Siga o OTD

Arthur Nory Oyakawa Mariano

Arthur Nory – Ginástica artística masculina – Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. Campinas/SP
Idade: 24 anos (24/11/1996)
Altura: 1,69m
Peso: 70kg
Clube: Pinheiros (São Paulo)
Olimpíada: 1 (Rio-2016)
Pan: 2 (Toronto-2015, Lima-2019)

OLIMPÍADA

– Rio-2016 (solo)

MUNDIAL

– Stuttgart-2019 (barra fixa)

PAN

– Lima-2019 (Equipes)
– Lima-2019 (Barra Fixa e Individual Geral), Toronto-2015 (Equipes)

Arthur Nory é uma atleta do Time Ajinomoto da ginástica artística. Medalhista olímpico no solo e atual campeão mundial na barra fixa, chegará aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 como uma grande esperança de medalha para o Brasil, principalmente nesses dois aparelhos citados.

+ Rivais, chances de Nory, favoritos e mais: Saiba TUDO sobre a BARRA FIXA na Olimpíada de Tóquio

Nory defenderá a equipe masculina e tentará vaga nas finais em todos os aparelhos juntamente com Chico Barreto, Diogo Soares e Caio Souza. Campeão olímpico, Arthur Zanetti focará só nas argolas e fica de reserva imediato do time brasileiro.

Do judô para a ginástica artística

Filho de mãe nadadora e de pai judoca, Arthur Nory Oyakawa Mariano cresceu em Campinas, sua cidade natal, como um apaixonado por esportes. Logo aos seis anos começou a dar seus primeiros passos esportivos. Não nos tablados da ginástica, mas dentro dos tatames, por influência do pai.

+ Favoritos, calendário e mais: Saiba TUDO sobre a TODAS AS PROVAS da ginástica em Tóquio 2020

A paixão pela ginástica começou no ano de 2004, muito marcante na história do país. Nory se inspirou em Daiane dos Santos, maior figura da ginástica feminina à época, e em Diego Hypólito, primeiro grande destaque da ginástica masculina. Iniciou assim a trajetória em dois esportes.

Em 2005, após ser aprovado em um teste no Clube Pinheiros, em São Paulo, Nory optou por deixar o judô – chegou até faixa laranja correspondente a sétima graduação das dez que o esporte tem – para se dedicar a ginástica.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK 

Durante os Jogos Pan-Americanos de Toronto em 2015, Nory conquistou a medalha de prata por equipes. Ali, aos 21 anos, já dava indícios de que iria se sobressair em pouco tempo. No Mundial daquele ano, bateu na trave, ficando em quarto lugar.

Medalhista olímpico com pitada de sorte

Mas seu primeiro grande momento veio logo em sua primeira participação em Jogos Olímpicos. Na Rio 2016, na prova do solo, ficou em nono na classificação geral. Como dentre os oito primeiros classificados para a final havia 3 atletas japoneses e as regras da ginástica não permitem que mais de dois atletas de um mesmo país avancem para brigar por medalhas, Nory herdou uma das vagas. Com uma apresentação sólida, superou favoritos e conquistou a medalha de bronze. Ficou junto no pódio junto com Diego Hypólito, sua referência e medalhista de prata na competição.

+ Rivais, chances de Nory, favoritos e mais: Saiba TUDO sobre o SOLO na Olimpíada de Tóquio

Após conquistar a inesperada medalha de bronze na Rio-2016, Nory seguiu evoluindo, mesmo com as constantes lesões que tanto o incomodaram – e incomodam até hoje – durante o ciclo. O ginasta competiu nos Mundiais de 2017 e 2018 longe de sua melhor forma física, muitas vezes entrando no sacrifício para ajudar a equipe.

Conheça mais sobre Arthur Nory, atleta que defenderá o Brasil Ginástica artística masculina nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
Diego Hypólito e Arthur Nory festejam o pódio duplo na prova do solo na Rio-2016 (Divulgação)

“Lesão benéfica” e ouro no mundial

Nory é um colecionador de cirurgias. O ginasta já operou o tornozelo direito, o dedo indicador da mão esquerda e o olho direito, e ainda tem três cirurgias no ombro direito, todas realizadas durante o atual ciclo olímpico de Tóquio.

Uma das lesões, no entanto, acabou sendo de certa forma benéfica a Nory. Após ser diagnosticado com um desgaste crônico no joelho esquerdo, o ginasta passou a focar muito na barra fixa, que exige menos esforço na região e que sempre foi o seu aparelho favorito.

