Siga o OTD

Escalada

Escalada nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

Provas da escalada em Tóquio

+ Combinado feminino
+ Combinado masculino

Calendário da escalada em Tóquio

Terça – 03/08/2021: Combinado masculino – 5:00/ qualificação

Quarta – 04/08/2021: Combinado Feminino- 5:00/ qualificação

Quinta – 05/08/2021: Combinado masculino – 5:30/ final

Sexta – 06/08/2021: Combinado feminino – 5:30/ final

Local da competição da escalada em Tóquio

Escalada Parque Aomi Tóquio 2020
O Parque Urbano de Aomi receberá a estreia da escalada em Jogos Olímpicos (Divulgação/Tóquio 2020)

A escalada será disputada no Parque Urbano de Aomi, localizado na cidade de Koto, nas ilhas artificiais da Baía de Tóquio, ao sul do centro histórico. O Parque também receberá as competições de basquete 3×3.

O Brasil na escalada nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020

Todas as vagas já foram definidas e nenhum brasileiro se classificou para disputar a estreia olímpica da escalada.

Grandes nomes da escalada

A prova combinada neste formato foi criada exclusivamente para os Jogos Olímpicos e foi incluída nos Mundiais apenas em 2018. O grande nome da escalada atual é o da eslovena Janja Garnbret. Ela tem seis títulos mundiais na carreira e 26 vitórias em etapas da Copa do Mundo até 2019, na prova de dificuldade e no boulder. Ela tem dominado essas duas provas no circuito e é uma das poucas mulheres que consegue escalar as paredes mais difíceis do mundo.

Janja Garnbret escalada esportiva
A eslovena Janja Garnbret é o maior nome da escalada, com seis títulos mundiais conquistados (Olympic Channel)

Entre os homens, o austríaco Jakob Schubert é um dos favoritos, após o título mundial em 2018 e o vice em 2019. Tem ainda dois ouros de dificuldade em Mundiais, além de quatro títulos gerais da Copa do Mundo.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

O francês François Legrand foi um dos primeiros vencedores da modalidade, com três títulos mundiais na dificuldade no início dos anos 1990. Já a austríaca Angela Eiter venceu quatro vezes o títulos mundial da dificuldade entre 2005 e 2012.

O chinês Zhong Qixin dominou as provas de velocidade entre 2007 e 2012, com cinco títulos mundiais seguidos. Já o canadense Sean McColl tem três ouros em Mundiais na combinada, antes dela ter o formato atual. Ele venceu nos Mundiais de 2012, 2014 e 2016.

O esporte

A escalada esportiva será uma das novidades dos Jogos Olímpicos de Tóquio, fazendo sua estreia ao lado do caratê, skate, surfe, BMX freestyle e o basquete 3×3.

É uma modalidade relativamente nova e a Federação Internacional que rege o esporte (IFSC) foi fundada apenas em 2007. Apesar disso, o primeiro mundial ocorreu em 1991, quando quem cuidava da modalidade era a União Internacional de Alpinismo (UIAA). Em 1997, foi criado um Conselho dentro da UIAA para cuidar das competições de escalada, até a fundação da IFSC.

Jakob Schubert escalada esportiva
Campeão mundial de 2018 e vice em 2019, o austríaco Jakob Schubert é o favorito no masculino (Wikipedia)

São três tipos de modalidade dentro da escalada: dificuldade (lead), boulder e velocidade. A prova de dificuldade consiste em uma única parede e vence quem chegar mais alto. Já o boulder consiste em uma série de paredes pequenas (4 a 6), onde é necessário ter muita habilidade e técnica para conseguir resolver cada uma delas, ou seja, chegar nos pontos indicados. Já a prova de velocidade coloca dois atletas numa disputa individual para chegar mais rápido ao topo, em uma parede padrão.

Nos Jogos Olímpicos, a prova que vale medalha é um combinado dessas três. Todos os atletas competem nas três modalidades e vence quem for o melhor no geral. Para chegar à pontuação final, a colocação nas três provas é multiplicada e quem tiver o menor resultado, vence.