Siga o OTD

Peso mosca masculino 52kg

Peso mosca masculino 52kg – Boxe – Jogos Olímpicos Tóquio 2020 

 

Chances do Brasil no peso mosca masculino 52kg nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

O Brasil não terá representantes no peso mosca masculino 52kg em Tóquio.

+ Veja a lista dos brasileiros classificados para os Jogos

O Brasil no peso mosca masculino 52kg dos Jogos Olímpicos

Servílio de Oliveira boxe
Servílio de Oliveira ganhou a primeira medalha olímpica do Brasil no boxe nos Jogos da Cidade do México-1968 (Acervo Servilio de Oliveira)

O Brasil competiu pela primeira vez no peso mosca apenas em 1960, nos Jogos Olímpicos de Roma. José Piccinin Martins perdeu na estreia para o romeno Mircea Dobrescu por 5 a 0.

Após ficar ausente em Tóquio-1964, o Brasil retornou nos Jogos Olímpicos seguintes, na Cidade do México, para enfim conquistar o seu melhor resultado até então, a medalha de bronze de Servílio de Oliveira. O paulistano estreou já na segunda rodada com vitória sobre o turco Engin Yadigar por 3 a 2. Na rodada seguinte, nova vitória, dessa vez em cima de Joseph Destimo, de Gana, por 5 a 0, se qualificando para as semifinais e garantindo assim a primeira medalha da história do país. Nas semifinais o brasileiro foi derrotado por 5 a 0 pelo mexicano Ricardo Delgado, que viria a se tornar campeão olímpico ao derrotar o polonês Artur Olech na final.

Após o bronze de Servílio o país só voltou a ser representado na categoria peso mosca na edição de Montreal-1976, com Antônio Toledo Filho. Ele foi derrotado logo em sua estreia contra o polonês Leszek Blazynski.

O baiano Luiz Freitas foi o representante nacional em Barcelona-1992, terminando na sétima posição após vencer o sul-coreano Gwang-Hyung  Han na estreia e cair na rodada seguinte contra o atleta da Tanzânia, Benjamin Mwangata,  em um apertado confronto de 8 a 7. Em Atlanta-1996, outro baiano representava o Brasil, Robenilson de Jesus, caindo em seu segundo confronto e terminando em nono lugar.

Nosso último representante na categoria foi o paraense Julião Henriques. Único pugilista a defender as cores do Brasil por duas vezes consecutivas no peso mosca, Julião esteve presente nas edições de Londres-2012 e Rio de Janeiro-2016. Natural de Belém, Julião teve como melhor colocação o nono lugar em Londres-2012, quando derrotou o norte-coreano Pal Jong-chol por 12 a 8, mas perdeu na sequência por 18 a 13 diante do porto-riquenho Jeyvier Cintrón. Quatro anos depois, na Rio-2016, o brasileiro caiu logo em sua primeira luta.

Favoritos do peso mosca masculino 52kg nos Jogos de Tóquio-2020

Shakhobidin Zoirov  boxe
O uzbeque Shakhobidin Zoirov comemora a vitória na final do peso mosca masculino na Rio-2016 (Reprodução/Reuters)

A categoria peso-mosca passou a englobar neste ciclo olímpico a antiga categoria do peso-mosca ligeiro, se tornando assim a categoria mais leve do masculino em disputa nos Jogos Olímpicos. Compreendendo boxeadores com até 52 kg, o peso mosca tem como atual campeão mundial e olímpico o uzbeque Shakhobidin Zoirov. Shakhobidin chegará a Tóquio como um dos principais candidatos ao título, mesmo com as mudanças na categoria.

Um dos primeiros colocados do ranking mundial, o indiano Amit Panghal, também é bem cotado para marcar presença no pódio olímpico. Vice-campeão mundial de 2019, o indiano soma ainda o ouro no Campeonato Asiático de 2019 nessa mesma categoria. Ainda competindo pelo peso mosca-ligeiro, Amit foi campeão dos Jogos Asiáticos de 2018, medalhista de prata nos Jogos da Comunidade Britânica de 2018 e bronze no Campeonato Asiático de 2017.

