Siga o OTD

Peso pesado masculino 91kg

Peso pesado masculino 91kg – Boxe – Jogos Olímpicos Tóquio 2020 

 

Chances do Brasil no peso pesado masculino 91kg nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

abner teixeira - Strandja Tournament torneio strandja
Abner Teixeira representará o Brasil na categoria peso pesado nos Jogos de Tóquio (Foto: Divulgação/COB)

Em Tóquio-2020, o Brasil participará pela segunda vez entre os pesados em Jogos Olímpicos. Abner Teixeira, de 24 anos, será o responsável por tentar uma campanha inédita para o Brasil na categoria. Medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019, quando perdeu as semifinais para o cubano Erislandy Savón por 3 a 2, Abner vem em ascensão. No ranking mundial divulgado no meio do ano de 2020, aparecia na 14ª colocação em seu peso.

O pugilista, que deu seus primeiros passos no projeto social “Boxe – uma luz para o futuro” em Sorocaba, é nome cada vez mais comum nos pódios dos torneios que vem disputando.

+ Veja a lista dos brasileiros classificados para os Jogos

O Brasil no peso pesado masculino 91kg dos Jogos Olímpicos

Juan Nogueira foi elimanado em sua segunda luta na Rio-2016 (Reprodução)

O Brasil participou apenas uma vez em Jogos Olímpicos naquela que é considerada a categoria mais tradicional do boxe, o peso pesado. O autor da proeza é o paulistano Juan Nogueira, que participou dos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro. Juan começou sua caminhada com vitória sobre o australiano Jason Whateley, mas já na fase seguinte enfrentou o grande favorito ao ouro, o russo Evgeny Tishchenko, sendo derrotado e eliminado da competição.

Favoritos do peso pesado masculino 91kg nos Jogos de Tóquio-2020

Diversos boxeadores chegarão a Tóquio podendo subir ao pódio, fazendo dessa uma das categorias mais equilibradas. Entre esses nomes cotados ao pódio está o do cubano Erislandy Savón, sobrinho do ídolo Felix Savón, um dos maiores boxeadores olímpicos. Erislandy esteve presente na Rio-2016, quando conquistou a medalha de bronze após perder na semifinal.

Neste ciclo olímpico, o cubano se sagrou campeão mundial de 2017, batendo na final o russo Evgeny Tishchenko, atual campeão olímpico. Em 2019 o cubano conquistou ainda a sua segunda medalha de ouro em Jogos Pan-Americanos, em Lima. Embora tenha ficado de fora do pódio do Campeonato Mundial de 2019, o cubano segue sendo uma das principais apostas ao ouro de Tóquio.

A Rússia, além do atual campeão olímpico Evgeny Tishchenko, conta com uma nova força na categoria. Trata-se de Muslim Gadzhimagomedov, medalha de ouro no Campeonato Mundial de 2019. Além de deter o título de campeão mundial, o russo de 24 anos também foi campeão dos Jogos Europeus de 2019.

O cubano Erislandy Savón (calça azul) festeja o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015 (Reprodução)

Vassiliy Levit, do Cazaquistão, foi medalhista de bronze nos dois mundiais disputados no ciclo. Radoslav Pantaleev, da Bulgária, foi o responsável por desbancar Erislandy Savón nas quartas de final do Mundial de 2019, embora tenha sido eliminado na sequência por Tishchenko

Outra forte aposta é Sanjar Tursunov, do Uzbequistão, bronze no Mundial de 2017. Quem também aparece com boas chances é o equatoriano Julio Castillo, prata no Pan-Americano de 2019.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Histórico do peso pesado masculino 91kg nos Jogos Olímpicos

A categoria peso-pesado começou a ser disputada em 1904, justamente na estreia da modalidade em Jogos Olímpicos. Ao longo dos mais de 100 anos de disputas, Estados Unidos e Cuba se destacam como os grandes campeões, com sete medalhas de ouro cada um. Considerada por muitos como a categoria mais tradicional do boxe, os pesados contaram ao longo dos anos com grandes nomes do esporte, como Teófilo Stevens, Félix Savón, Joe Frazier e George Foreman.

Os primeiros medalhistas foram americanos. Estreando na edição de Saint Louis-1904, os donos da casa foram os únicos participantes, com o primeiro campeão olímpico sendo Samuel Berger. Quatro anos depois, em Londres-1908, foi a vez dos britânicos fazerem um pódio completo, onde Albert Oldman conquistou o ouro.

