Siga o OTD

Henrique Avancini

Henrique Avancini – Ciclismo Mountain Bike – Cross Country (XCO) – Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. Petrópolis/RJ
Idade: 25 anos (30/03/1989)
Altura: 1,76m
Peso: 67kg
Clube: Cannondale Factory Racing (Alemanha)
Olimpíada: 1 (Rio-2016)
Pan: 1 (Lima-2019)

PAN

– Lima-2019 – Cross Country (XCO)

Henrique Avancini é uma atleta do Time Ajinomoto do ciclismo mountain bike (MTB) e que pode surpreender na prova do cross country (XCO) e levar uma medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Atual vice-líder do ranking mundial, é considerado o melhor ciclista do Brasil na história no MTB. Na Olimpíada, terá a companhia de Luiz Henrique Cocuzzi.

+ Rivais, chances de Avancini, favoritos e mais: Saiba TUDO sobre o cross country masculino em Tóquio

Da sucata para os primeiros lugares no pódio

Tudo começou com apenas oito anos de idade por influencia de seu pai, Ruy Avancini, com uma bicicleta montada com sucatas na oficina da família. Crescendo em uma cidade serrana e com muitos campos a sua volta, foi se familiarizando com a modalidade do Cross Country onde com dezessete anos de idade já seria nono colocado no mundial júnior da especialidade, disputado em 2006 na cidade de Rotorua, Nova Zelândia.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK 

Se tornou o primeiro a conquistar os títulos brasileiros em todas as categorias de idade, de júnior até elite. Conquistou em 2013 o ouro na etapa de Münsingen na Alemanha da Copa do Mundo de Moutain Bike, onde no mesmo ano terminou em 15º no ranking mundial, recorde nacional até então. O grande salto em sua carreira começou ao se juntar a equipe americana Cannondale Factory Racing, em 2015.

+ Confira TODAS as provas do ciclismo mountain bike XCO nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

O ciclista chegou nos Jogos Olímpicos Rio-2016 com grandes expectativas de medalha. Ele não estava preparado, no entanto. Sofreu com dores nas costas, mas entregou um 23º lugar -sendo na época o 27º do mundo. Mais experiente, sem toda a pressão da Rio-2016 e já consagrado no cenário mundial, o ciclista vai pedalar forte em busca de uma medalha no Japão.

Um grande ciclo olímpico

Durante todo o ciclo para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, Henrique Avancini se manteve entre os cinco melhores ciclistas do mountain bike mundial. Sempre brigando no topo.

Conquistou o quarto lugar nos mundiais de 2017 e 2018, disputados respectivamente na Austrália e na Suíça. Também em 2018, conquistou o maior feito do ciclismo moutain bike brasileiro ao vencer o mundial maratona em Auronzo do Cadore, na Itália.

O ano de 2019 foi no ‘padrão Avancini’ de qualidade. No cenário nacional foram várias conquistas. Nas três principais competições internacionais de 2019 provou, mais uma vez, que tem condições de se manter entre os melhores. No evento-teste de Tóquio-2020, terminou em 5º lugar.

Foi medalhista de bronze nas etapas de Pal-Arinsal, Andorra e Les Gets, França. Participou também de sua primeira edição de Jogos Pan Americanos, onde conquistou a medalha de prata, mesmo com um problema no pneu de sua bicicleta que custou boa parte da prova.

Conheça mais sobre Henrique Avancini, atleta que disputará a prova do Cross Country (XCO) do ciclismo mountain bike nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
Henrique Avancini é o vice-líder do ranking mundial (Michele Mondrini)

Grandes resultados em 2020

Henrique Avancini mostrou ao mundo do cross country que a pandemia não afetou sua preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Na última corrida da Copa do Mundo de mountain bike em Nové Mesto (TCH) no início de outubro, o brasileiro se impôs na última volta e, com um sprint brilhante nos metros finais, foi o grande campeão do cross country olímpico (XCO), com tempo de 1h25min03. Foi a primeira vez que ele e o Brasil conquistam o título desta prova Além disso, o ciclista também ele venceu a prova do short track e terminou o Mundial de XCO na 10ª colocação.

Uma semana depois dos grandes resultados, Avancini assumiu a liderança do ranking mundial, superando o suíço Nino Schurter, atual campeão olímpico.

No Brasil, seguiu absoluto, vencendo o campeonato brasileiro pela 17ª vez.

Conheça mais sobre Henrique Avancini, atleta que disputará a prova do Cross Country (XCO) do cilismo mountain bike nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Em 2021

Na estreia internacional na temporada 2021, realizada no mês de abril, Henrique Avancini conquistou um grande resultado ao derrotar no sprint final o campeão olímpico Nino Schurter pra vencer a prova Internazionali d’Italia, em Capoliveri.

Um mês depois, em maio, disputando a prova de cross country short track (XCC), o brasileiro Henrique Avancini realizou uma belíssima apresentação e fechou o primeiro grande evento da temporada 2021 na quarta colocação, com o tempo de 20 minutos e 48 segundos.

Na segunda etapa da Copa do Mundo de mountain bike, realizada na metade de maio, Henrique Avancini reencontrou, neste domingo, o circuito de Nové Mesto, na República Tcheca, No entretanto, o líder do ranking mundial teve maiores dificuldades e terminou apenas na 23ª colocação na prova de cross country olímpico (XCO). Desta forma, ele caiu três posições na classificação geral da Copa do Mundo.

RESULTADOS

DataProvaHorário/ResultadoLigaTemporadaLocalArtigo
Short Track Masculino x Henrique AvanciniEtapa de Albstadt da Copa do Mundo de Mountain Bike2019
Cross Country Olímpico masculino x Henrique AvanciniEtapa de Albstadt da Copa do Mundo de Mountain Bike2019
Short track masculino x Henrique AvanciniEtapa de Nove Mesto da Copa do Mundo de Mountain Bike2019
Cross Country masculino x Henrique AvanciniEtapa de Nove Mesto da Copa do Mundo de Mountain Bike2019
Short track x Henrique AvanciniEtapa de Vallnord (Andorra) da Copa do Mundo de mountain bike2019