Siga o OTD

Nado artístico

Nado artístico nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

Provas do nado artístico em Tóquio:

FEMININO
+ Dueto
+ Equipes

CALENDÁRIO

DataProvaHorário/Resultado
Qualificação masculina x
Qualificação masculina x
Qualificação masculina x
Qualificação feminina x
Qualificação feminina x
Qualificação feminina x
Equipe masculina – Final x
Equipe feminina – Final x
Individual geral masculino – Final x
Individual geral feminino – Final x
Solo masculino – Final x
Salto feminino – Final x
Cavalo com alças – Final x
Barras Assimétricas – Final x
Argolas – Final x
Solo feminino – Final x
Salto masculino – Final x
Barras Paralelas – Final x
Trave – Final x
Barra Fixa – Final x

02/08/2021 7:30  Dueto feminino – Rotina Livre Preliminar

03/08/2021 7:30  Dueto feminino – Rotina Técnica

04/08/2021       7:30  Dueto feminino – Rotina Livre Final

06/08/2021 7:30  Equipe feminina – Rotina Técnica

07/08/2021       7:30  Equipe feminina – Rotina Livre Final

Local da competição do nado artístico em Tóquio

Nado artístico
Centro Aquático de Tóquio
O Centro Aquático de Tóquio receberá as competições do nado artístico na Olimpíada (Divulgação/Fina)

Todas as provas do nado artístico serão disputadas no Centro Aquático de Tóquio, que também receberá as provas de natação e de saltos ornamentais, com capacidade máxima de 15.000 espectadores. O complexo fica na região da Baía de Tóquio.

O Brasil no nado artístico dos Jogos Olímpicos

A participação brasileira olímpica no nado artístico vem desde a introdução nos Jogos, em Los Angeles-1984, quando competiu no solo e no dueto. O país esteve em todas as disputas de dueto da história olímpica e só esteve nos grupos no Rio-2016 por ser o país-sede. A única edição sem o Brasil foi em Atlanta-1996, quando tivemos apenas competições por equipes.

nado artístico Brasil Rio 2016
A equipe do Brasil do nado artístico que disputou os Jogos Rio-2016 (Reprodução/EBC)

+ Veja a lista dos brasileiros classificados

Grandes nomes do nado artístico nos Jogos Olímpicos

Até 1996, os ouros em Mundiais e Olimpíadas alternavam entre Canadá e Estados Unidos. A partir do Mundial de Perth-1998, a Rússia dominou completamente o nado artístico. Todos os ouros olímpicos de Sydney-2000 em diante foram russos e, a partir do Mundial de 1998, a única derrota russa em duetos ou equipes foi no dueto em 2001.

nado artístico Svetlana Romashina
A russa Svetlana Romashina é o maior nome do nado artístico em seu país, com cinco ouros em Jogos Olímpicos (Reprodução/Olympic Channel)

Svetlana Romashina é o grande nome russo da história. Ela tem incríveis 21 títulos mundiais de 2005 a 2009 e cinco ouros olímpicos. Nos Jogos, Romashina foi ouro nos duetos em Londres-2012 e no Rio-2016 e fazia parte da equipe também em Pequim-2008. Natalia Ishchenko foi a parceira de Romashina nesses duetos e equipe e também acumula cinco títulos olímpicos, mas, como se aposentou após os Jogos do Rio, ficou com 19 ouros mundiais e 2 pratas.

SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Anastasiya Davydova e Anastasiya Yermakova formaram a dupla bicampeã olímpica em Atenas-2004 e Pequim-2008. Davydova tem ao todo cinco ouros olímpicos e 13 mundiais e Yermakova quatro olímpicos e oito mundiais.

Mas a atleta com o maior número de medalhas mundiais no nado artístico é a espanhola Ona Carbonell, com 22 ao todo, sendo apenas um ouro na rotina livre combinada em 2009, prova em que a Rússia não competiu. Também tem uma prata e um bronze olímpicos. Outras duas espanholas tem um grande histórico em Mundiais e Olimpíadas: Gemma Mengual (2 pratas olímpicas e 19 medalhas mundiais) e Andrea Fuentes (3 pratas e 1 bronze olímpicos e 16 medalhas mundiais).

nado artístico Ona Carbonell
A espanhola Ona Carbonell é a maior ganhadora de medalha em Mundiais, 22 no total, além de uma prata e bronze olímpicos (Tokyo 2020)

A americana Tracie Ruiz foi um dos destaques do nado artístico no início da participação olímpica. Ela foi ouro em Los Angeles-1984 no solo e no dueto. A canadense Carolyn Waldo foi o destaque em Seul-1988, também vencendo as duas provas.

Quadro geral de medalhas do nado artístico em Jogos Olímpicos

PaísOuroPrataBronzeTotal
Rússia100010
Estados Unidos5229
Canadá3418
Japão041014
China0325
Espanha0314
França0011

Nado artístico: saiba mais sobre o esporte

O nado artístico era conhecido no início do século XX como balé aquático e tem-se notícias das primeiras competições no ano de 1891 em Berlim. Em 1907, em Nova York, a australiana Annette Kellermann ganhou notoriedade ao realizar performances num tanque de vidro e as apresentações na água foram ganhando destaque, com apresentações em feiras e exibições.

Nesta época, os homens também participavam com frequência, mas sua participação foi diminuindo até que a modalidade ficou quase que exclusiva para mulheres.

Regida pela FINA (Federação Internacional de Esportes Aquáticos), a modalidade fez sua estreia nos Mundiais da entidade em 1973 e recebeu o status olímpico em Los Angeles-1984, com as provas de solo e dueto. Em Atlanta-1996, as duas provas saíram do programa pra entrada da equipe e, em Sydney-2000 o dueto voltou aos Jogos.

Em Mundiais, as disputas do programa técnico e do [programa livre são separadas e também temos a prova de rotina livre combinada e de highlight e o dueto misto foi introduzido a partir de 2015.

Antes conhecido oficialmente por nado sincronizado, o esporte mudou de nome em 2017.