Após ficar ausente da edição de Estocolmo-1912, a categoria voltou a ser disputada nos Jogos Olímpicos de Antuérpia-1920. Novamente, a Grã-Bretanha conquistou a medalha de ouro, dessa vez com Ronald Rawson. Quatro anos depois, em Paris-1924, o norueguês Otto von Porat se tornou campeão olímpico.

Uma das maiores potências no boxe nas primeiras edições disputadas, a Argentina conquistou sua primeira medalha de ouro entre os pesados em Amsterdã-1928 com Arturo Rodríguez. Quatro anos depois, em Los Angeles-1932, os argentinos voltaram a vencer, desta vez com Santiago Lovell . Assim, a Argentina tornando- se o primeiro país a conquistar duas medalhas de ouro consecutivas entre os pesos pesados.

Em Berlim-1936, o alemão Herbert Hunge conquistou a primeira medalha de ouro seu país. Após o período sem competições por causa da Segunda Guerra Mundial, os Jogos Olímpicos voltaram a ser realizados em 1948, na cidade de Londres. Na capital inglesa, a Argentina voltou ao topo do pódio, com Rafael Iglesias, a quinta medalha seguida da Argentina em Olimpíadas nessa categoria.

As duas edições seguintes foram conquistadas pelos Estados Unidos. Em Helsinque-1952, o ouro ficou com Ed Sanders, enquanto em Melbourne-1956 foi obtida por Pete Rademacher.

Na edição de Roma-1960 a Itália levou o ouro, com a vitória de Francesco De Piccoli. Já as duas edições seguintes foram vencidas por lendas americanos do esporte. A primeira das medalhas veio com Joe Frazier nas Olimpíadas de Tóquio-1964. Quatro anos depois, era a vez George Foreman, então com 19 anos , levar o  ouro. Tanto Joe Frazier quanto George Foreman passaram a se dedicar ao boxe profissional assim que conquistaram suas edições olímpicas, tendo ambos se tornado campeões mundiais entre os pesos pesados.

boxe Teofilo Stevenson
Considerado o melhor peso pesado da história olímpica, o cubano Teófilo Stevenson comemora o ouro em Moscou-1980 (Reprodução)

O mais vitorioso dos boxeadores olímpicos começou o seu legado nas Olimpíadas de Munique-1972, com o triunfo de Teófilo Stevenson, natural da cidade cubana de Puerto Padre, ao derrotar na final o romeno Ioan Alex. Quatro anos depois, em Montreal-1976, Stevenson levou o bi olímpico novamente diante de um romeno, dessa vez Mircea Simon. Teófilo Stevenson conquistou o tricampeonato olímpico em 1980, na cidade de Moscou, quando na final derrotou o soviético Pyotr Zayev, tornando-se assim o primeiro tricampeão olímpico da categoria.

O cubano acabou não participando das Olimpíadas de Los Angeles-1984 devido ao boicote dos países socialistas, do qual Cuba fazia parte. Após se sagrar tricampeão mundial em 1986, o cubano pendurou as luvas, encerrando sua vitoriosa carreira.

Em Los Angeles-1984, sem Teófilo Stevenson, o ouro ficou com o americano Henry Tilman. Quatro anos, nos Jogos de Seul-1988, os Estados Unidos voltaram a subir no lugar mais alto do pódio, com Ray Mercer. 

A partir de Barcelina-1992, Cuba voltou a ver um tricampeão olímpico na categoria. Félix Savón, outra lenda do boxe amador, dominou três ciclos olímpicos de ponta a ponta, faturando a medalha de ouro nos Jogos realizados na cidade catalã, em Atlanta-1996 e em Sydney-2000.

Sem Savóm, que havia se aposentado, Cuba voltou a vencer a edição de Atenas-2004, passando a ser o primeiro país a conquistar quatro ouros consecutivos, desta vez com Odlanier Solís

Rakhim Chakhkiev, da Rússia, foi o campeão olímpico de Pequim-2008, enquanto o ucraniano Oleksadr Usyk conquistou a medalha de ouro em Londres-2012. Por fim, a Rússia voltou a mostrar a sua força na última edição dos Jogos, na Rio-2016, com a conquista de Evgeny Tishchenko.

