Siga o OTD

Kata individual feminino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Caratê – Kata individual feminino

Chances do Brasil

Nicole Mota conquistou o título sul-americano em 2019

Com resultados expressivos nas últimas grandes competições da modalidade, Nicole Mota será a atleta do Brasil no kata individual feminino dos Jogos Pan-Americanos e chega com moral para as disputas em Lima. A expectativa é de que ela brigue por pódio na capital peruana. A carateca é a atual bicampeã no Campeonato Sul-Americano de caratê, com ouros garantidos no Equador (2018) e na Bolívia (2019), além do conquistar o título brasileiro em 2018. Em maio do ano passado, seguiu direto para Cochabamba para os desafios dos Jogos Sul-Americanos. E novamente fez bonito. Nicole Mota participou da repescagem e faturou o terceiro lugar, assegurando o bronze.

Local da competição

Polideportivo Villa El Salvador

Local: Lima

Capacidade: 6.100 torcedores

Nossos pódios

Seleção Brasileira no início da década de 2000. Entre a linha de frente, Cintia Lissalva é a segunda da direta para a esquerda

O kata é uma categoria de pouca frequência na história dos Jogos Pan-Americanos. A primeira aparição aconteceu em Mar del Plata 1995, enquanto a última ocorreu em Santo Domingo 2003. Apesar do curto retrospecto na competição, o Brasil já marcou presença no pódio.

Em terras dominicanas, Cintia Lassalvia registrou bom desempenho ao longo do torneio e cresceu a cada combate. Na ocasião, a brasileira avançou às semifinais para garantir um lugar entre as três melhores colocadas, fechando sua participação com a medalha de bronze e o melhor retrospecto do país na categoria. O título ficou com a venezuelana Yohana Sánchez, atleta campeã mundial em 2010.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
2011 Lucelia Ribeiro
Brasil
Yadira Lira
 México
Yoly Guillen
Venezuela
Yoandra Moreno
Cuba
1995 Melanie Genum
EUA
Sandy Kim
Peru
Paola Chaves
Argentina
1999 Kellie Kennedy
EUA
Ulda Alarcon
 México
Ana Martínez
Venezuela
2003 Yohana Sánchez
Venezuela
Junko Arai
EUA
Cintia Lassalvia
Brasil
Yessenia Reyes
Equador

Quadro de medalhas

Posição País  Medalha de ouro Medalha de prata  Medalha de bronze Total
1  EUA 2 1 0 3
2  Venezuela 1 0 1 2
3  Peru 0 1 0 1
 México 0 1 0 1
5  Brasil 0 0 1 1
 Argentina 0 0 1 1
 Equador 0 0 1 1

O esporte

Além do kumite, o caratê também conta com o kata como categoria. Nesta disputa, o lutador pratica os movimentos sozinho, algo semelhante a uma coreografia. As situações são realizadas sob circunstâncias de luta ou combate com um adversário imaginário, obtendo-se, dessa maneira, um melhor aperfeiçoamento das técnicas básicas, condicionamento físico e mental. Os juízes avaliam a performance e a qualidade da apresentação para julgar o resultado.