Yosvany Veitía, de Cuba, foi campeão mundial da categoria em 2017 e vice-campeão Pan-americano em Lima-2019. O experiente cubano tentará seu primeiro pódio olímpico em Tóquio após passar em branco na Rio-2016.

Também podem pintar no pódio o francês Billal Bennama, medalhista de bronze no Mundial de 2019, Saken Bibossinov, do Cazaquistão, também bronze no Mundial de 2019, o espanhol Gabriel Escobar, campeão dos Jogos Europeus de 2019, o chinês Hu Jianguan, medalhista de bronze nas Olimpíadas Rio-2016 no peso galo, e Galal Yafai, da Grã-Bretanha. 

Boxe Yosvany Veitía
O cubano Yosvany Veitía, campeão mundial em 2017 e vice no Pan de Lima-2019, buscará o primeiro pódio olímpico em Tóquio (Reprodução)

Histórico do peso mosca masculino 52kg nos Jogos Olímpicos

O peso mosca masculino está presente em Jogos Olímpicos desde a edição de Saint Louis-1904 e tem como maior vencedor os Estados Unidos. Embora não vença desde a edição de Los Angeles-1984, o país da América do Norte tem uma vantagem de cinco medalhas de ouro sobre os seus rivais mais próximos, Cuba e Hungria, com três cada. É também nessa categoria que o Brasil conquistou a primeira medalha de sua história, o bronze de Servílio de Oliveira, na Cidade do México, em 1968.

Assim como nas demais categorias, o primeiro campeão olímpico foi um americano. George Finnegan se sagrou campeão ao derrotar o seu compatriota Miles Burle por nocaute. Em Antuérpia-1920, novamente os Estados Unidos levaram o ouro com Frankie Genaro. Quatro anos depois, em Paris-1924 os Estados Unidos se tornavam tricampeões olímpicos no peso mosca com Fidel LaBarba.

Em Amsterdã-1928, a Hungria foi o segundo país a conquistar uma medalha de ouro nessa categoria, tendo emendado logo um bicampeonato. O primeiro título veio com Antal Kocsis, que na final derrotou o francês Armand Apell. A segunda medalha de ouro húngara foi conquistada em Los Angeles-1932 com István Énekes, que derrotou na final o mexicano Francisco Cabañas. A medalha de Cabañas foi a primeira de um pugilista latino na categoria.

Nos Jogos Olímpicos de 1936, disputados na Alemanha nazista de Adolf Hitler, os donos da casa se sagraram campeões com Wlly Kaiser. Após os dois Jogos Olímpicos suspensos pela Segunda Guerra Mundial, o boxe voltou em 1948 na cidade de Londres. O campeão foi o argentino Pascual Pérez, derrotando o italiano Spartaco Bandinelli na final.

Em 1952, nos Jogos Olímpicos de Helsinque, os Estados Unidos conquistaram sua quarta medalha de ouro com Nate Brooks. Já o título de 1956 foi conquistado pela Grã-Bretanha de Terence Spinks. Era o primeiro título britânico na categoria.

O terceiro ouro olímpico húngaro veio na edição de 1960, em Roma. Gyula Torok derrotou na final o soviético Sergei Sivko em um confronto apertado e decidido por 3 a 2 pelos jurados.

As três edições seguintes foram marcadas por três novos países que subiram ao topo do pódio pela primeira vez. O primeiro a puxar a fila foi a Itália com Fernando Atzori nos Jogos Olímpicos de Tóquio-1964. Quatro anos depois, na Cidade do México-1968, foi a vez dos donos da casa conquistarem a medalha de ouro com Ricardo Delgado.

