Siga o OTD
teste

Basquete

Basquete nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

TABELAS

+ Basquete feminino
+ Basquete masculino

Torneio feminino de basquete

Basquete
Seleção feminina dos EUA
Rio 2016
Reprodução
Jogadoras da seleção feminina de basquete dos Estados Unidos comemoram mais uma medalha de ouro nos Jogos Rio-2016 (Reprodução)

As mulheres só estrearam no basquete nos Jogos Olímpicos de 1976. Nas duas primeiras edições, a União Soviética saiu com a medalha de ouro.

Desde 1984, o domínio dos Estados Unidos é total. Em nove edições dos Jogos, as americanas só não subiram ao degrau mais alto do pódio em 1992, quando foram surpreendentemente derrotadas pelo Time Unificado, composto por atletas da extinta União Soviética.

A partir de 1996, não teve mais graça. Os Estados Unidos ganharam todas as partidas disputadas até 2016. Muito provavelmente, a história não será diferente em Tóquio.

A partir dos anos 1990, novas forças emergiram no basquete feminino. 

Torneio masculino de basquete

O basquete masculino nos Jogos Olímpicos é totalmente dominado pelos Estados Unidos. Desde a sua primeira edição, em 1936, até hoje, os americanos perderam apenas cinco jogos em partidas olímpicas. Não saíram com o ouro em apenas quatro edições: 1972, 1980 (não participaram), 1988 e 2004.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Basquete
URSS vence EUA na final de Munique-1972 
Reprodução
Jogadores da União Soviética comemoram vitória no último segundo sobre os Estados Unidos, na final dos Jogos de Munique-1972. Foi a primeira derrota americana no basquete masculino olímpico (Reprodução)

A primeira derrota americana foi na final dos Jogos de Munique-1972 para a União Soviética, em um dos jogos mais controversos da história. Quatro anos depois, os americanos voltaram ao local mais alto do palco, batendo a Iugoslávia, que já vinha ganhando forças desde os anos 1960 e que viria a conquistar o título quatro anos depois, em Moscou, na edição boicotada pelos americanos. 

Os iugoslavos conseguiram esse ouro em 1980 e uma prata em 1988 em Seul, na edição em que os americanos sofreram sua segunda derrota, nas semifinais, contra a rival União Soviética, dessa vez sem polêmicas. 

 Basquete
Em Barcelona-1992, o “Dream Team” dos Estados Unidos reuniu a melhor geração da história moderna do basquete, com Michael Jordan, Magic Johnson, Larry Bird, Scottie Pippen, Charles Barkley e outros astros (Reprodução)

A partir daí, foi permitida a participação dos jogadores da NBA, e em 1992, em Barcelona, os Estados Unidos mandaram seus principais astros, no time que é considerado o melhor de todos os tempos e que encantou a Espanha e o mundo. 

Na sequência, foram mais dois ouros para os americanos. Em 2004, porém, o tive foi muito mal, perdendo dois jogos na fase de classificação além da semifinal para a futura campeã Argentina de Manu Ginóbili, Luis Scola e outros craques que não tomaram conhecimento das grandes estrelas da NBA. 

Seleção masculina dos Estados Unidos sobe ao pódio para receber a medalha de ouro nos Jogos Rio-2016 (Reprodução)

Em 2008, 2012 e 2016, os americanos abriram o olho e retomaram seu reinado no esporte.

Local da competição

Tanto o torneio masculino quanto o feminino na Olimpíada de Tóquio-2020 ocorrerão na Saitama Super Arena.

A casa do basquete em Tóquio foi inaugurada em maio de 2000, mas teve seu primeiro grande evento recebido apenas em setembro daquele ano. Tem capacidade máxima para 36.500 espectadores, tornando-o o quarto maior ginásio indoor do mundo. É superfamoso no mundo do MMA. Diversos eventos do extinto Pride ocorreram nele.

A Saitama Super Arena receberá as partidas dos torneios feminino e masculino de basquete nos Jogos de Tóquio (COI)

Grandes nomes do basquete nos Jogos Olímpicos

Nenhum atleta, seja homem ou mulher, tem mais medalhas olímpicas no basquete do que a americana Teresa Edwards. A americana faturou um bronze nas Olimpíadas de Barcelona em 1992 e depois colecionou quatro ouros consecutivos. Outras quatro companheiras de Edwards possuem quatro ouros. Dentre elas Sue Bird e Diana Taurasi.

