Siga o OTD

470 feminina

Chances do Brasil

Fernanda Oliveira e Ana Barbachan serão as representantes brasileiras na 470 feminina dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Elas chegam ao Japão no oitavo lugar do ranking mundial e com chances de pódio.

Por causa da pandemia, a dupla não conseguiu disputar muitas provas desde o evento-teste na Ilha de Enoshima, em 2019, quando terminaram na 5ª colocação geral.

Esta também foi a colocação que Fernanda Oliveira e Ana Barbachan finalizaram o Campeonato Europeu, última prova antes da disputa em Tóquio.

+ Veja a lista dos brasileiros classificados para a Olimpíada

Favoritas na 470 feminina

Campeã nos Jogos do Rio e vice em Londres-2012, a britânica Hannah Mills chega favorita a mais uma medalha olímpica, desta vez competindo em dupla com Eilidh McIntyre. As duas mantiveram uma regularidade incrível no último ciclo olímpico, subindo ao pódio nos três mundiais disputados, com destaque para o ouro de 2019. O grande problema para as britânicas é que elas têm como maiores adversárias justamente as donas da casa. 

Ai Kondo e Miho Yoshioka, campeãs mundiais em 2018 e vice em 2019, são a principal aposta dos donos da casa para conquistar o primeiro ouro da história da vela japonesa. Como vantagem, conhecem muito bem a Ilha de Enoshima, pois treinam lá desde o fim dos jogos do Rio de Janeiro. Especialmente devido a pandemia, elas foram a única dupla olímpica da classe a treinar no local durante um grande período.

Bronze no Rio-2016, Camille Lecointre compete agora com Alise Retornaz e tem chances consistentes de surpreenderam britânicas e japonesas e levarem o ouro para a França. As francesas lideram o ranking mundial atualmente devido as suas boas atuações nas etapas de Copa do Mundo. 

Completam a lista de favoritas, as espanholas Silvia Mas e Patricia Cantero, as polonesas Agnieszka Skzrypulec e Jolanta Ogar e as brasileiras Fernanda Oliveira e Ana Barbachan.

O Brasil na 470 feminina dos Jogos Olímpicos

O Brasil participou de todas as edições olímpicas do evento, exceto Atlanta-96. A primeira dupla nacional foi Cinthia Knoth e Márcia Pelicano em Seul-88. Os melhores resultados brasileiros além do bronze de Isabel Swan e Fernanda Oliveira vieram da própria Fernanda, desta vez com Ana Barbachan, sexto lugar em Londres-2012 e oitavo lugar na Rio-2016. 

Isabel Swan, medalhista olímpica (Gustavo Roth/Agência Preview)

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Histórico da 470 feminina nos Jogos Olímpicos

A 470 feminina estreou nos Jogos Olímpicos em Seul-88, 12 anos depois da mesma categoria no masculino. A inclusão deste evento nos Jogos Olímpicos foi histórica, pois se tornou o primeiro evento exclusivamente para mulheres em uma Olímpiada. As primeiras campeãs olímpicas foram as americanas Allison Jolly e Lynne Jewell, em Seul-88. 

A Austrália e a Espanha são as maiores vencedoras com dois títulos. As espanholas venceram os dois títulos seguintes com Theresa Zabell e Patricia Guerra em Barcelona-92 e Theresa Zabell e Begoña Vía Dufresne em Atlanta-96. Theresa Zabell se tornou assim a primeira mulher bicampeã olímpica da vela. Já as australianas também venceram em casa com Jenny Armstrong e Belinda Stowell em Sydney-2000 e oito anos depois Elise Rechichi e Tessa Parkinson em Pequim-2008. 

Título em casa também para as gregas Sofia Bekatorou e Emilia Tsoulfa em Atenas-2004. Bekatorou fez ainda história nos Jogos do Rio ao ser a primeira mulher como porta-bandeira da Grécia na Cerimônia de Abertura. Como os gregos sempre abrem o desfile, ela se tornou a primeira mulher a abrir a parada das nações, feito que será repetido em Tóquio-2020 pela atiradora Anna Korakaki. 

Nos últimos anos, grande rivalidade entre as neozelandesas Jo Aleh e Polly Powrie e as britânicas Hannah Mills e Saskia Clark, que se revezavam com o ouro em grandes competições. As neozelandesas impediram o título em casa das britânicas em Londres-2012 ao vencerem o torneio. Quatro anos depois, Clark e Mills deram o troco e ficaram com o título, trocando de posições.

Yatch Club de Enoshima vela Jogos Olímpicos Tóquio
Yatch Club de Enoshima, a casa da Vela na Olimpíada de Tóquio (Reprodução/Olympics.com)

Medalhistas – 470 feminina – Jogos Olímpicos

Quadro de medalhas – 470 feminina – Jogos Olímpicos

viagra