Siga o OTD
teste

Futebol

Tabela da Torneio das Nações de futebol feminino Jogos Olímpicos futebol feminino Tóquio 2020
Marta vai ser a grande estrela da seleção brasileira em Tóquio (Divulgação/COB)

Futebol nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

EVENTOS

Calendário 2020

O futebol é um dos poucos esportes que começam antes da abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, marcada para o dia 24 de julho. A bola rola nos torneios masculino e feminino a partir do dia 22. A final feminina ocorre no dia 7 de agosto e a masculina no dia 8.

A disputa

O futebol está presente no programa da Olimpíada desde 1900, mas a partir de 1930, com a criação da Copa do Mundo, a Fifa sempre criou restrições à participação dos principais atletas da modalidade nos Jogos. Em virtude disso, países com pouquíssima expressividade no cenário futebolístico, como Iraque e Egito, já ficaram entre os quatro primeiros colocados.

Como o esporte vinha perdendo interesse, em 1984 ocorreu uma mudança. Permitiu que jogadores profissionais disputassem os Jogos, desde que não tivessem participado da Copa do Mundo. Em 1992, estabeleceu-se que os atletas deveriam ter no máximo 23 anos e quatro anos mais tarde permitiu-se a participação de três atletas profissionais com idade superior.

Neymar liderou o Brasil na conquista do primeiro ouro olímpico da história em 2016 (Divulgação/COB)

A mudança permitiu que craques do futebol mundial como Lionel Messi, Ronaldo Fenômeno e Neymar Jr. disputassem a competição. O atual campeão olímpico é o Brasil, que finalmente conseguiu tirar a “zica dourada” em casa, diante de um Maracanã lotado em 2016.

+ CONHEÇA O NOSSO CANAL NO YOUTUBE

No futebol feminino, não há restrição de participação para as mulheres, mas a modalidade só começou a fazer parte do programa dos Jogos Olímpicos em 1996, quase um século depois dos homens. A final da Olimpíada de Atlanta, disputada entre Estados Unidos e China, levou 76.481 espectadores ao jogo. É o maior público da história em eventos disputados por mulheres.

Brasil e Estados Unidos futebol feminino
Os Estados Unidos entram como favoritos no torneio feminino em Tóquio
(Crédito: Fernanda Coimbra/CBF)

Os Estados Unidos entram novamente como favoritos no torneio feminino de futebol dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Quem deve incomodar as americanas são as seleções europeias. Holanda, Suécia e Grã-Bretanha aparecem como postulantes ao pódio. Brasil, Canadá e Japão vêm um degrau abaixo, mas podem chegar nas medalhas.

No torneio masculino de futebol dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, cinco dos sete campeões da história da Copa do Mundo estão classificados: Brasil, Alemanha, França, Argentina e Espanha. Pela tradição, os cinco países entram como favoritos, mas não dá para descartar o Japão, que tem feito uma preparação especial com uma geração talentosa para fazer bonito em casa.

Locais da competição em 2020

sede do atletismo e do futebol nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
O Estádio Nacional de Tóquio é o principal estádio dos Jogos Olímpicos 2020. É o local onde ocorrerão a cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos e mais as provas do atletismo. Sua construção começou em 2015, após a demolição do antigo Estádio Nacional de Tóquio. Foi inaugurado em dezembro de 2019 e tem capacidade para 60.102 espectadores
sede do futebol nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
O Tokyo Stadium, também conhecido como Ajinomoto Stadium, é um estádio multiuso localizado em Chofu, cidade metropolitana de Tóquio, com capacidade para 48 mil pessoas.
sede do futebol nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
O Sapporo Dome é o estádio mais distante da cidade de Tóquio. 1168km separam o estádio com capacidade para 41.484 espectadores e construído em 2001 para a Copa do Mundo de futebol Fifa 2002
sede do futebol nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
O Hitomebore Stadium Miyagi, localizado na cidade de Myiagi, é um dos mais distantes da cidade de Tóquio. Fica a mais ou menos 370km da capital japonesa e abriga 49.133 espectadores.
sede do futebol nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
O Ibaraki Kashima Stadium está localizado na cidade de Kashima, a 110km de distância de Tóquio. É a casa do Kashima Antlers, time de futebol da J1 onde Zico foi ídolo e atualmente ocupa um cargo de diretor técnico. Construído em 1992 e inaugurado em 1993, é o mais antigo dos estádios e abriga 40.724 espectadores.
sede do futebol nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
O Saitama Stadium, localizado na cidade de Saitama, a 30 km distante de Tóquio.. É o estádio do Urawa Red Diamonds, time da J1, a principal liga de futebol do Japão. Foi construído para a Copa do Mundo de futebol FIFA de 2002 e tem capacidade para 62 mil espectadores.
sede do futebol nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
O Yokohama Stadium, também conhecido como Nissan Stadium, está localizado na cidade de Yokohama, a 40 kms de Tóquio e é a casa do Yokohama Marinos, time de futebol da J1. É o que mais comporta torcedores dentre todos os sete. A capacidade total é de 70 mil pessoas

Grandes nomes da história olímpica

Como a FIFA não permitiu profissionais até os Jogos de 1984, o futebol foi por muito tempo uma terra de meros desconhecidos. Por essa razão, os jogadores que se destacaram em Olimpíadas são um tanto quanto, desconhecidos. Para se ter uma ideia, o maior artilheiro em uma única edição dos jogos é o húngaro Ferenc Bene, autor de 12 gols nos Jogos Olímpicos de 1964. Por mais que tenha sido um jogador de talento na Hungria, Bene não figura em nenhuma lista com os melhores jogadores de todos os tempos.

