Siga o OTD

Hóquei feminino

Hóquei feminino – Hóquei sobre a grama – Jogos Olímpicos Tóquio 2020 

GRUPO A

GRUPO A

PosTimePtsJVPróContra
131151
231121
331120
401012
501015
601002

GRUPO B

GRUPO B

PosTimePtsJVPróContra
131131
231143
331130
401034
501013
601003

FASE FINAL

DISPUTA DO BRONZE

+ Veja a lista dos brasileiros classificados para os Jogos

Chances do Brasil no hóquei feminino nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

O Brasil nunca participou de uma edição olímpica no hóquei sobre grama feminino, nem mesmo quando o Rio de Janeiro sediou o evento em 2016.

Favoritas do hóquei feminino nos Jogos de Tóquio-2020

Holanda hóquei sobre a grama feminino
A Holanda dominou o último ciclo olímpico e chega como favorita no hóquei feminino em Tóquio (Divulgação/FIH)

A Holanda segue sendo o país a ser batido no hóquei feminino. Presente no pódio das últimas seis Olimpíadas e das últimas seis Copas do Mundo, as holandesas tiveram mais um ciclo de domínio no hóquei mundial. Além do título da Copa do Mundo, conquistaram também o Troféu dos Campeões em 2018, a Liga Mundial 2016-2017 e a Pro League de 2019. Líder do ranking mundial, a Holanda ainda conquistou os três títulos do Campeonato Europeu do ciclo. Após a decepção de perder a final da Rio-2016 nos pênaltis, as holandesas esperam retornar ao topo do pódio em Tóquio.

Dezenove anos depois de conquistar o título olímpico e sua única medalha em Olimpíadas, a Espanha retornou ao caminho das medalhas em grandes competições nesse ciclo. Medalhistas de bronze na Copa do Mundo de 2018 e do Campeonato Europeu de 2019, as espanholas não aparecem entre as quatro primeiras em Jogos Olímpicos desde Sydney-2000, quando perderam a disputa de bronze para a Holanda.

Outra equipe que tenta retornar aos trilhos da vitória é a Argentina. Vice-líder do ranking mundial, as argentinas ficaram em sétimo lugar na Copa do Mundo de 2018, em quarto lugar na Pro League de 2019, foram medalhistas de bronze no Troféu dos Campeões de 2018 e são as atuais campeãs Pan-Americanas. A Austrália também aparece com possibilidades de voltar a brigar por um pódio olímpico. Quarta colocada na Copa do Mundo de 2018 e medalhistas de prata no Troféu dos Campeões de 2018, as australianas ainda foram vice-campeãs da Pro-League de 2019, perdendo a final para as neerlandesas.

As últimas quatro Olimpíadas foram dominadas por apenas seis países: Alemanha, Argentina, China, Grã-Bretanha, Nova Zelândia e Holanda. Agora um novo país ameaça a hegemonia do sexteto em Tóquio, a Irlanda. Na Copa do Mundo de 2018, as irlandesas derrubaram favoritismos ao longo do caminho e conquistaram a medalha de prata no evento, perdendo apenas para a Holanda.

Atuais campeãs olímpicas, as britânicas não fizeram um ciclo tão consistente, sem participar da Copa do Mundo de 2018 e tendo um quinto lugar no Troféu dos Campeões e um oitavo lugar na Pro League. Ainda assim, as britânicas não podem ser consideradas carta fora do baralho.

Histórico do hóquei feminino nos Jogos Olímpicos

O hóquei na grama feminino estreou nos Jogos Olímpicos em Moscou-1980 e desde então, não saiu mais do programa olímpico, totalizando dez edições disputadas. Ao contrário do que acontece no masculino, a Índia não conquistou nenhuma medalha olímpica e tem apenas um quarto lugar como o seu melhor resultado. A Holanda é a maior vencedora entre as mulheres, tendo conquistado três medalhas de ouro, duas de prata e três de bronze, totalizando oito medalhas.

A primeira aparição do hóquei sobre grama em Jogos Olímpicos foi em Moscou-1980, na edição marcada pelo boicote de países ocidentais, liderados pelos Estados Unidos, afetou diretamente as disputas do hóquei feminino. O torneio olímpico contaria com apenas seis países, e desses seis países classificados, cinco acabaram desistindo da competição. O único classificado originalmente que disputou as Olimpíadas foi justamente a União Soviética, a anfitriã do evento.

