Siga o OTD

C1 1000 m masculino

Chances do Brasil

E que chances, hein! Isaquias Queiroz é o atual campeão mundial da prova! Em 2019, o canoísta brasileiro venceu a disputa com o tempo de 3min59s23. No Mundial de 2018, ele foi bronze. Já na Rio-2016, sua primeira edição de Jogos Olímpicos, Isaquias terminou com a prata. Ou seja, em Tóquio 2020 as chances de medalhas são grandes no C1 1000 m masculino.

+ Veja a lista dos brasileiros classificados para a Olimpíada

Favoritos do C1 1000 m masculino

Atual bicampeão olímpico, o alemão Sebastian Brendel não pode ser descartado da disputa nas raias do Sea Forest Waterway, em Tóquio. Brendel foi campeão mundial em 2018, mas apenas o quarto no Mundial de 2019.

O tcheco Martin Fuksa, o francês Adrien Bart e o polonês Tomasz Kaczor também estão na briga, ainda mais em tempos de pandemia, período dos mais complicados para seguir treinando e quase sem competições.

Vivência Olímpica Isaquias Queiros canoagem de velocidade medalha Olimpíada Rio 2016
Isaquias Queiroz brilhou na Rio-2016 (divulgação/COB)

C1 1000 m masculino do Brasil na história dos Jogos Olímpicos

O Brasil só foi competir nessa prova da canoagem velocidade em Pequim-2008. Nivalter Jesus foi o primeiro brasileiro no C1 1000 m em uma olimpíada e acabou parando na repescagem.

Em Londres-2012, nada de representante brasileiro. Mas a Rio-2016 reservou o ápice do Brasil na prova. Isaquias Queiroz só perdeu para o alemão Sebastian Brendel e conquistou a medalha de prata.

Histórico do C1 1000 m masculino nos Jogos Olímpicos

A prova é bem tradicional e estreou nos Jogos Olímpicos de Berlim-1936. Em Tóquio 2020, será formado o 20º pódio da disputa, que tem o tcheco Josef Holecek e o alemão Sebastian Brendel como únicos bicampeões do C1 1000 m masculino.

Holecek foi campeão em Londres-1948 e em Helsinque-1952. Já Brendel é o atual bicampeão e vai para Tóquio-2020 buscar o tri.

O Brasil tem uma prata conquistada por Isaquias Queiroz na Rio-2016.

Sea Forest Waterway Jogos Olímpicos Tóquio 2020
(Twitter/@Tokyo2020/Uta Mukuo)

Quadro de medalha – C1 1000 m masculino – Jogos Olímpicos

JogosOuroPrataBronze
Berlim-1936Frank Amyot (CAN)Bohuslav Karlík (TCH)Erich Koschik (ALE)
Londres-1948Josef Holeček (TCH)Douglas Bennett (CAN)Robert Boutigny (FRA)
Helsinque-1952Josef Holeček (TCH)János Parti (HUN)Olavi Ojanperä (FIN)
Melbourne-1956Leon Rotman (ROM)István Hernek (HUN)Gennady Bukharin (URSS)
Roma-1960János Parti (HUN)Aleksandr Silayev (URSS)Leon Rotman (ROM)
Tóquio-1964Jürgen Eschert (ALE)Andrei Igorov (ROM)Yevgeny Penyayev (URSS)
Cidade do México-1968Tibor Tatai (HUN)Detlef Lewe (ALE)Vitaly Galkov (URSS)
Berlim-1972Ivan Patzaichin (ROM)Tamás Wichmann (HUN)Detlef Lewe (ALE)
Montreal-1976Matija Ljubek (IUG)Vasily Yurchenko (URSS)Tamás Wichmann (HUN)
Moscou-1980Lyubomir Lyubenov (BUL)Sergey Postrekhin (URSS)Eckhard Leue (ALE)
Los Angeles-1984Ulli Eicke (ALE)Larry Cain (CAN)Henning Lynge Jakobsen (DIN)
Seul-1988Ivans Klementjevs (URSS)Jörg Schmidt (ALE)Nikolay Bukhalov (BUL)
Barcelona-1992Nikolay Bukhalov (BUL)Ivans Klementjevs (LAT)György Zala (HUN)
Atlanta-1996Martin Doktor (CZE)Ivans Klementjevs (LAT)György Zala (HUN)
Sydney-2000Andreas Dittmer (ALE)Ledys Balceiro (CUB)Steve Giles (CAN)
Atenas-2004David Cal (ESP)Andreas Dittmer (ALE)Attila Vajda (HUN)
Pequim-2008Attila Vajda (HUN)David Cal (ESP)Thomas Hall (CAN)
Londres-2012Sebastian Brendel (ALE)David Cal (ESP)Mark Oldershaw (CAN)
Rio-2016Sebastian Brendel (ALE)Isaquias Queiroz (BRA)Ilya Shtokalov (RUS)

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Alemanha4116
Hungria33410
Romênia2114
Checoslováquia2103
Bulgária2013
União Soviética1337
Canadá1236
Espanha1203
Alemanha Ocidental1113
República Tcheca1001
Iugoslávia1001
Letônia0202
Alemanha Oriental0112
Brasil0101
Cuba0101
Dinamarca0011
Finlândia0011
França0011
Rússia0011