Siga o OTD

Débora Cristiane de Oliveira (Debinha)

Debinha – seleção brasileira de futebol feminino – Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. Brazópolis/MG
Idade: 27 anos (17/12/1993)
Altura: 1,57m
Clube: North Carolina Courage/EUA
Olimpíada: 1 (Rio-2016)
Pan: 1 (Toronto-2015)

PAN
-Toronto-2015

Débora Cristiane de Oliveira, mais conhecida como Debinha, é uma meio-campista que atualmente defende o North Carolina Courage nos Estados Unidos e que defenderá a seleção brasileira de futebol feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Mineira de Brazópolis, Debinha teve como inspiração no futebol o eterno Ronaldo, chamado de Ronaldinho nos anos 90, período da infância da atual titular da Seleção ao lado da rainha Marta.

+ Tabela, chances do Brasil, favoritos e mais: Saiba TUDO sobre o futebol feminino em Tóquio 2020

Em 2004, aos 13 anos, Debinha já era totalmente desinibida e não tinha medo nem vergonha de jogar contra os meninos de sua idade e dava baile pra cima dos marmanjos. 

Dois anos mais tarde, Debinha saiu de Minas e foi para Águas de Lindoia, em São Paulo, para integrar a equipe do SAAD. De lá, passou pela Portuguesa, pelo Foz Cataratas e pelo Centro Olímpico, até mudar de patamar em 2013.

Mãozinha’ de uma grande jogadora

Quando a jogadora da Seleção brasileira Rosana estava de mudança para o Avaldnes, da Noruega, ela perguntou se era possível contratar Debinha também.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK 

O presidente do clube aceitou e a mineirinha passou a brilhar em terras nórdicas, tornando-se a maior artilheira da liga norueguesa em 2014 e marcando 23 gols em três anos. Seu destaque por lá a levou à seleção feminina e aos Jogos Olímpicos Rio 2016, torneio em que o Brasil ficou em quarto lugar e que teve quatro gols da mineira.

debinha comemora brasil x canadá torneio she believes Debinha - seleção brasileira de futebol feminino - Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
Debinha com a camisa da seleção feminina(Sam Robles/CBF)

Sucesso na terra de Michael Jordan

Após rápida pela China, a jogadora recebeu uma proposta para jogar nos Estados Unidos na NWSL a principal liga do futebol feminino do mundo, pelo estreante North Carolina Courage.

Em seu primeiro jogo, Debinha entrou para a história do Courage ao ser titular com a camisa 10 e de quebra, marcar o primeiro gol da história da equipe diante de sua torcida.

Seu jogo evoluiu e a jogadora se tornou titular absoluta da equipe. Ajudou-a a chegar até a final da NWSL logo no primeiro ano, não podendo atuar na final por conta de um braço deslocado. Em 2018, sagrou-se campeã da liga, sendo um dos destaques da equipe.

O ano de 2019 ficará guardado na memória de Debinha. A jogadora de 28 anos foi um dos destaques da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da França, foi bicampeã da Liga Norte-Americana de futebol (NWSL) pelo North Carolina Courage e ainda foi eleita a melhor jogadora da decisão (MVP).

Debinha - North Carolina Courage - NWSL Fall Series
Debinha segue brilhando no North Carolina Courage (Twitter/TheNCCourage)

Em 2021

Debinha se tornou uma das jogadoras de confiança de Pia Sundhage e esteve presente em todas as convocações até aqui.

Debinha lidera a artilharia sob o comando da sueca, com 12 gols, uma média de 0,75 tentos por partida. A atacante também é líder do ranking de tempo em campo sob o comando de Pia. Em 16 jogos, soma 1.195 minutos. A boa fase? Debinha credita na confiança que a treinadora deposita em sua performance.

Em fevereiro, a seleção feminina disputou o Torneio She Believes, nos Estados Unidos. Em um dos jogos, o Brasil goleou a Argentina, por 4 a 1, com direito a um gol de Debinha.

Confira o perfil de TODAS as jogadoras que representarão o Brasil em Tóquio

Goleiras: Bárbara (Avaí/Kindermann), Letícia Izidoro (Benfica-POR) e Aline Reis (Tenerife-ESP)

Defensoras: Poliana (Corinthians), Bruna Benites (Internacional), Rafaelle (Palmeiras), Erika (Corinthians), Tamires (Corinthians), Jucinara (Levante-ESP) E Letícia Santos (Frankfurt-ALE)

Meio-Campistas: Marta (Orlando Pride-EUA), Formiga (São Paulo), Andressinha (Corinthians), Júlia Bianchi (Palmeiras), Duda (São Paulo), Debinha (North Carolina Courage), Adriana (Corinthians) e Andressa Alves (Roma-ITA)

Atacantes: Ludmila (Atlético de Madrid-ESP), Bia Zaneratto (Palmeiras), Geyse (Madrid CFF) e GIovana Queiroz (Barcelona-ESP).

viagra