Com cinco medalhas de Jogos Olímpicos no currículo, Teresa Edwards pode ser considerada a maior atleta da história do basquete (Reprodução)
Com cinco medalhas (quatro delas de ouro), a americana Teresa Edwards é a maior medalhista no basquete olímpico (Reprodução)

No masculino, grandes nomes da história do basquete possuem medalha olímpica. Magic Johnson, Larry Bird, Lebron James, Kobe Bryant. Poucos sabem, mas Michael Jordan possui duas. Antes de ter vencido o torneio com o Dream Team, Jordan já havia faturado a dourada em 1984, quando ainda era universitário.

Nenhum atleta da NBA possui mais medalhas no basquete olímpico do que Carmelo Anthony. O atual jogador do Portland Trail Blazzers possui uma de bronze e três de ouro.

Não apenas de americanos é feita a história do basquete olímpico. Grandes jogadores como Manu Ginobili, Luis Scola, Oscar Schmidt, Magic Paula, Hortência Marcari, Vlade Divac, Drazan Petrovic, Janeth Arcaim, Arvidas Sabbonis e Uljana Semjonova.

Curiosidades do basquete nos Jogos Olímpicos

Basquete

Oscar Schimidt - Prêmio Brasil Olímpico
Oscar Schmidt marcou 1.093 pontos, recorde de um único jogador em Jogos Olímpicos (Foto: Acervo COB)
  • O brasileiro Oscar Schmidt é o maior cestinha da história do basquete nos Jogos Olímpicos, com 1.093 pontos. Além disso, nenhum outro atleta fez mais lances livres e cestas de dois e três pontos do que ele.
  • As regras da FIBA são diferentes das da NBA. Nos Jogos Olímpicos, os períodos são mais curtos (10 minutos), a linha de três pontos é mais curta e o limite de faltas por jogador é menor (cinco).
  • O placar da final dos Jogos de 1936, entre Estados Unidos e Canadá foi 19 a 8. Isso aconteceu porque a partida foi disputada a céu aberto e num dia de chuva.
  • No torneio feminino, as seleções africanas não vencem uma seleção de outro continente desde 1996.
  • Em Londres-1948, um jogador marcou mais pontos que um time inteiro. Na vitória da França sobre a Irlanda por 73 a 14, o francês Andre Even foi o cestinha da partida com 15 pontos.
  • O jogo entre Brasil e China pelo torneio masculino de Seul-1988 foi o maior placar da história dos Jogos. A seleção brasileira venceu os chineses por 130 a 108
  • A altura da tabela de 3,50 m é a mesma para homens e mulheres.
  • A primeira vitória da história em uma partida de basquete olímpico não pertence aos Estados Unidos e sim à Estônia, que derrotou a França por 34 a 29.

Quadro de medalhas do basquete

PaísOuroPrataBronzeTotal
Estados Unidos232328
União Soviética44412
Iugoslávia1427
Argentina1012
Equipe Unificada1001
Espanha0415
Austrália0325
França0303
Itália0202
Brasil0145
Bulgária0112
China0112
Sérvia0112
Canadá0101
Croácia0101
Coreia do Sul0101
Sérvia e Montenegro0101
Lituânia0033
Rússia0033
Uruguai0022
Cuba0011
México0011

O esporte

Na estreia do basquete na Olimpíada, em Berlim-1936, as partidas eram disputadas em quadras a céu aberto (Reprodução/Fiba)

O basquete surgiu em Springfield, Estados Unidos, no final do século XIX, quando os atletas de americanos estavam começando a abandonar os inúmeros ginásios indoor existentes nas instalações de suas respectivas escolas para praticar esportes ao ar livre, como o futebol americano e beisebol. 

O criador do esporte foi um canadense chamado James Naismith, que em dezembro de 1891 criou um jogo com 9 pessoas de cada lado tentando lançar uma bola em cestos de frutas localizados em cantos opostos do ginásio. 

Entrou no programa Olímpico em Berlim 1936 com o inventor James Naismith dando as medalhas aos vencedores na capital da Alemanha. Somente a partir de 1992 foi permitida a participação de jogadores profissionais, o que elevou e muito o nível das competições.