Siga o OTD

Duplas mistas

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Badminton – Duplas mistas

Chances do Brasil

As duas melhores duplas do Brasil no ranking mundial de badminton são a jovem Fabrício Farias/Jaqueline Lima e a mais experiente Artur Pomoceno/Fabiana Silva. Ambas estão próximas no ranking mundial, mas ainda estão distantes das melhores das Américas.

Na última edição do Campeonato Pan-Americano, disputado em abril, em Aguascalientes, Artur Pomoceno e Fabiana Silva caíram na estreia para os canadenses Nicolas Nguyen e Alexandra Mocanu. Já Fabrício Farias e Jaqueline Lima foram longe, venceram três partidas e só foram derrotados pelos canadenses Joshua Hurlburt-Yu e Josephine Wu, que conquistaram o título. A campanha rendeu a eles a medalha de prata e repetir o feito em Lima é o grande objetivo.

Local da competição

Estádio Centro Deportivo Pan-Americano (Ginásio Poliesportivo 2)

Local: Lima

Capacidade: 1.000 torcedores

A estrela dos Jogos

A maior vencedor do torneio de duplas mistas no badminton na história dos Jogos Pan-Americanos é a canadense Denyse Julien. Ela faturou a medalha de ouro nas três primeiras edições disputadas: Mar Del Plata 1995 com Darryl Yung, Winnipeg 1999 com Iain Sydie e Santo Domingo 2003 com Phillipe Bourret. Além desses três ouros, a atleta foi campeã em 1995 no individual e nas duplas femininas. Ela também ganhou prata nas duplas femininas em 1999 e 2003 e bronze no individual em 1999. Ao todo, foram oito medalhas, cinco de ouro, duas de prata e uma de bronze

Nossos pódios

Lohaynny Vicente e Alex Tjong conquistaram em Toronto 2015 a única medalha brasileira até hoje no torneio de duplas mistas do badminton dos Jogos Pan-Americanos. Para chegar lá, eles derrotaram na estreia por 21/10 e 21/18 os guatemaltecos Humblers Heymard e Nikte Sotomayor. Nas oitavas de final, a vitória veio sobre os campeões de 2007, os americanos Howard Bach e Eva Lee por 21/17 e 21/18.

O resultado empolgou os brasileiros, que eliminaram nas quartas de final os jamaicanos Gareth Henry e Katherine Wynter por 21/11 e 21/17. Na semifinal,  no entanto, eles não resistiram aos canadenses Toby NG e Alex Bruce, perderam por 21/17 e 21/16 e acabaram com a medalha de bronze.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1995 Darryl Yung/
Denyse Julien

Canadá
Anil Kaul/
Si-an Deng

Canadá
Mike Edstrom /
Linda French

EUA
Paul Leyow /
Terry Leyow

Jamaica
1995 Iain Sydie/
Denyse Julien

Canadá
Robbyn Hermitage /
Brent Olynyk

Canadá
Adrienn Kocsis /
Mario Carulla

Peru
Yeping Tang /
Christopher Hales

EUA
2003 Philippe Bourret/
Denyse Julien

Canadá
Mike Beres /
Jody Patrick

Canadá
Charles Pine /
Nigella Saunders

Jamaica
Raju Rai /
Mesinee Mangkalakiri

EUA
2007 Howard Bach /
Eva Lee

EUA
Mike Beres /
Val Loker

Canadá
Rodrigo Pacheco /
Cláudia Rivero

Peru
Bob Malaythong /
Mesinee Mangkalakiri

EUA
2011 Toby Ng /
Grace Gao

Canadá
Halim Ho /
Eva Lee

EUA
Rodrigo Pacheco /
Cláudia Rivero

Peru
Howard Bach /
Paula Obanana

EUA
2015 Phillip Chew /
Jamie Subandhi

EUA
Toby Ng /
Grace Gao

Canadá
Mario Cuba /
Katherine Winder

Peru
Alex Tjong /
Lohaynny Vicente

Brasil

Quadro de medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Canadá 4 5 0 9
2  EUA 2 1 5 8
3  Peru 0 0 4 4
4  Jamaica 0 0 2 2
5  Brasil 0 0 1 1