Medalhistas do peso pesado masculino 91kg nos Jogos Olímpicos

JogosOuroPrataBronze
St. Louis 1904Sam Berger (USA)Charles Mayer (USA)Bill Michaels (USA)
Londres 1908Albert Oldman (GBR)Sid Evans (GBR)Frank Parks (GBR)
Antuérpia 1920Ron Rawson (GBR)Søren Petersen (DEN)Xavier Eluère (FRA)
Paris 1924Otto von Porat (NOR)Søren Petersen (DEN)Alfredo Porzio (ARG)
Amsterdã 1928Arturo Rodríguez (ARG)Nils Ramm (SWE)Jakob Michaelsen (DEN)
Los Angeles 1932Alberto Lovell (ARG)Luigi Rovati (ITA)Fred Feary (USA)
Berlim 1936Herbert Runge (GER)Guillermo Lovell (ARG)Erling Nilsen (NOR)
Londres 1948Rafael Iglesias (ARG)Gunnar Nilsson (SWE)Johnny Arthur (RSA)
Helsinque 1952Ed Sanders (USA)Ingemar Johansson (SWE)Dries Nieman (RSA)
Ilkka Koski (FIN)
Melbourne 1956Pete Rademacher (USA)Lev Mukhin (URS)Daan Bekker (RSA)
Mino Bozzano (ITA)
Roma 1960Franco De Piccoli (ITA)Daan Bekker (RSA)Josef Němec (TCH)
Günter Siegmund (GER)
Tóquio 1964Joe Frazier (USA)Hans Huber (GER)Giuseppe Ros (ITA)
Vadim Yemelyanov (URS)
Cidade do México 1968George Foreman (USA)Jonas Čepulis (URS)Giorgio Bambini (ITA)
Joaquín Rocha (MEX)
Munique 1972Teófilo Stevenson (CUB)Ion Alexe (ROU)Peter Hussing (FRG)
Hasse Thomsén (SWE)
Montreal 1976Teófilo Stevenson (CUB)Mircea Şimon (ROU)Johnny Tate (USA)
Clarence Hill (BER)
Moscou 1980Teófilo Stevenson (CUB)Pyotr Zayev (URS)István Lévai (HUN)
Jürgen Fanghänel (GDR)
Los Angeles 1984Henry Tillman (USA)Willie de Wit (CAN)Angelo Musone (ITA)
Arnold Vanderlijde (NED)
Seul 1988Ray Mercer (USA)Baek Hyeon-Man (KOR)Andrzej Gołota (POL)
Arnold Vanderlijde (NED)
Barcelona 1992Félix Savón (CUB)David Izonritei (NGR)Arnold Vanderlijde (NED)
David Tua (NZL)
Atlanta 1996Félix Savón (CUB)David Defiagbon (CAN)Nate Jones (USA)
Luan Krasniqi (GER)
Sydney 2000Félix Savón (CUB)Sultan Ibragimov (RUS)Sebastian Köber (GER)
Vladimir Ch’ant’uria (GEO)
Atenas 2004Odlanier Solís (CUB)Viktar Zuyeu (BLR)Naser Al Shami (SYR)
Mohamed El-Sayed (EGY)
Pequim 2008Rakhim Chakhkiyev (RUS)Clemente Russo (ITA)Osmay Acosta (CUB)
Deontay Wilder (USA)
Londres 2012Oleksandr Usik (UKR)Clemente Russo (ITA)Tervel Pulev (BUL)
Teymur Məmmədov (AZE)
Rio 2016Yevgeny Tishchenko (RUS)Vasily Levit (KAZ)Rustam Tulaganov (UZB)
Erislandy Savón (CUB)

Quadro de medalhas geral do peso pesado masculino 91kg nos Jogos Olímpicos

PaísOuroPrataBronzeTotal
Estados Unidos71513
Cuba7029
Argentina3115
Grã-Bretanha2114
Rússia2103
Itália1348
Alemanha1135
Noruega1012
Ucrânia1001
União Soviética0314
Suécia0314
Dinamarca0213
Canadá0202
Romênia0202
África do Sul0134
Belarus0101
Cazaquistão0101
Nigéria0101
Coreia do Sul0101
Holanda0033
Azerbaijão0011
Bermudas0011
Bulgária0011
Tchecoslováquia0011
Alemanha Oriental0011
Egito0011
Finlândia0011
França0011
Georgia0011
Hungria0011
México0011
Nova Zelândia0011
Polônia0011
Síria0011
Uzbequistão0011
Alemanha Ocidental0011