Siga o OTD

66kg masculino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Judô – 66kg masculino

Chances do Brasil

Aos 21 anos, Daniel Cargnin é um dos mais promissores judocas na nova geração brasileira. Medalha de ouro no Campeonato Pan-Americano de 2019, o atleta, que ocupa a nona colocação do ranking mundial, a melhor posição entre todos da América na categoria até 66kg, chega aos Jogos Pan-Americanos Lima 2019 como um dos favoritos ao pódio.

Na capital peruana, Daniel Cargnin vai carregar uma grande responsabilidade, já que judocas brasileiros venceram as últimas três edições dos Jogos Pan-Americanos: João Derly no Rio de Janeiro 2007, Leandro da Cunha em Guadalajara 2011 e Charles Chibana em Toronto 2015.

Local da Competição 

Villa Deportiva Nacional

Local: Lima

Capacidade: 12.000

A Estrela dos Jogos

A categoria até 66kg masculino é reconhecida como uma das mais imprevisíveis da modalidade e, por isso, grandes nomes do judô já conquistaram a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos.

No entanto, Brad Farrow foi o único entre eles a conseguir o feito em duas oportunidades, já que o canadense ficou no primeiro lugar do pódio tanto na edição de 1975, realizado na Cidade do México, como na edição de 1979, que aconteceu em San Juan, em Porto Rico.

Além disso, o ex-judoca também conseguiu a medalha de bronze, na edição de 1983, realizada em Caracas, na Venezuela.

Nossos Pódios

Nas últimas três edições dos Jogos Pan-Americanos, apenas um hino foi tocado para representar o topo do pódio na categoria até 66kg masculino. Desde 2007, só o Brasil conquistou a medalha de ouro, com os desempenhos marcantes de João Derly, em 2007, de Leandro da Cunha, em 2011, e Charles Chibana, em 2015.

Já o primeiro ouro do judô brasileiro foi logo na primeira edição que foi incluído esta categoria, em 1967, em Winnipeg, no Canadá, com o judoca Akira Ono.

O Brasil só ficou de fora do pódio em três oportunidades: nas edições de 1983 (Caracas, Venezuela), 1991 (Havana, Cuba) e 1999 (Winnipeg, Canadá).

Medalhistas 

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1967 Akira Ono
Brasil
Patrick Bolger
Canadá
Larry Fukuhara
EUA
Luis Teodoro Gastón
Cuba
1975 Brad Farrow
Canadá
Héctor Fernandéz
Cuba
Manuel Luna
Venezuela
Luis Shinohara
Brasil
1979 Brad Farrow
Canadá
Luís Onmura
Brasil
Gerardo Padilla
 México
Héctor Rodríguez
 México
1983 Gerardo Padilla
 México
James Martin
EUA
Brad Farrow
Canadá
Ricardo Tuero
Cuba
1987 Ismael Borbona
Argentina
Nelson Onmura
Brasil
Eduardo Landazury
Colômbia Colômbia
Víctor Rivera
 Porto Rico
1991 Francisco Morales
Argentina
Jean- Pierre Cantin
Canadá
Pablo Hernandéz
Cuba
Jimmy Pedro
EUA
1995 Israel Hernandéz
Cuba
Francisco Morales
Argentina
Henrique Guimarães
Brasil
Taro Tan
Canadá
1999 Martin Ríos
Argentina
Ludwing Ortíz
Venezuela
Yordanis Arencibia
Cuba
Alex Ottiano
EUA
2003 Yordanis Arencibia
Cuba
Ludwing Ortíz
Venezuela
Henrique Guimarães
Brasil
Alex Ottiano
EUA
2007 João Derly
Brasil
Roberto Ibañez
Equador
Yordanis Arencibia
Cuba
Ludwing Ortíz
Venezuela
2011 Leandro da Cunha
Brasil
Kenneth Hashimoto
EUA
Anyelo Gómez
Cuba
Ricardo Valderrama
Venezuela
2015 Charles Chibana
Brasil
Antoine Bouchard
Canadá
Carlos Tondique
Cuba
Fernando Gonzalez
Argentina

Quadro de Medalhas

 Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze America medals icons.svg
1 Brasil Brasil 4 2 3 9
2 Argentina Argentina 3 1 1 5
3 Canadá Canadá 2 3 2 7
4 Cuba Cuba 2 1 7 10
5 México México 1 0 2 3
6 Estados Unidos EUA 0 2 4 6
7 Venezuela Venezuela 0 2 3 5
8 Equador Equador 0 1 0 1
9 Colômbia Colômbia 0 0 1 1
Porto Rico Porto Rico 0 0 1 1

O Esporte

CBDV

O objetivo da modalidade é usar como base o sistema de autodefesa dos samurais, educando não só o corpo como também o espírito de quem o praticasse

As faixas determinam o grau de domínio da técnica de cada praticante, sendo que a faixa branca é para os iniciantes e a faixa preta para quem está no mais alto nível da modalidade.

