Siga o OTD

Ana Carolina Azevedo

Ficha TécnicaMedalhas
Nascimento:. Maceió/AL
Idade: 29 anos (19/05/1992)
Clube:
Pan: 1 (Toronto 2015)
Olimpíada: 1 (Rio de Janeiro 2016)

Ana Carolina Azevedo é uma jovem velocista do atletismo brasileiro que representará o Brasil na prova dos 200m rasos e do revezamento 4x100m rasos feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

No revezamento 4x100m da Olimpíada, terá a companhia de Rosângela SantosVitória Rosa e Ana Claudia LemosBruna Farias será a reserva.

Começo arrasador

Ana Carolina Azevedo conheceu o atletismo na EMEF Maria Aparecida de Oliveira Ribeiro, em Mairinque, interior de São Paulo. Retornou para São Roque, cidade em que nasceu, onde se desenvolveu até os 15 anos.

+Confira tudo sobre a prova dos 200m rasos feminino sobre o revezamento 4x100m feminino

Com apenas 17 anos, Ana Carolina Azevedo obteve o seu primeiro resultado de destaque na carreira ainda numa competição escolar. Disputando o Mundial Escolar de Atletismo, realizado na cidade de Wuhan, na China, a atleta conquistou a medalha de ouro na disputa dos 200m.

Após o destaque na prova internacional, a velocista foi morar na cidade de São Paulo e passou a treinar com Katsuhico Nakaya, lendário treinador brasileiro, que velocista nos Jogos Olímpicos de Moscou-1980 e Los Angeles-1984, no seu último ano de juvenil.

Temporada espetacular

Se Ana Carolina Azevedo já obteve um grande destaque ainda jovem e começa a aparecer no cenário nacional, 2020 foi o grande ano de cartão de visitas da atleta. Em dezembro, a atleta chamou a atenção no Troféu Brasil ao vencer os 200 m, com 23.01 (0.0), ao superar Vitória Rosa , com 23.06, que é apontada a maior velocista brasileira na atualidade. Nos 100 m, Ana Carolina ficou com a medalha de prata, mas numa final eletrizante e decidida na fotografia de chegada. Vitória Rosa, ouro, e Ana Carolina completaram os 100 m em 11.41.

Ana Carolina Azevedo - atletismo - 200m feminino e revezamento 4x100m - Jogos Olímpicos de Tóquio Olimpíada
Temporada de 2020 foi uma temporada acima da média Ana Carolina, que estará nos Jogos Olímpicos (esq.) (Wagner Carmo/CBAt)

No Brasileiro Sub-23, também em dezembro de 2020, Ana Carolina foi eleita a melhor atleta da competição ao lado de Felipe Bardi dos Santos (SESI). A velocista venceu os 100 m, com 11.33 (0.8), superando o recorde do campeonato que era de Vanusa dos Santos, obtido em 2012. Nos 200 m, ela melhorou duas vezes o recorde do campeonato. Na semifinal, completou a prova em 23.45 e depois completou a final em 23.08 (0.1), obtendo o seu recorde pessoal.

Quase um drama

Os bons resultados, fizeram com que Ana Carolina Azevedo passasse também à integrar a forte equipe do revezamento 4×100 m feminino do Brasil. Correndo ao lado de Rosângela Santos, Vitória Rosa e Ana Claudia Santos, o quarteto chegou para a disputa do Mundial de Revezamento em Chorzow, na Polônia, em maio, com a expectativa de sacramentar de vez a vaga olímpica em Tóquio na prova.

atletismo 200m rasos revezamento 4x100m Jogos Olímpicos de Tóquio
Revezamento brasileiro estará na disputa da Olimopíada de Tóquio (Reprodução/Instagram)

No entanto, o sonho quase virou pesadelo. Após vencer a primeira eliminatória da competição, uma revisão por vídeo mostrou Ana Carolina pisou na linha, durante a passagem de bastão para Vitória Rosa. O movimento irregular desclassificou a equipe da competição.

Por fim, a seleção conseguiu a classificação para a Olimpíada na bacia das almas. A equipe conseguiu o índice, que acabou vindo no limite: 16º melhor tempo mundial (o tempo do Brasil foram os 43s04 de Lima 2019, sete centésimos a menos que a Austrália, 17ª no geral e que ficou de fora de Tóquio).

Em 2021

Ana Carolina Azevedo contou com outros bons resultados na temporada. Durante a disputa do Campeonato Sul-Americano Adulto de Atletismo, disputado em maio em Guayaquil, no Equador, a atleta conquistou duas medalhas: bronze nos 200 m e o ouro no revezamento dos 4×100 m em que correu ao lado do Aurora Caetano, Ana Claudia Lemos e Micaela Rosa.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Duas semanas depois, no Troféu Brasil, Ana Claudia Lemos Silva subiu quatro vezes no pódio, com as medalhas de ouro nos 200m rasos e nos 4×100m, suas provas na Olimpíada, além das medalhas de bronze nos 100m e no revezamento 4x400m.