Siga o OTD

Stephanie Balduccini

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. São Paulo (SP)
Idade: 16 anos (20/09/2004)
Clube: Paineiras-SP
Pan: 0
Olimpíada: 0

Mais jovem nadadora a representar o Brasil em Olimpíadas nos últimos 41 anos, Stephanie Balduccini é uma atleta que competirá nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 no revezamento 4x100m livre feminino.

+ Confira tudo sobre a prova do revezamento 4x100m livre feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Em Tóquio, a jovem promessa da natação brasileira terá a companhia de Etiene Medeiros, Larissa Oliveira Ana Vieira.

Futuro da natação

Nascida em 2004, Stephanie Balduccini é uma das grandes promessas do Brasil na natação. Paulistana, começou na natação no Clube Paineiras do Morumby ainda criança.

Foi pelo clube paulista que começou a chamar atenção no cenário da natação nacional. No Troféu Maurício Bekenn de 2017, quando tinha apenas 13 anos de idade, foi um dos destaques categoria Infantil I feminino.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Em 2019, foi um dos grandes destaques da categoria Juvenil. Stephanie disputou o Campeonato Sul-Americano Juvenil, os Brasileiros, o Troféu Chico Piscina e a Copa CBC. Em todas, obteve vitórias, quase sempre com recordes da categoria e em todos os estilos. Tudo isso com 16 anos de idade. 

A pausa na natação gerada pela pandemia e o adiamento da Olimpíada de Tóquio para 2021 foi extremamente benéfica para Stephanie Balduccini, que pode continuar treinando e evoluindo para a disputa da Seletiva Olímpica de Natação, disputada em abril.

No Troféu Brasil, disputado em dezembro do ano passado, a paulistana já mostrou que viria com tudo no ano olímpico ao conquistar seu primeiro título brasileiro. A jovem venceu os 100m livre com 56s20, apenas dois décimos acima de sua melhor marca pessoal.

Em 2021

Na Seletiva Olímpica, disputada em abril, Balduccini mostrou que a falta de idade pouco importa em uma competição tão importante. A jovem terminou os 100m livre em terceiro lugar com 56s89, batendo na frente de nadadoras com experiência olímpica, como Etiene Medeiros e Daynara de Paula.

Stephanie cravou 55s06, melhorando mais de um segundo sua melhor marca pessoal. Não conseguiu bater o índice para nadar a prova individual (54s38), mas foi o suficiente para lhe assegurar o direito de participar da tomada de tempo do revezamento 4x100m. A equipe feminina do Brasil ainda não possuía a vaga direta em nenhuma prova conjunta. 12 das 16 vagas já estavam definidas e as quatro restantes iriam para os quatro melhores tempos do ranking mundial.

Junto com Etiene Medeiros, Larissa Oliveira Ana Vieira, fez grande prova e ajudou o Brasil melhorar o tempo: 3min38s59. Essa foi a 2ª melhor marca da história do 4x100m feminino. Stephanie teve a difícil missão de fechar a prova e o fez em grande estilo.

As quatro então tiveram que secar os outros países e torcer para que o tempo feito na Seletiva ficasse com uma das quatro vagas restantes. No início de junho, a Fina (Federação Internacional de Natação) confirmou, a convocação do revezamento 4x100m livre feminino do Brasil para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Com isso, Stephanie se tornará a segunda mais jovem nadadora do Brasil nos Jogos Olímpicos, ficando atrás apenas do medalhista Ricardo Prado, que estreou na Olimpíada de Moscou-1980 com 15 anos.

4 x100m feminino Brasil natação Etiene Medeiros  Larissa Oliveira, Ana Carolina Oliveira e Stephanie Balduccini Jogos Olímpicos Olimpíada
O revezamento 4x100m feminino do Brasil composto por Etiene Medeiros, Stephanie Balduccini, Larissa Oliveira e Ana Carolina Vieira j(Divulgação/Satiro Sodré/CBDA)