O judô é praticado sobre o tatame, uma área quadrada de 16 m de lado, sendo que a luta acontece em um quadrado de 8 m de lado. Para determinar as infrações, cada combate tem um juiz central, que conta com o apoio de dois juízes auxiliares. Dentre as faltas estão: colocar a mão sobre o rosto do adversário, agarrar a calça ou enroscar a perna com a do oponente.

O ippon é a pontuação mais importante do judô, já que o atleta que conseguir realizar o golpe é declarado vencedor automaticamente. O waza-ari é meio ippon, sendo que dois waza-ari garantem o triunfo.

 

AGENDA DO DIA

jul 23 00:30 Mundial de Pólo Aquático Masculino - 9º ao 12º lugar Estados Unidos 20 África do Sul 3 jul 23 02:00 Mundial de Pólo Aquático Masculino - Quartas De Final Sérvia 9 Espanha 12 jul 23 03:30 Mundial de Pólo Aquático Masculino - Quartas De Final Croácia 10 Alemanha 8 jul 23 05:00 Mundial de Pólo Aquático Masculino - Quartas De Final Hungria 10 Austrália 9 jul 23 05:30 Mundial Sub-21 de vôlei masculino - Grupo E Rússia 1 Brasil 3 jul 23 06:30 Mundial de Pólo Aquático Masculino - Quartas De Final Itália 7 Grécia 6 jul 23 06:30 ATP 500 de Hamburgo Thiago Monteiro (BRA) 0 Jan-Lennard Struff (ALE) 2 jul 23 08:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 100m costas feminino – Final jul 23 08:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 100m costas masculino – Final Sétimo Guilherme Guido jul 23 08:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 100m peito feminino – Final jul 23 08:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 200m livre masculino – Final jul 23 08:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 1500m livre feminino – Final jul 23 08:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 50m peito masculino – Semifinal 2º melhor tempo (classificado) Felipe Lima jul 23 08:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 200m livre feminino – Semifinal jul 23 08:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 200m borboleta masculino – Semifinal jul 23 08:00 Mundial Sub-21 de vôlei masculino - Grupo E Coreia do Sul 0 China 3 jul 23 08:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 50m peito masculino – Semifinal 5º melhor tempo (classificado) João Gomes Júnior jul 23 08:30 Challenger de Praga Pedro Sakamoto (BRA) 0 Constant Lestienne (FRA) 2 jul 23 10:30 Mundial Sub-21 de vôlei masculino - Grupo F Itália 3 Irã 1 jul 23 13:00 Mundial Sub-21 de vôlei masculino - Grupo F Bahrein 1 Argentina 3 jul 23 14:00 WTA de Palermo Alison Bai (AUS)/Nicola Geuer (ALE) 2 Gabriela Cé (BRA)/Paula Gonçalves (BRA) 1 jul 23 15:45 ITF de Cancún Utaka Kishigami (JAP) 1 Thaisa Pedretti (BRA) 2 jul 23 18:00 WTA de Palermo Anastasia Grymalska (ITA)/Rosalie Van der Hoek (HOL) 2 Laura Pigossi (BRA)/Giorgia Marchetti (ITA) 0 jul 23 19:00 Brasileiro de futebol feminino - Primeira Fase Audax 2 Sport 0 jul 23 20:00 Amistoso de handebol masculino Brasil 28 Estados Unidos 17 jul 23 22:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 50m costas feminino 27.85s -avança para a semifinal Etiene Medeiros jul 23 22:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 100m livre masculino Marcelo Chierighini jul 23 22:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 100m livre masculino Breno Correia jul 23 22:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 200m medley masculino Caio Pumputis jul 23 22:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 200m medley masculino Leonardo Santos jul 23 22:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação Revezamento 4x100m medley misto jul 23 22:00 Mundial de Esportes Aquáticos - Natação 200m borboleta feminino