O esporte

Badminton é um esporte dinâmico praticado entre dois ou quatro jogadores. Ainda que seja semelhante ao tênis, que usa raquetes e está dividido por uma rede, ele possui suas peculiaridades. Ao invés de uma bola, ele é jogado com uma espécie de peteca, chamada de volante ou birdie. Ao contrário do que se possa imaginar, ela atinge velocidade superior a de uma bola de tênis, podendo chegar até 300 km/h.

O objetivo do jogo é fazer a peteca tocar no campo adversário. Dessa forma o atleta ou dupla marcam um ponto no placar. Aquele que deixar o volante cair dentro do seu lado do campo ou projetar o volante para fora do campo perde a jogada. Cada jogo é disputado numa melhor de três sets. Os pontos são corridos e o primeiro jogador a atingir 21 pontos ganha o set.  Para finalizar  o set, é necessário ter uma diferença de 2 pontos sobre o adversário. Mas cada set pode chegar, no máximo, aos 30 pontos. Caso os jogadores empatem em 29 a 29, o set termina com o famosos pontos dourados, terminando nos 30 pontos.

Existe um intervalo de 2 minutos entre os sets e um intervalo de 1 minuto quando alcançados os primeiros 11 pontos de um jogador. Ganha o jogo quem vencer 2 sets.

AGENDA DO DIA

dez 11 03:00 Mundial de handebol feminino - Fase Principal - Grupo 1 Holanda 40 Coreia do Sul 33 dez 11 03:00 Mundial de handebol feminino - Fase Principal - Grupo 2 Espanha Rússia dez 11 06:00 Mundial de handebol feminino - Fase Principal - Grupo 2 Romênia 20 Japão 37 dez 11 06:00 Mundial de handebol feminino - Fase Principal - Grupo 1 Sérvia 26 Dinamarca 26 dez 11 08:00 Campeonato Brasileiro de tênis de mesa Seleções Estaduais Olímpicas e Paralímpicas e Interclubes Olímpico dez 11 08:30 Mundial de handebol feminino - Fase Principal - Grupo 2 Montenegro 26 Suécia 23 dez 11 08:30 Mundial de handebol feminino - Fase Principal - Grupo 1 Noruega 32 Alemanha 29 dez 11 13:30 Euroliga de basquete feminino Fenerbahce (TUR) 82 Lyon Asvel (FRA) 67 dez 11 14:00 Etapa de Pipeline do Mundial de surfe dez 11 16:00 Brasileiro Sub-16 de futebol feminino - Grupo C Sao José Grêmio dez 11 16:00 Brasileiro Sub-16 de futebol feminino - Grupo B Avaí Internacional dez 11 16:00 Brasileiro Sub-16 de futebol feminino - Grupo A Cruzeiro Corinthians dez 11 18:30 Brasileiro Sub-16 de futebol feminino - Grupo C São Paulo Vitória dez 11 18:30 Brasileiro Sub-16 de futebol feminino - Grupo B Ferroviária Audax dez 11 18:30 Brasileiro Sub-16 de futebol feminino - Grupo A Flamengo Santos dez 11 20:00 Superliga de vôlei feminino - Primeira Fase Fluminense Osasco Audax dez 11 20:00 NBB Unifacisa Mogi das Cruzes dez 11 20:30 Torneio Nike Friendlies Sub-20 de futebol feminino Brasil Estados Unidos dez 11 21:00 NBA Cleveland Cavaliers Houston Rockets dez 11 22:00 NBA Chicago Bulls Atlanta Hawks dez 11 23:00 NBA Phoenix Suns Memphis Grizzlies