Siga o OTD

Gabriel Medina Pinto Ferreira

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. São Sebastião/SP
Idade: 27 anos (22/12/1993)
Altura: 1,80m
Peso: 70kg
Pan: 0
Olimpíada: 0

MUNDIAL
– Campeão Mundial de 2014 e 2018 (Circuito Mundial de Surfe)
– 2017 e 2019 (Circuito Mundial de Surfe)
– 2015 (Circuito Mundial de Surfe)

Bicampeão e líder do ranking mundial, Gabriel Medina é uma dos dois atletas que representarão o Brasil no surfe masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Ao lado de ítalo Ferreira, é uma das grandes esperanças da modalidade estreante em Olimpíadas.

+ Favoritos, datas e chances de Medina e Ítalo; Confira TUDO sobre o surfe masculino em Tóquio

Brilhando logo cedo

Gabriel Medina Pinto Ferreira nasceu em São Sebastião, mais precisamente na praia de Maresias. Aos nove anos, Medina começou a surfar no quintal de casa. Com 11 anos venceu seu primeiro campeonato nacional, a etapa Rip Curl Grom Search na categoria Sub-12, disputada em Búzios, Rio de Janeiro.

Fenômeno das ondas, Gabriel Medina profissionalizou-se em 2009, com 15 anos. Dois anos mais tarde entrou para o seleto grupo que compete no Circuito Mundial de Surfe, tornando-se o mais jovem brasileiro a participar da competição, atual World Surfe Tour WSL.

+ Confira TUDO sobre o surfe FEMININO na Olimpíada de Tóquio 2020

E já em 2011, Medina terminou na 12ª colocação no tour, quando venceu duas etapas, Hossegor (França) e Califórnia (EUA), estreando em grande estilo na elita mundial.

Gabriel Medina surfe masculino Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
Gabriel Medina surfando em Teahupoo (arquivo)

Sempre no topo

Em 2012 e 2013, o surfista não ganhou nenhuma etapa, mas conseguiu se manter na elite para chegar ao topo em 2014. Com vitórias na Gold Coast (Austrália), Teahupo’o (Taiti) e outra vez em Hossegor (França), Gabriel Medina, aos 20 anos, tornou-se campeão mundial e o primeiro brasileiro a conseguir o feito.

Com a entrada do surf no programa olímpico, os surfistas tiveram que participar dos Jogos Mundiais de Surfe, organizados pela Associação Internacional de Surfe (ISA). Em 2019, Medina competiu no evento e terminou com o bronze. 

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Ainda em 2019, pelo Circuito Mundial da WSL, mais duas vitórias em etapas, uma em J-Bay (África do Sul) e o bicampeonato nas ondas artificiais da Califórnia (EUA). Contudo o título escapou na etapa final do Havaí, quando Ítalo Ferreira ficou com o título mundial.

Com a segunda colocação no Circuito Mundial, Gabriel Medina conquistou a vaga para Tóquio 2020 no surfe masculino.

Gabriel Medina - surfe masculino - Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 - ítalo Ferreira
Gabriel Medina e Italo Ferreira são os classificados do Brasil para a Olimpíada de Tóquio-2020 (Crédito: Reprodução)

Em 2021

Medina segue com tudo na temporada de 2021.

Até aqui, foram dois títulos e três vice-campeonatos nas seis etapas do Circuito Mundial. O surfista venceu os principais nomes do surfe e os adversários com quem brigará por medalhas nos Jogos Olímpicos, incluindo o atual campeão mundial e compatriota, Ítalo Ferreira.

O último título de Medina no mar ocorreu em Rottnest Island, na Austrália. A última etapa disputada foi a do Surf Ranch (EUA), na piscina de ondas artificais construída pelo multicampeão do surfe, Kelly Slater. Na ocasião, o brasileiro perdeu para Filipe Toledo, que não estará na Olimpíada.

.

RESULTADOS

DataProvaHorário/ResultadoLigaTemporada
Gabriel Medina x Michel BourezEtapa Saquarema | Oi Rio Pro | Mundial de Surfe - Oitavas de Final2019