Siga o OTD

Pedro Barros

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. Florianópolis/SC
Idade: 26 anos (16/03/1995)
Altura:
Peso:
Pan: 0
Olimpíada: 0

MUNDIAL
– Mundial de Park 2018 (park)
– Mundial de Park 2016 e 2017 (park)

]

Seis vezes campeão no X Games, Pedro Barros, popularmente conhecido como Pedrinho, é um dos principais nomes do skate brasileiro na atualidade e grande esperança do Brasil no park masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Pedrinho competirá ao lado de Luiz Francisco e Pedro Quintas.

+ Favoritos, datas e chances de Pedrinho; Confira tudo sobre o park masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Medalha no X games aos 14 anos

A famosa frase “amor à primeira vista” simboliza bem o que significa o skate na vida de Pedro Barros. Nascido em uma família de skatistas e rodeada do objeto desde a infância, o hoje atleta teve o seu primeiro skate ainda com um ano de idade e aos três começou a aprender a realizar as primeiras manobras em Florianópolis, cidade onde nasceu.

+ Confira TUDO sobre TODAS as provas do skate na Olimpíada de Tóquio 2020

A subida precoce em cima de uma prancha rendeu a Pedro Barros uma rápida inserção no cenário competitivo da modalidade. Logo aos 13 anos ele já havia deixado a escola para focar na sua trajetória como skatista profissional.

Sem contar com uma idade mínima para as grandes competições da modalidade, Pedro Barros já competia com os principais skatistas do planeta logo aos 14 anos de idade, quando ficou com o terceiro lugar no X-Games de Los Angeles, em 2009 na categoria Skate vert.

Pedro Barros - skate park masculino - Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
Pedro Barros – skate park masculino – Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 (Photo by Bryce Kanights / ESPN Images)

Sucessor de Bob e Mineirinho?

Desde então, Pedro tem obtido resultados impressionantes na carreira. Não à toa é apontado por muitos como o sucessor de Sandro Dias e Bob Burnquist como o principal representante do país na modalidade Bowl.

Com apenas 24 anos completados, o skatista catarinense foi campeão mundial Skate Park na primeira edição da competição realizada em 2018, na China. Além disso, a prateleira do atleta conta com seis medalhas de ouro em X-Games no Skate Park e quatro de campeão mundial no Skate Bowl.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

No início de 2018, Pedro Barros passou pelo momento mais complicado de sua carreira ao ser flagrado no exame antidoping por uma substância derivada da maconha. A sua pena, que poderia ser de até dois anos, acabou sendo uma sanção retroativa de seis meses, que por fim, acabou não prejudicando a sua classificação para a Olimpíada de Tóquio.

Em 2019, o skatista participou da segunda edição do Mundial Skate Park, disputado no parque Cândido Portinari, em São Paulo. Apesar do favoritismo, Pedro não conseguiu conquistar o bicampeonato e encerrou o torneio na sexta colocação.

Pedro Barros - skate park masculino - Jogos Olímpicos de Tóquio 2020
Pedrinho com petindo no X Games (arquivo)

Em 2021

Por conta do cancelamento do Mundial de Park de 2021, o Dew Tour, Etapa do circuito realizada em Des Moines, nos Estados Unidos, serviu como classificatória para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Pedro Barros alcançou a vaga olímpica ao lado de Luiz Francisco no park masculino.

Atualmente, Pedrinho está na 4ª colocação do ranking mundial masculino de park. Luiz Francisco ocupa a terceira colocação.

Durante a competição, Pedro Barros, Luiz Francisco e Pedro Barros apenas entraram na pista, mas não fizeram suas manobras ousadas. Optaram por dançar e fazer graça, ironizando os árbitros.

A manifestação dos skatistas brasileiros pela discordância em relação aos critérios discrepantes da arbitragem adotados para o evento. A atitude reflete a insatisfação com os resultados/notas atribuídos não somente ao time brasileiro do Park, mas também a outros skatistas de outros países.