Zimbabue hóquei sobre grama Moscou 1980
Jogadoras da seleção do Zimbabue comemoram a conquista da primeira medalha de ouro olímpica no hóquei feminino (Reprodução/Wikipedia)

O Zimbábue foi um dos países que substituíram os cinco classificados que boicotaram a edição e se tornou a primeira campeã da modalidade. A competição foi feita em grupo único,  e com três vitórias e dois empates, o Zimbábue acabou ficando com a medalha de ouro, deixando a prata para a Tchecoslováquia e o bronze para a União Soviética.

Quatro anos depois, em Los Angeles-1984, foi a vez dos países do bloco socialista boicotarem os Jogos. A medalha de ouro naquela edição foi conquistada pela Holanda, de forma invicta. A prata ficou com a equipe da Alemanha Ocidental e o bronze com os Estados Unidos.

Em Seul-1988, a Austrália acabou se sagrando campeã ao derrotar na final a Coreia do Sul por 2 a 0.  Já na edição de Barcelona-1992,  a Espanha ficou com a medalha de ouro, superando a Alemanha por 2 a 1, após o tempo extra.

A Austrália venceu as duas edições seguintes, se tornando o primeiro país a conquistar um bicampeonato consecutivo e o primeiro a conquistar três medalhas de ouro no total. O primeiro título da sequência australiana veio na edição de Atlanta-1996, quando venceu na final a Coreia do Sul por 3 a 1.

A segunda medalha de ouro australiana foi conquistada em casa, em Sydney-2000, uma final contra a emergente Argentina, por 3 a 1.

A edição de Atenas-2004 foi conquistada pela Alemanha, graças à goleada de 4 a 1 sobre a Holanda na final. Campeãs da Copa do Mundo de 2002 e uma das favoritas ao ouro olímpico, a Argentina sucumbiu diante das holandesas na semifinal e na disputa do bronze, as argentinas derrotaram a China.

Na disputa com a Austrália pelo primeiro lugar no quadro de medalhas do hóquei sobre grama feminino, a Holanda também emendou dois títulos consecutivos, em Pequim-2008 e Londres-2012. Na primeira medalha da sequência, as holandesas venceram a China por 2 a 1. A Argentina foi derrotada pelas holandesas na semifinal, mas conseguiu subir novamente no pódio em terceiro lugar após derrotar a Alemanha.

A segunda medalha de ouro em sequência da Holanda aconteceu em Londres-2012. E novamente vencendo as argentinas na grande final. O confronto na final entre as duas equipes era bastante aguardado pelos fãs da modalidade. Na partida final, as holandesas bateram as argentinas por 2 a 0.

A última campeã olímpica foi a Grã-Bretanha na Rio-2016. O país bateu na final a favorita Holanda. Em um jogo emocionante, as britânicas levaram o ouro na disputa de pênaltis, vencendo por 2 a 0, após um empate em 3 a 3 no tempo normal e na prorrogação. O bronze acabou ficando com a Alemanha, após derrotar a Nova Zelândia por 2 a 1.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Os medalhistas do hóquei feminino nos Jogos Olímpicos

JogosOuroPrataBronze
Moscou 1980ZimbábueTchecoslováquiaUnião Soviética
Los Angeles 1984HolandaAlemanha OcidentalEstados Unidos
Seul 1988AustráliaCoreia do SulPaíses Baixos
Barcelona 1992EspanhaAlemanhaGrã Bretanha
Atlanta 1996AustráliaCoreia do SulPaíses Baixos
Sydney 2000AustráliaArgentinaPaíses Baixos
Atenas 2004AlemanhaHolandaArgentina
Pequim 2008HolandaChinaArgentina
Londres 2012HolandaArgentinaGrã Bretanha
Rio 2016Grã-BretanhaHolandaAlemanha

Quadro de medalhas do hóquei feminino nos Jogos Olímpicos

PaísOuroPrataBronzeTotal
Holanda3238
Austrália3003
Alemanha1113
Grã-Bretanha1023
Espanha1001
Zimbábue1001
Argentina0224
Coreia do Sul0202
Tchecoslováquia0101
China0101
Alemanha Ocidental0101
União Soviética0011
Estados Unidos0011