Foi também nessa edição disputada no México em 1968 que o Brasil conquistou sua primeira medalha no boxe. Servílio de Oliveira foi medalhista de bronze após avançar até as semifinais, quando foi derrotado justamente pelo mexicano Ricardo Delgado por 5 a 0. A medalha de bronze de Servílio foi por mais de 40 anos a nossa única medalha do boxe em Jogos Olímpicos. Essa escrita só foi quebrada em Londres-2012 quando o país conquistou uma medalha de prata e duas de bronze.

Boxe Robeisy Ramirez
Robeisy Ramirez ganhou o último ouro para Cuba no peso mosca, em Londres-2012 (Reprodução)

O trio de campeões olímpicos inéditos foi completado pela Bulgária nos Jogos Olímpicos de Munique-1972. Georgi Kostadinov foi campeão olímpico ao derrotar na final Leo Rwabwogo de Uganda.

Os Jogos Olímpicos de 1976, disputados em Montreal, foram marcados pela final no peso-mosca entre Estados Unidos e Cuba, os dois grandes rivais políticos e esportivos. Melhor para os americanos, que viram o país conquistar sua quinta medalha de ouro na categoria com Leo Randolph, deixando a prata para o cubano Ramón Duvalón.

Em Moscou-1980, quando houve o boicote comando pelos americanos, o ouro foi conquistado pelo búlgaro Petar Lesov, que derrotou na final o dono da casa, o soviético Viktor Miroshnichenko. Quatro anos depois, os papéis se invertiam e eram os países do bloco socialista que boicotavam a edição de Los Angeles-1984. Nessa edição,  os Estados Unidos conquistaram pela última vez a medalha de ouro nessa categoria com Steve McCrory. A final foi contra Redzep Redzepovski, da extinta Iugoslávia.

A Coreia do Sul sediou o grande evento esportivo em 1988 em sua capital Seul e se sagrou campeã olímpica do peso mosca. A primeira medalha do país nesse evento veio através de Kim Kwang-sun, que derrotou na final Andreas Tews, da Alemanha Oriental.

Em Barcelona-1992, foi a vez da Coreia do Norte levar a medalha de ouro na categoria. Choe Chol-su venceu na final o cubano Raúl González e deu ao país a primeira medalha do país no peso mosca.

As cinco edições seguintes marcaram um revezamento entre cubanos e tailandeses no topo do pódio da categoria. A primeira medalha de ouro cubana veio com Maikro Romero nas Olimpíadas de Atlanta-1996. Quatro anos depois, em Sydney-2000, foi a vez da Tailândia subir ao topo do pódio pela primeira vez com Wijan Polid. Em Atenas-2004 os cubanos voltaram a conquistar a medalha de ouro com Yuriorkis Gamboa.

O segundo ouro tailandês veio em Pequim-2008 das mãos de Somjit Jongjohor, derrotando na final o cubano Andry Laffita. O último ouro cubano veio em Londres-2012 com Robeisy Ramirez, um dos maiores nomes do boxe cubano. Na final, Ramirez derrotou o mongol Nyambayaryn Tögstsogt.

A sequência de pódios cubanos e tailandeses só foi quebrada nos Jogos Rio-2016, quando o uzbeque Shakhobidin Zoirov derrotou na final o russo Misha Aloyan. Posteriormente o russo foi pego no antidoping e teve sua medalha retirada, deixando assim o posto de vice-campeão vago. Os bronzes foram conquistados pelo venezuelano Yoel Finol e o chinês Hu Jianguan.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Medalhistas do peso mosca masculino 52kg nos Jogos Olímpicos

