Siga o OTD

60kg feminino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Boxe – 60kg feminino

Calendário e resultados

O calendário das disputas dos 60kg feminino ainda não foi definido pela organização dos Jogos Pan-Americanos 2019. No entanto, o torneio de boxe está marcado para acontecer entre os dias 27 de julho e 2 de agosto, com direito a um dia de folga antes das lutas decisivas (31).

Chances do Brasil

O boxe feminino é uma modalidade nova na história dos Jogos Pan-Americanos, surgindo no cronograma oficial apenas em Guadalajara 2011. O masculino, por exemplo, faz parte desde a primeira edição do evento, que aconteceu em Buenos Aires 1951. Além disso, existiam apenas três categorias presentes no calendário da competição (51kg, 60kg e 75kg).

Para o desafio de até 60kg feminino, o Brasil terá a presença de Beatriz Ferreira, grande destaque de 2019 até o momento. A baiana coleciona ótimos resultados na atual temporada e tem todas as fichas possíveis para apostar no Pan de Lima.

Com vasta capacidade física e técnica, Bia já garantiu duas medalhas importantes nos primeiros meses do ano, chegando confiante na capital peruana. Em fevereiro, na Bulgária, venceu o confronto contra a sueca Agnes Alexiusson por decisão unânime da arbitragem e faturou a medalha de ouro do Torneio Strandja de boxe. Já em abril, encerrou sua participação na grande final da Classificatória das Américas ao perder para Rashida Ellis, dos Estados Unidos. Ainda assim, confirmou o segundo lugar do pódio e a prata na Nicarágua.

Local da competição

Coliseu Miguel Grau – Villa Deportiva Regional, Callao

Local: Lima

Capacidade: 5.000 torcedores

A estrela dos Jogos

Caroline Veyre com a medalha de ouro em Toronto 2015

Como o boxe feminino esteve presente somente em duas edições, não há um grande destaque individual nos Jogos Pan-Americanos. Na categoria até 60kg, Kiria Tapia foi a primeira campeã ao derrotar a mexicana Erika Cruz na decisão em Guadalajara 2011.

Quatro anos mais tarde, em Toronto, no Canadá, foi a vez da dona da casa Caroline Veyre fechar a disputa com a medalha de ouro estampada no peito. No duelo decisivo, derrotou a argentina Dayana Sánchez e ficou com o título.

Medalhistas

Ano Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
2011 Kiria Tapia
 Porto Rico
Erika Cruz
 México
Sandra Bizier
Canadá
Adela Peralta
Argentina
2015 Caroline Veyre
Canadá
Dayana Sánchez
Argentina
Victoria Torres
 México
Mirquin Sena
 República Dominicana

Quadro de medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Canadá 1 0 1 2
2  Porto Rico 1 0 0 1
3  Argentina 0 1 1 2
 México 0 1 1 2
5  República Dominicana 0 0 1 1