 1 0 1
7  Argentina 0 0 1 1
 Chile 0 0 1 1

A prova Individual geral masculino

No Individual Geral, os ginastas competem em todos os seis aparelhos (solo, salto, cavalo com alças, argolas, barra fixa e barra paralela). As notas obtidas em cada um deles são somadas, resultando na pontuação final de cada atleta.

Na etapa classificatória, os 24 melhores ginastas avançam para a final do Individual Geral, na qual se apresentam novamente em todos os aparelhos.