Siga o OTD

Peso médio feminino 75kg

Peso médio feminino 75kg – Boxe – Jogos Olímpicos Tóquio 2020 

 

Chances do Brasil no peso médio feminino 75kg nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

O Brasil não terá representantes no peso médio feminino nos Jogos de Tóquio.

+ Veja a lista dos brasileiros classificados para os Jogos

O Brasil no peso médio feminino 75kg dos Jogos Olímpicos

Roseli Feitosa foi a primeira representante do Brasil no peso médio em Jogos Olímpicos (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/COB)

Presente nos Jogos Olímpicos desde sua primeira edição em Londres-2012, o peso médio feminino contou com as brasileiras em suas duas edições já realizadas. A primeira delas foi Roseli Feitosa. A paulistana foi a primeira brasileira a se tornar campeã mundial de boxe amador na categoria até 81 kg, que não faz parte do programa olímpico. Na capital britânica, Roseli acabou sendo derrotada logo em sua primeira luta contra a chinesa Li Jinzi.

Já na Rio-2016 o Brasil contou com Andreia Bandeira, também de São Paulo. Oito vezes campeã brasileira, Andreia estreou com vitória sobre a panamenha Atheyna Bylon por 2 a 1, mas caiu nas quartas de final contra a chinesa Li Qian por 3 a 0, também se despedindo sem medalha.

Favoritas do peso médio feminino 75kg nos Jogos de Tóquio-2020

Campeã mundial de 2018, a chinesa Li Qian surge como uma das grandes favoritas da categoria. Medalhista de bronze na Rio-2016, a chinesa tentará em Tóquio melhorar a sua colocação alcançada em 2016. Campeã asiática de 2018 e 2019 é uma das primeiras colocadas do ranking mundial e terá a missão de confirmar seu favoritismo.

A britânica Lauren Price aparece como uma das principais rivais de Li Qian na briga pelo topo do pódio olímpico da categoria 75 kg. Representando o País de Gales, Price foi campeã mundial de 2019 e medalhista de bronze no Mundial de 2018. Campeã dos Jogos da Comunidade Britânica de 2018, a galesa é ainda campeã dos Jogos Europeus de 2019 e três vezes medalhista de bronze no Campeonato Europeu de boxe.

Lauren Price Boxe
A britânica Lauren Price é a atual campeã mundial do peso médio e uma das favoritas ao ouro nos Jogos de Tóquio (Reprodução/Sky Sports)

Quem também tem o nome praticamente garantido no pódio de Tóquio é a holandesa Nouchka Fontijn. Medalhista de prata na Rio-2016, ela é nome constante no pódio da categoria peso médio nas competições do circuito mundial e foi também medalhista de prata nos mundiais de 2018 e 2019.

Bicampeã europeia e atual medalhista de prata nos Jogos Europeus, a boxeadora da Holanda tentará em Tóquio mudar a sua sorte de sempre sair com a medalha de prata em grandes.

Campeã dos Jogos Pan-Americanos de 2019 disputados em Lima, a americana Naomi Graham aparece como uma postulante a estragar a festa das favoritas. Medalhista de bronze no Mundial de 2018 e uma das primeiras colocadas do ranking mundial, Graham tem a dura missão de substituir sua compatriota Claressa Shields, bicampeã olímpica e um dos maiores nomes da história do boxe feminino.

Correm por fora por um lugar no pódio a canadense Tammara Thibeault, vice-campeã pan-americana de 2019 e medalhista de bronze no mundial de 2019, a marroquina Khadija El-Mardi, campeã africana em 2019 e medalhista de bronze do mundial de 2019, Caitlin Parker, prata dos Jogos da Comunidade Britânica, e a turca Sennur Demir, duas vezes medalhista mundial e europeia na categoria de cima, que não é olímpica.

Histórico do peso médio feminino 75kg nos Jogos Olímpicos

Presente nas Olimpíadas desde a estreia do boxe feminino no evento em Londres-2012, o peso médio feminino teve suas duas medalhas de ouro conquistadas pelos Estados Unidos. Quem também apareceu no pódio foram o Cazaquistão e a China com duas medalhas de bronze cada um.

Um dos maiores nomes da história do boxe feminino, Claressa Shields é a responsável pelo bicampeonato dos Estados Unidos no peso médio. Sua primeira conquista veio em Londres-2012 quando derrotou na final da competição a então favorita ao título, a russa Nadezhda Torlopova.

Claressa Shields boxe
A americana Claressa Shields faturou as duas medalhas de ouro olímpicas no peso médio (Reprodução)

A russa chegou à capital britânica como campeã mundial de 2010 e medalhista de bronze no mundial disputado em maio de 2012, mas acabou não resistindo aos golpes da estadunidense. Os bronzes ficaram com Marina Volznova, do Cazaquistão, e com Li Jinzi, da China, medalhista de prata no mundial de 2010.

Quatro anos depois o panorama de Claressa Shields para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro já era bem diferente. Campeã olímpica em Londres, a americana teve um ciclo quase perfeito, tendo sido campeã Pan-Americana em Toronto-2015 e tendo conquistado os dois mundiais da categoria que foram disputados no período, em 2014 e 2016. Na Rio-2016, Shields não teve muito trabalho em confirmar o seu favoritismo vencendo todos os seus confrontos por 3 a 0, levando o bicampeonato ao derrotar na final Nouchka Fontijn, da Holanda. As medalhas de bronze foram conquistadas por Dariga Shakimova, do Cazaquistão, e por Li Qian, da China.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

As medalhistas do peso médio feminino 75kg nos Jogos Olímpicos

JogosOuroPrataBronze
Londres 2012Claressa Shields (USA)Nadezhda Torlopova (RUS)Marina Volnova (KAZ)
Li Jinzi (CHN)
Rio 2016Claressa Shields (USA)Nouchka Fontijn (HOL)Dariga Shakimova (KAZ)
Li Qian (CHN)

Quadro de medalhas do peso médio feminino 75kg nos Jogos Olímpicos

PaísOuroPrataBronzeTotal
Estados Unidos2002
Holanda0101
Rússia0101
Cazaquistão0022
China0022