Siga o OTD

4 x 100m livre masculino

4 x 100m livre masculino – Natação – Jogos Olímpicos Tóquio 2020 

Recordes do 4 x 100m livre masculino

Recorde mundial: 3m08s24 – Estados Unidos (Michael Phelps, Garrett Weber-Gale, Cullen Jones e Jason Lesak) – Pequim (CHN) – 11/08/2008
Recorde olímpico: 3m08s24 – Estados Unidos – (Michael Phelps, Garrett Weber-Gale, Cullen Jones e Jason Lesak) – Pequim (CHN) – 11/08/2008
Recorde Brasileiro: 3m10s34 (Gabriel Santos, Marcelo Chiereghini, Cesar Cielo e Bruno Fratus), – Budapeste (HUN) – 23/07/2017

Chances do Brasil no 4 x 100m livre masculino nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

Revezamento 4 x 100m livre Brasil - 4 x 100m livre masculino - Natação - Jogos Olímpicos Tóquio 2020 
A forte equipe do Brasil pode brigar pelo pódio no 4 x 100m livre em Tóquio (Divulgação/Ricardo Bufolin)

A equipe brasileira, vice-campeã mundial em 2017, é uma das maiores expectativas de medalha do país. Marcelo Chierighini, Pedro Spajari, Gabriel Santos e Breno Correia irão compor a equipe que vai a Tóquio com dois reservas. Expectativa também para a participação de Bruno Fratus, favorito nos 50m livre que sempre nada bem os revezamentos.

+ Confira o perfil completo de Pedro Spajari, Gabriel Santos, Marcelo Chierighini e Breno Correia

No Mundial de 2017 o Brasil nadou com Chireghini, Gabriel, Fratus e Cesar Cielo. Os quatro fizeram um tempo total de 3min10s34, recorde sul-americano. Foi o melhor resultado da história do Brasil em mundiais. Se esse tempo tivesse sido feito na Olimpíada do Rio de Janeiro, os quatro também levariam a prata, atrás apenas dos EUA.

Para repetir o histórico resultado e medalhar novamente no 4x100m masculino após quatro edições de Jogos Olímpicos, os quatro tem Tóquio terão que, no mínimo, repetir esse tempo. O ideal é que ao menos três nadadores nadem abaixo de 48s ou muito próximo disso.

Confira uma tabela com os tempos de Marcelo Chierighini, Breno Correia, Gabriel Santos, Pedro Spajari e dos outros nadadores do Brasil nos revezamentos 4x100m masculino na Rio-2016 e nos dois últimos mundiais, juntamente com os cinco primeiros colocados da prova e o tempo necessário nas eliminatórias para se chegar à final

Favoritos do 4 x 100m livre masculino nos Jogos de Tóquio-2020

Os Estados Unidos, liderados por Caeleb Dressel, dificilmente perderão a prova.

A melhor combinação de nadadores de 100m livre atualmente é da principal nação olímpica do mundo, que teve em 2019 cinco atletas no top 10 mundial. Se isto for estendido ao Top20, os Estados Unidos vão a nove atletas. Provavelmente os americanos só perdem a prova caso queimem a largada ou as saídas.

A Rússia, que vai nadar os Jogos de Tóquio como “Atletas Olímpicos da Rússia”, é a segunda melhor equipe na atualidade, sendo vice-campeã mundial em 2019 e está em franca evolução. É um time que pode incomodar os americanos.

Revezamento 4 x 100m livre EUA - 4 x 100m livre masculino - Natação - Jogos Olímpicos Tóquio 2020 
O time americano que venceu o Mundial de 2019: favoritismo disparado para o ouro em Tóquio-2020 (Divulgação/Team USA)

Um bom número de países surge em seguida também entrando no bolo pelas medalhas. Austrália e Brasil, dos finalistas olímpicos individuais Marcelo Chierighini e Bruno Fratus – que ajudaram o país a conquistar um espetacular vice-campeonato mundial em 2017 – despontam mais à frente. Também brigam um pouco mais atrás Itália, Grã-Bretanha, França e Hungria.

O Brasil no 4 x 100m livre masculino dos Jogos Olímpicos

O 4x100m livre masculino é uma das provas mais especiais para a torcida brasileira, que tem nela uma das maiores expectativas de medalhas para a natação do Brasil em Tóquio-2020.

+ Veja a lista dos brasileiros classificados para os Jogos

O melhor resultado do Brasil foi o bronze em Sydney-2000, em equipe formada por Gustavo Borges, Carlos Jayme, Fernando Scherer e Edvaldo Valério. A equipe deu ao Brasil a primeira medalha do país nas Olimpíadas de Sydney, fazendo com que o público brasileiro vibrasse de alegria em plana semifinal. O destaque da equipe foi Edvaldo Valério, conhecido como “Bala”, pois foi ele quem fechou o revezamento e segurou o ataque alemão.  O baiano foi o primeiro homem negro a conquistar uma medalha olímpica pela natação nacional, e segue até os dias de hoje como o único.