A Hungria é a maior vencedora da história do futebol masculino em Jogos Olímpicos (COI)

Há exceções, entretanto. Ferenc Puskás, que da nome ao prêmio de mais belo gol na eleição da FIFA, comandou os húngaros em Helsinque 1952, dois anos antes de brilhar na Copa da Suíça. Quatro anos mais tarde, os soviéticos venceram com o goleiro Lev Yashin como goleiro. Michel Platini, um dos maiores jogadores da história da França, participou dos Jogos de 1976.

A partir de 1984, com o acordo entre FIFA e COI que permitia a participação de profissionais desde que não tivessem participado de alguma edição do Mundial, nomes de relevância começaram a aparecer. Em 1988, um grande nome do futebol disputou os Jogos Olímpicos e foi o artilheiro da competição com 7 gols: o baixinho Romário.

Lionel Messi e Aguero foram campeões olímpicos em Pequim 2008 (Reprodução/Pinterest)

Após a determinação que os atletas profissionais até 23 anos poderiam participar, novos nomes conhecidos começaram a aparecer. A liberação de atletas maiores que 23 anos em Atlanta 1996 ajudou ainda mais na aparição de craques.  Nomes como Bebeto, Ronaldo, Hernán Crespo (Argentina), Iván Zamorano (Chile), Carlos Tévez (Argentina), Samuel Eto’o, (Camarões), Kanu e Jay-Jay Ococha (Nigéria), Lionel Messi (Argentina) e Neymar Jr. já tiveram a oportunidade de participar do maior evento esportivo do planeta. Javier Mascherano (Argentina) é um dos únicos 12 jogadores da história com dois ouros olímpicos, mas sem dúvidas, o mais conhecido dentre eles.

Para a edição 2020, nomes como Mbappé e Neymar estão sendo cogitados, mas tudo depende da liberação de seus clubes. O calendário FIFA não para por conta dos Jogos Olímpicos, o que dificulta a liberação das estrelas.

Diferentemente do que ocorre no torneio masculino, no feminino, as grandes estrelas sempre disputaram o futebol nos Jogos Olímpicos. Há portanto, várias das melhores atletas da história brilhar.

A americana Mia Hamm é um dos grandes nomes dos Jogos Olímpicos

Nomes internacionais Mia Hamm (EUA), Michelle Akers (EUA), Abby Wambach (EUA), Carly Lloyd (EUA), Christie Rampone (EUA), Hope Solo (EUA), Ann Kristin AArones (Noruega, (Linda Medalen (Noruega), Sun Wen (China), Homare Sawa (Japão), Birgit Prinz (Alemanha), são bastante conhecidos e marcam a história dos Jogos Olímpicos.

Somente quatro jogadoras americanas podem se dar ao lixo de dizer que são tricampeãs olímpicas no futebol: Shannon Boxx, Heather Mitts, Heather O’Reilly e Christie Rampone.

O Brasil também tem muitas jogadoras que entram no hall das melhores da história dos Jogos Olímpicos no futebol. Sissi, Kátia Cilene, Pretinha e é claro, a rainha Marta. 

Brasil x Canadá - Torneio Internacional da França
Cristiane é a maior artilheir da história dos Jogos Olímpicos (Foto: A2M/CBF)

Nenhuma outra brasileira ou estrangeira tem mais gols no torneio feminino de futebol dos Jogos Olímpicos do que Cristiane. Com 13 gols, ela pode aumentar ainda mais a distância para a segunda colocada, a canadense Christine Sinclair, outra que figura entre as melhores da história do esporte. Marta tem 10 e é a terceira.

Não há como não deixar de mencionar a interminável Formiga. A polivalente jogadora tem seis edições de Jogos Olímpicos no currículo e a que tudo indica, deve disputar sua sétima edição em 2020, um fato que só somente outros 31 atletas na história dentre todas as modalidades conquistaram.

Quadro de medalhas do futebol

PaísOuroPrataBronzeTotal
1Estados Unidos4217
2Hungria3115
3Grã-Bretanha3003
4Argentina2204
5União Soviética2035
6Uruguai2002
7Brasil1528
8Iugoslávia1315
9Espanha1203
9Polônia1203
11Alemanha1146
12Suécia1124
12Alemanha Oriental1124
14Nigéria1113
15Tchecoslováquia1102
15França1102
17Canadá1023
17Itália1023
17Noruega1023
20Bélgica1012
21Camarões1001
21México1001
23Dinamarca0314
24Bulgária0112
24Japão0112
26Áustria0101
26China0101
26Paraguai0101
26Suíça0101
30Holanda0033
31Chile0011
31Coreia do Sul0011
31Gana0011

Você sabia?

  • Que o Uruguai só foi sede da Copa do Mundo de futebol de 1930 por ter sido bicampeão olímpico em 1924 e 1928?
  • Que até 1928, as partidas que valiam medalha e que terminavam empatadas tinham que ser jogadas novamente?
  • Que com o ouro do Brasil em 2016, todos os campeões mundiais também são campeões olímpicos?
  • Que o argentino Cezário Onzari é o autor do primeiro gol feito através de uma cobrança direita de escanteio? E que esse gol não foi feito em uma edição de Jogos Olímpicos e sim em um amistoso entre Argentina e Uruguai (o campeão olímpico à época) em outubro de 1924?
  • Que somente Grã-Bretanha (1908), Bélgica (1924), Espanha (1992) e Brasil (2016) foram campeões do futebol como anfitriões dos jogos?