JogosOuroPrataBronze
St. Louis 1904George Finnegan (USA)Miles Burke (USA)
Antuérpia 1920Frankie Genaro (USA)Anders Pedersen (DEN)William Cuthbertson (GBR)
Paris 1924Fidel LaBarba (USA)Jim McKenzie (GBR)Ray Fee (USA)
Amsterdã 1928Antal Kocsis (HUN)Armand Apell (FRA)Carlo Cavagnoli (ITA)
Los Angeles 1932István Énekes (HUN)Francisco Cabañas (MEX)Lou Salica (USA)
Berlim 1936Willi Kaiser (GER)Gavino Matta (ITA)Lou Laurie (USA)
Londres 1948Pascual Pérez (ARG)Spartaco Bandinelli (ITA)Han Su-An (KOR)
Helsinque 1952Nate Brooks (USA)Edgar Basel (ALE)Anatoly Bulakov (URS)
Willie Toweel (RSA)
Melbourne 1956Terry Spinks (GBR)Mircea Dobrescu (ROU)Johnny Caldwell (IRL)
René Libeer (FRA)
Roma 1960Gyula Török (HUN)Sergey Sivko (URS)Kiyoshi Tanabe (JPN)
Abdel Moneim El-Gindy (UAR)
Tóquio 1964Fernando Atzori (ITA)Artur Olech (POL)Bob Carmody (USA)
Stanislav Sorokin (URS)
Cidade do México 1968Ricardo Delgado (MEX)Artur Olech (POL)Servilio de Oliveira (BRA)
Leo Rwabwogo (UGA)
Muniqe 1972Georgi Kostadinov (BUL)Leo Rwabwogo (UGA)Leszek Błażyński (POL)
Douglas Rodríguez (CUB)
Montreal 1976Leo Randolph (USA)Ramón Duvalón (CUB)Davit Torosyan (URS)
Leszek Błażyński (POL)
Moscou 1980Petar Lesov (BUL)Viktor Miroshnichenko (URS)Hugh Russell (IRL)
János Váradi (HUN)
Los Angeles 1984Steve McCrory (USA)Redžep Redžepovski (YUG)Ibrahim Bilali (KEN)
Eyüp Can (TUR)
Seul 1988Kim Gwang-Seon (KOR)Andreas Tews (GDR)Timofei Scriabin (URS)
Mario González (MEX)
Barcelona 1992Choi Chol-Su (PPK)Raúl González (CUB)Tim Austin (USA)
István Kovács (HUN)
Atlanta1996Maikro Romero (CUB)Bolat Zhumadilov (KAZ)Albert Pakeyevn (RUS)
Zoltan Lunka (GER)
Sydney 2000Wijan Ponlid (THA)Bolat Zhumadilov (KAZ)Jérôme Thomas (FRA)
Volodymyr Sydorenko (UKR)
Atenas 2004Yuriorkis Gamboa (CUB)Jérôme Thomas (FRA)Rustam Rahimov (GER)
Fuad Aslanov (AZE)
Pequim 2008Somjit Jongjohor (THA)Andry Laffita (CUB)Georgiy Balakshin (RUS)
Vincenzo Picardi (ITA)
Londres 2012Robeisy Ramírez (CUB)Nyambayaryn Tögstsogt (MGL)Misha Aloyan (RUS)
Michael Conlan (IRL)
Rio 2016Shakhobiddin Zoirov (UZB)Yoel Finol (VEN)Hu Jianguan (CHN)

Quadro de medalhas geral do peso mosca masculino 52kg nos Jogos Olímpicos

PaísOuroPrataBronzeTotal
Estados Unidos61512
Cuba3317
Hungria3025
Bulgária2002
Tailândia2002
Itália1225
Alemanha1124
Grã-Bretanha1113
México1113
Coreia do Sul1012
Argentina1001
Coreia do Norte1001
Uzbequistão1001
União Soviética0246
França0224
Polônia0224
Cazaquistão0202
Uganda0112
Dinamarca0101
Alemanha Oriental0101
Mongólia0101
Romênia0101
Venezuela0101
Iugoslávia0101
Irlanda0033
Rússia0033
Azerbaijão0011
Brasil0011
Japão0011
Quênia0011
China0011
África do Sul0011
Peru0011
Ucrânia0011
República Árabe Unida0011