Siga o OTD

Marta Vieira da Silva

Marta – seleção brasileira de futebol feminino – Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. Dois Riachos/AL
Idade: 35 anos (19/02/1986)
Altura: 1,63m
Peso: 53kg
Clube: Orlando Pride/ EUA
Olimpíada: 4 (Atenas-2004, Pequim-2008, Londres-2012, Rio-2016)
Pan: 2 (Santo Domingo-2003, Rio-2007)

COPA DO MUNDO

– China-2007

OLIMPÍADAS

– Atenas-2004, Pequim-2008

PAN

– Santo Domingo-2003, Rio-2007

Dispensando apresentações, Marta Vieira da Silva é a melhor jogadora de futebol da história do planeta. Vice-campeã mundial e duas vezes medalha de prata em Olimpíadas, a rainha disputará em Tóquio 2020 sua quinta edição de Jogos Olímpicos e irá em busca da inédita medalha de ouro para a seleção brasileira de futebol feminino.

+ Tabela, chances da seleção, favoritos e mais: Saiba TUDO sobre o futebol feminino em Tóquio 2020

De Alagoas para o trono do mundo ( SEIS vezes)

Nenhuma mulher teve tanto sucesso no futebol feminino quanto Marta Vieira da Silva. Natural de Dois Riachos, no Alagoas, Marta já foi eleita a melhor jogadora do mundo seis vezes (cinco de maneira consecutiva) e tem duas medalhas olímpicas na careira.

Depois de começar no esporte na base do CSA, em 1999, a jogadora foi contratada pelo Vasco da Gama, onde jogou no profissional de 2000 a 2002. Do clube carioca, foi para o Santa Cruz, de Minas Gerais, onde ficou até 2004. A partir daí, Marta passou a crescer no futebol mundial e começou a dividir sua carreira entre Suécia e Estados Unidos – com duas passagens por empréstimo no Santos. 

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK 

Um dos clubes onde mais teve sucesso foi o Umeå IK. De 2004 a 2009, a alagoana marcou 111 gols em 103 jogos disputados pelo clube. Suas boas atuações na Suécia e na seleção brasileira – e posteriormente nos Estados Unidos -lhe renderam cinco prêmios FIFA de melhor jogadora do mundo de forma consecutiva (2006, 2007, 2008, 2009, 2010). 

Em 2018, já jogando por sua atual equipe, o Orlando Pride, dos Estados Unidos, a Rainha do Futebol conquistou o prêmio de melhor jogadora pela sexta vez. 

Marta Silva Jogos Olímpicos de Tóquio 2020  futebol feminino
Seis vezes Marta Silva – a rainha do futebol feminino (Lucas Figueiredo CBF)

Brilhando com a Seleção

Suas maiores conquistas, no entanto, vieram com a camisa da seleção brasileira de futebol feminino. Pela Canarinho, Marta possui duas medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos, conquistadas em Santo Domingo-2003 e Rio-2007. Ainda no ano de 2007, a seleção chegou até a final da Copa do Mundo realizada na China e acabou ficando com a medalha de prata, depois de perder para a Alemanha na decisão. 

Nos Jogos Olímpicos, Marta – e a seleção feminina – ainda não conquistaram uma medalha de ouro, batendo na trave em duas oportunidades. Tanto em Atenas-2004, quanto em Pequim-2008, a Canarinho perdeu para os Estados Unidos na final e terminou o torneio com a prata. Atualmente com 34 anos, a Rainha ainda tentará a sonhada medalha de ouro nos Jogos de Tóquio 2020.

Conheça mais sobre  Marta, rainha e melhor jogadora da história do futebol feminino e que representará o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
Marta e a seleção brasileira de futebol feminino com o troféu da Copa América (arquivo)

Em 2021

Após ficar noiva, receber o Green Card nos Estados Unidos e renovar com o Orlando Pride, Marta esteve presente com a seleção brasileira de futebol feminino no Torneio She Believes, realizado nos Estados Unidos com a presença das donas da casa, a Argentina e o Canadá; as comandadas de Pia Sundhage terminaram a competição atrás apenas das americanas. A jogadora fez um gol na estreia.

Em junho, ocorreram os dois últimos testes visando a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. No primeiro duelo, a equipe de Pia Sundhage bateu a Rússia pelo placar de 3 a 0. Na sequência, o Brasil ficou no empate sem gols diante do Canadá em partida realizada em Cartagena, na Espanha. Marta esteve em campo nos dois jogos.

No dia 18 de junho, a técnica Pia Sundhage divulgou as 18 atletas que representarão a seleção feminina nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 na briga pela primeira medalha dourada na modalidade. Contando com Marta e Formiga como líderes do grupo, o destaque da convocação ficou por conta da ausência da centroavante Cristiane, maior artilheira da história olímpica e que fica de fora de uma Olimpíada após ter participado das últimas quatro edições.

Confira a lista completa e o perfil de todas as jogadoras:

Goleiras: Bárbara (Avaí/Kindermann), Letícia Izidoro (Benfica-POR) e Aline Reis (Tenerife-ESP)

Defensoras: Poliana (Corinthians), Bruna Benites (Internacional), Rafaelle (Palmeiras), Erika (Corinthians), Tamires (Corinthians), Jucinara (Levante-ESP) E Letícia Santos (Frankfurt-ALE)

Meio-Campistas: Marta (Orlando Pride-EUA), Formiga (São Paulo), Andressinha (Corinthians), Júlia Bianchi (Palmeiras), Duda (São Paulo), Debinha (North Carolina Courage), Adriana (Corinthians) e Andressa Alves (Roma-ITA)

Atacantes: Ludmila (Atlético de Madrid-ESP), Bia Zaneratto (Palmeiras), Geyse (Madrid CFF) e GIovana Queiroz (Barcelona-ESP).

viagra