Siga o OTD

Bruno Oscar Schmidt

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. Paranaguá (PR)
Idade: 33 anos (06/10/1986)
Altura: 1,85m
Peso: 85kg
Pan: 0
Olimpíada: 1 (Rio-2016)

OLIMPÍADA
– Rio-2016

MUNDIAL
– Holanda-2015, Circuito Mundial de 2015, World Tour Finals 2015 e 2016

Bruno Oscar Schmidt, mais conhecido como Bruno Schmidt, é uma experiente atleta campeão olímpico, e mundial. Ao lado de Evandro Rodrigues, tentará sua segunda medalha olímpica no vôlei de praia masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

+ Tabela, favoritos, datas, chances de Bruno e Evandro e mais; Confira TUDO sobre vôlei de praia em Tóquio

Sobrinho da lenda do basquete

Nascido em Brasília (DF), Bruno Schmidt começou no vôlei em 2002, nas quadras do Iate Clube de Brasília. Ele é sobrinho do ex-jogador de basquete Oscar Schmidt, lenda brasileira do esporte.

+Confira TUDO sobre o torneio FEMININO da modalidade na Olimpíada de Tóquio 2020

Iniciou na praia em 2004 e, no ano seguinte, começou a participar regularmente do Circuito Brasileiro de vôlei de praia. Em 2006, foi campeão mundial sub-21 com Pedro Solberg.

Formou longa parceria com o capixaba Billy e jogou também ao lado de Benjamin e Alison. Começou 2011 ao lado do medalhista olímpico Fábio Luiz e, no meio da temporada, voltou a jogar com Billy.  Depois de nova parceria com Benjamin, retomou a parceria vitoriosa com Pedro Solberg, com quem se sagrou campeão da temporada 2012/2013 do Circuito Brasileiro, sendo eleito o melhor jogador da competição

Melhor do mundo e ápice da carreira

Em 2014, Bruno retomou a parceria com Alison, que tinha sido muito breve no início da carreira. Alison havia passado um tempo jogando com Emanuel, um dos maiores jogadores de vôlei de praia da história. Com os bloqueios de Alison e a habilidade de Bruno, já começaram a obter sucesso.

+ Confira TUDO sobre TODAS as provas de TODAS as modalidades dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

De cara, a dupla se entrosou e passou a enfileirar conquistas, começando com os Jogos Sul-Americanos. O time foi se fortalecendo e conquistou ouro no Campeonato Mundial e no Circuito Mundial de vôlei de praia em 2015.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Neste mesmo ano, Bruno foi eleito o melhor jogador de vôlei de praia pela FIVB (Federação Internacional de Vôlei). A vaga para a Rio-2016 veio e, em sua primeira participação, Bruno foi campeão olímpico ao lado de Alison. Com o ouro na Rio-2016, Bruno voltou a ser eleito o melhor jogador do mundo pela FIVB.

Alison Mamute Álvaro Filho - Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 - Alison Cerutti Alison e Álvaro Filho Bruno Schmidt vôlei de praia masculino
Bruno Schmidt (à direita) celebra o ouro olímpico na Rio-2016 ao lado de Alison (Alaor Filho/Exemlplus/COB)

A nova parceria

Apesar do ouro nos Jogos Olímpicos, a dupla com Bruno Schmidt foi desfeita em maio de 2018. Após a mudança, Bruno Schmidt fechou parceria com Evandro.

Em 2018, Burno Schmidt desfez a dupla com Alison e voltou a jogar com Pedro Solberg. Contudo, a parceria acabou em fevereiro de 2019, e Bruno passou a atuar ao lado de Evandro pela primeira vez na carreira.

Com bons resultados, Bruno Schmidt e Evandro se destacaram no Circuito Mundial, mas não venceram nenhuma etapa, chegando perto com o vice em Jinjiang, na China. Mesmo sem um título de expressão, os dois acabaram conquistando, de forma antecipada, a vaga para Tóquio-2020.

No Circuito Nacional de 2019/20, venceram as Etapas de Ribeirão Preto e Maceió, mas não figuraram entre os quatro melhores colocados, terminando em 10º lugar.

Bruno Schmidt e Evandro Cancún Hub Circuito Mundial de vôlei de praia
Bruno Schmidt e Evandro disputando o circuito mundial (Getty Images/FIVB)

Em 2021

Na temporada 2020/21, Bruno Schmidt e Evandro sofreram por conta da Covid-19. Bruno contraiu o vírus e sofreu bastante.

Em junho, durante a última etapa do Circuito Brasileiro, realizado na Urca, no Rio de Janeiro, Bruno se mostrou totalmente recuperado após um bom temp o sofrendo com os efeitos da Covid-19. Ao lado do parceiro Evandro, a dupla que defenderá o Brasil nos Jogos Olímpicos venceu na decisão os bicampeões nacionais André e George por 2 a 0 (21/18 e 22/20).

Bruno Schmidt já havia disputado uma Etapa do Circuito Mundial após se recuperar da Covid-19, mas sentiu-se mal e foi obrigado a abandonar a competição em Cancun, no México.

RESULTADOS

DataProvaHorário/ResultadoLigaTemporada