Com o foco total na barra fixa, Nory cresceu ainda mais. Nos Jogos Pan-Americanos, ajudou a equipe de ginástica artística masculina a conquistar a medalha de ouro e ainda levou a prata no individual geral e na barra fixa.

Mas o melhor ainda estava por vir. No dia 13 de outubro, sagrou-se campeão do mundo na barra fixa, título inédito para o país. E, para completar, foi eleito o atleta masculino do ano no Prêmio Brasil Olímpico.

Conheça mais sobre Arthur Nory, atleta que defenderá o Brasil Ginástica artística masculina nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
Arthur Nory e Cristiano Albino – Mundial de Ginástica (Ricardo Bufolin)

Em 2021

Arthur Nory aproveitou o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 para 2021 para se livrar de vez das dores que ainda o incomodam. Desde o título mundial de 2019, o ginasta convivia com dores no ombro esquerdo e dosava os treinos e os aparelhos para seguir competindo.

Após passar pelo susto de ter todas as medalhas conquistadas roubadas e depois reencontradas, Arthur Nory voltou a competir depois de um ano e meio no Pan-Americano de ginástica, no Rio de Janeiro. Foi muito bem nas eliminatórias, com a nota de 14,400 (o título mundial veio com 14,900), mas caiu três vezes na decisão, quando tentou elevar o nível de dificuldade.

Pouco depois, na etapa de Doha, no Catar, da Copa do Mundo de ginástica artística, Nory voltou ao pódio após muito tempo e levou a prata na barra fixa. O campeão do mundo fez uma ótima apresentação, com nota de partida bastante alta e execução segura, e obteve a nota 14.400 – a mesma do Pan-Ameircano – faturando assim a medalha de prata. Ele ficou atrás apenas de Marios Georgiou, do Chipre, que fez 14.600

RESULTADOS

DataProvaHorário/ResultadoLiga
Barra fixa x Arthur NoryMundial de Ginástica Artística
Cavalo com alças – Qualificação x Arthur NoryJogos Olímpicos - Ginástica Artística
Argolas – Qualificação x Arthur NoryJogos Olímpicos - Ginástica Artística
Salto masculino – Qualificação x Arthur NoryJogos Olímpicos - Ginástica Artística
Barras Paralelas – Qualificação x Arthur NoryJogos Olímpicos - Ginástica Artística
Barra Fixa – Qualificação x Arthur NoryJogos Olímpicos - Ginástica Artística
Solo masculino – Qualificação x Arthur NoryJogos Olímpicos - Ginástica Artística
Individual geral masculino – Qualificação x Arthur NoryJogos Olímpicos - Ginástica Artística
Barra Fixa – Final x Arthur NoryEtapa de Doha da Copa do Mundo de ginástica artística
Barra Fixa x Arthur NoryEtapa de Doha da Copa do Mundo de ginástica artística
Qualificação masculina x Arthur NoryPan-Americano de ginástica artística
Barra fixa x Arthur NoryPan-Americano de ginástica artística
Solo masculino x Arthur NoryPan-Americano de ginástica artística
Final da Barra Fixa x Arthur NoryMundial de Ginástica Artística
Barras Paralelas x Arthur NoryMundial de Ginástica Artística
Salto x Arthur NoryMundial de Ginástica Artística
Cavalo com alças x Arthur NoryMundial de Ginástica Artística
Solo x Arthur NoryMundial de Ginástica Artística
Individual Geral x Arthur NoryMundial de Ginástica Artística
Barra Fixa x Arthur NoryMundial de Ginástica Artística
Barra fixa – Final - Arthur NoryJogos Pan-Americanos - Ginástica Artística
Solo masculino – Final - Arthur NoryJogos Pan-Americanos - Ginástica Artística
Individual Geral masculino - Arthur NoryJogos Pan-Americanos - Ginástica Artística
Solo – Final x Arthur NorySul-Americano de ginástica artística
Salto – Final x Arthur NorySul-Americano de ginástica artística
Paralelas – Final x Arthur NorySul-Americano de ginástica artística
Barra Fixa – Final x Arthur NorySul-Americano de ginástica artística
Qualificatórias salto, paralelas e barra fixa x Arthur NorySul-Americano de ginástica artística
Qualificatórias solo, argolas e cavalo com alças x Arthur NorySul-Americano de ginástica artística