Siga o OTD

Salto feminino

Salto femininoJogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Ginástica artística – Salto feminino

Chances do Brasil

Salto feminino

Jade Barbosa foi ouro no salto no Pan de 2007

Com o desfalque de Rebeca Andrade, Jade Barbosa desponta como esperança de medalhas do Brasil no salto.  Já experiente, ela vai em busca de seu segundo pódio em Pan-Americanos, depois de ter sido ouro em 2007. Ela soma ainda mais 15 medalhas conquistadas neste aparelho ao longo da carreira, entre etapas de Copa do Mundo, Mundiais e campeonatos brasileiros.

Local de competição

Polideportivo Villa El Salvador

Nossos pódiosSalto feminino

A primeira medalha brasileiro no Salto feminino em Jogos Pan-Americanos veio em 1991 e foi logo de cara um ouro, conquistado por Luisa Parente. De lá para cá, o país subiu ao pódio mais três vezes: com a prata de Daiane do Santos, em 1999 e o ouro de Jade Barbosa e o bronze de Laís Souza, ambos em 2007.

<Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1959 Ernestine Russell
Canadá
Betty Maycock
EUA
Louise Parker
Canadá
1963 Dale McClements
EUA
Avis Tieber
EUA
Kathleen Corrigan
EUA
1967 Linda Metheny
EUA
Donna Schaenzer
EUA
Marie Walther
EUA
1971 Roxanne Pierce
EUA
Miriam Villacian
Cuba
Adele Gleaves
EUA
1975 Kolleen Casey
EUA
Debbie Willcox
EUA
Roxanne Pierce
EUA
1979 Jackie Cassello
EUA
Elfi Schlegel
Canadá
Elsa Chivas
Cuba
Tania González
Cuba
1983 Orisel Martínez
Cuba
Luisa Prieto
Cuba
Lisa Wittwer
EUA
1987 Laura Rodríguez
Cuba
Luisa Prieto
Cuba
Kristie Phillips
EUA
1991 Luisa Parente
Brasil
Anne Woyernowski
EUA
Jennifer Wood
Canadá
1995 Amy Chow
EUA
Shannon Miller
EUA
Annia Portuondo
Cuba
1999 Arazay Jova
Cuba
Daiane dos Santos
Brasil
Eddylin Zabaleta
Venezuela
2003 Leyanet González
Cuba
Courtney McCool
EUA
Brenda Magaña
 México
2007 Jade Barbosa
Brasil
Amber Trani
EUA
Laís Souza
Brasil
2011 Brandie Jay
EUA
Elsa García
 México
Catalina Escobar
Colômbia Colômbia
2015 Marcia Videaux
Cuba
Yamilet Peña
 República Dominicana
Ellie Black
Canadá

Quadro de Medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  EUA 7 8 6 21
2  Cuba 5 3 3 11
3  Brasil 2 1 1 4
4  Canadá 1 1 3 5
5  México 0 1 1 2
6  República
Dominicana
0 1 0 1
7  Colômbia 0 0 1 1
 Venezuela 0 0 1 1

A provaSalto feminino

Nesta prova, as ginastas saltam sobre um aparelho ligeiramente inclinado chamado mesa ou cavalo. A atleta percorre uma pista de corrida com 25m de comprimento antes de chegar ao trampolim (espécie de mola), que ajuda a impulsioná-la até a mesa, disposta a uma altura de 1,25m do solo, na qual se apoia para realizar o salto.

No contato com a mesa é que a ginasta pega o impulso final para ganhar a altura necessária para a execução do salto. Uma vez atingida esta altura, a atleta realiza o movimento em si, a etapa que mais conta pontos. A chegada se dá em colchões, que amortecem eventuais quedas. O ideal é que a ginasta crave a chegada, sem rotações ou desequilíbrios.

A prova consiste em dois saltos diferentes executados pelas ginastas. Cada salto possui um valor já determinado previamente no Código de Pontos, que é somado à nota de execução, resultando na nota final.

Primeiramente, é disputada uma fase classificatória e os oito atletas que obtiverem as maiores notas vão para a final.