Sydney 2000 revezamento 4 x 100 livre Brasil
O quarteto do revezamento 4 x 100m livre do Brasil comemora a medalha de bronze em Sydney-2000 (Washington Alves/COB)

Em duas oportunidades, o Brasil foi quarto colocado, bem próximo da medalha. Em Munique-1972, o quarteto formado por Ruy de Oliveira, Paulo Zanetti, Paulo Becskehazy e José Aranha terminou atrás da Alemanha Oriental. Também contra a Alemanha, desta vez unificada, Fernando Scherer, Alexandre Massura, Gustavo Borges e André Cordeiro ficaram em quarto em Atlanta-1996.

O Brasil também foi finalista olímpico com as equipes de Barcelona-1992 e Rio-2016 e participou ficando nas eliminatórias com o time de Los Angeles-1984, Seul-1988, Atenas-2004, Pequim-2008 e Londres-2012.

Histórico dos 4 x 100m livre masculino nos Jogos Olímpicos

O revezamento 4x100m livre masculino é disputado em Jogos Olímpicos desde Tóquio-1964, com exceção de Munique-1972 e Moscou-1980. Os Estados Unidos venceram nove das 12 disputas. Austrália, África do Sul e França venceram as outras três, respectivamente em Sydney-2000, Atenas-2004 e Londres-2012.

Ao longo dos anos, várias disputas emocionantes marcaram os 4x100m livre masculino, tornando a disputa uma das mais aguardadas do programa olímpico. Nesta prova, Mark Spitz ajudou a equipe americana a conquistar dois ouros olímpicos, na Cidade do México em 1968 e em Munique-72, edição que consagrou o atleta que conquistou sete medalhas de ouro olímpicas.

Já nos anos 80, os Estados Unidos seguiam imbatíveis na disputa muito por conta de grandes atletas que dominaram as provas de velocidade masculina na época. Matt Biondi foi tricampeão olímpico do 4x100m livre em Los Angeles-1984, Seul-1988 e Barcelona-1992. Além dele, Tom Jager também compôs a equipe americana no tri olímpico.

Em Barcelona, a vitória americana foi ainda mais especial pois a equipe derrotou a equipe do Time Unificado, composto por atletas da ex-União Soviética e liderados por Alexander Popov, atleta que deu extrema dor de cabeça para os torcedores americanos.

Em Atlanta-1996, a disputa se repetiu, com nova vitória dos Estados Unidos, desta vez liderados por Gary Hall Jr, contra a Rússia de Popov. Já em Sydney-2000, com equipe liderada pelos ídolos australianos Ian Thorpe e Michael Klim, os atletas da casa destronaram os americanos pela primeira vez na história. Foi na batida de mão, com uma emocionante disputa que deu o ouro para a Austrália. O Brasil conquistou um emocionante bronze, superando a Alemanha na batida de mão também.

Em Atenas-2004, o ouro ficou com a surpreendente equipe da África do Sul. O título voltou para os Estados Unidos em Pequim-2008, feito extremamente importante não só para a contagem de medalhas do país, mas principalmente para Michael Phelps e sua pretensão de conquistar oito medalhas de ouro em uma mesma Olimpíada. A França superou os Estados Unidos por um centésimo para levar o ouro em Londres-2012. Na Rio-2016, edição que marcou a despedida de Michael Phelps, os americanos levou o título olímpico do 4 x 100m livre.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Os medalhistas dos 4 x 100m livre masculino nos Jogos Olímpicos

JogosOuroPrataBronze
Tóquio 1964Estados UnidosAlemanha Austrália
Cidade do México 1968Estados UnidosUnião SoviéticaAustrália
Munique 1972Estados UnidosUnião SoviéticaAlemanha Oriental
Los Angeles 1984Estados UnidosAustráliaSuécia
Seul 1988Estados UnidosUnião SoviéticaAlemanha Oriental
Barcelona 1992Estados UnidosEquipe UnificadaAlemanha
Atlanta 1996Estados UnidosRússiaAlemanha
Sydney 2000AustráliaEstados UnidosBrasil
Atenas 2004África do SulHolandaEstados Unidos
Pequim 2008Estados UnidosFrançaAustrália
Londres 2012FrançaEstados UnidosRússia
Rio 2016Estados UnidosFrançaAustrália

Quadro de medalhas do 4 x 100m livre masculino nos Jogos Olímpicos

PaísOuroPrataBronzeTotal
Estados Unidos92112
França1203
Austrália1146
África do Sul1001
União Soviética0303
Alemanha0123
Rússia0112
Holanda0101
Equipe Unificada0101
Alemanha Oriental0022
Brasil0011
Suécia0011
viagra