Siga o OTD
teste

Salto feminino

Simone Biles salto feminino jogos olímpicos tóquio 2020
A americana Simone Biles foi campeão do salto feminino nos Jogos Olímpicos de 2016
(Getty Image)

Salto feminino – Ginástica Artística – Jogos Olímpicos – Tóquio 2020

Chances do Brasil

rebeca andrade salto feminino ginástica artística jogos olímpicos tóquio 2020
Em forma, Rebeca Andrade tem chances de brigar pelo pódio do salto feminino em Tóquio
(Divulgação/COB)

Para se classificar para a final do aparelho, o ginasta precisa realizar dois saltos distintos. A média dos dois saltos é considerada para a classificação do ginasta. Sendo assim, a maioria das ginastas do Brasil nunca tentou uma final no aparelho, preferindo realizar apenas um salto para contar na prova por equipes e para o individual geral. O melhor resultado do Brasil em jogos Olímpicos no salto feminino é de Jade Barbosa, sétima colocada em Pequim 2008 e ainda hoje a única a se classificar para uma final.

Nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, o Brasil deverá contar com Rebeca Andrade, especialista no aparelho e que, em forma briga, diretamente pelo pódio. Rebeca foi campeã da etapa de Cottbus da Copa do Mundo, batendo na final a norte-americana Jade Carey, uma das favoritas ao pódio em Tóquio

+ Veja a lista dos brasileiros classificados para a Olimpíada

Favoritas do salto feminino em Tóquio

Simone Biles foi campeã do salto feminino nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016
Campeã no Rio, Simone Biles chega como favorita ao ouro no salto feminino em Tóquio

Mais uma prova em que Simone Biles leva enorme vantagem sobre suas adversárias. Com direito a um salto batizado em seu nome, o mais difícil do código, a americana mais uma vez conquistou os dois ouros dos mundiais que disputou no ciclo. Sua compatriota Jade Carey, atual medalhista de prata mundial, chega como principal candidata à prata. Giulia Steingruber, da Suíça, passou por um ciclo complicado por lesões, mas se recuperou a tempo dos Jogos e deve entrar na briga pelo pódio. Atual medalhista de bronze mundial, Elissa Downie da Grã-Bretanha, a mexicana Alexa Moreno e a brasileira Rebeca Andrade também entram na briga por um lugar no pódio.

Histórico do salto feminino em Jogos Olímpicos

Larissa Latynina foi campeã do salto feminino nos Jogos Olímpicos
Larissa Latynina foi campeã do salto feminino nos Jogos Olímpicos de 1956

A primeira aparição do salto em Jogos Olímpicos foi na edição de Amsterdã-1928 como parte integrante da prova por equipes. Somente em Helsinque-1952, a prova foi disputada também separadamente, valendo medalhas. Na disputa pelo primeiro lugar geral no quadro de medalhas da prova, a União Soviética leva vantagem sobre a Romênia. São 16 medalhas, sendo seis de ouro, contra 11 medalhas romenas, cinco dela de ouro.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Já na primeira edição, a União Soviética demonstrou um domínio gigantesco, com o país ocupando os seis primeiros lugares. Ekaterina Kalinchuk foi a primeira campeã do aparelho, Maria Gorokhovskaya ficou com a prata e Galina Minaicheva com o bronze.

As duas edições seguintes também foram vencidas pela União Soviética, completando o tricampeonato olímpico para o país. Nos Jogos Olímpicos de Melbourne-1956 o título do salto feminino foi conquistado por Larisa Latynina. Já em 1960, disputado em Roma, as soviéticas repetiram a edição de 1952 e ocuparam as três posições no pódio. Margarita Nikolaeva ficou com o ouro, Sofia Muratova com a prata e Larisa Latynina com o bronze.

vera Caslavska foi bicampeã do salto feminino nos jogos olímpicos
A tcheca Vera Caslavska foi bicampeão olímica do salto feminino em 1964 e 1968

Vera Caslavska, da Tchecoslováquia, foi bicampeã olímpica no salto feminino nas edições de 1964 e 1968, feito até hoje ainda não igualada por nenhuma outra ginasta. Em 1964 ,a prata foi conquistada por Larisa Latynina, empatada com a alemã Birgit Radochla, somando sua terceira medalha no aparelho em Jogos Olímpicos. Na edição dos Jogos Olímpicos de Munique-72, as ginastas da Alemanha Oriental, Karin Janz e Erika Zuchold, conquistaram a dobradinha para o país.

Após três Jogos Olímpicos consecutivos sem subir ao lugar mais alto do pódio no salto feminino, a União Soviética emplacou mais um bicampeonato olímpico. Nellie Kim conquistou o ouro em Montreal-1976 e Natalia Shaposhnikova em Moscou-1980. Nas duas edições a Alemanha Oriental ficou com a medalha de prata, sendo que em 76 ficou empatada com outra soviética.

Os Jogos Olímpicos de Los Angeles-1984 tiveram uma das disputas mais apertadas no salto feminino. Apenas 0.025 separaram a campeã Ecaterina Szabo, da Romênia, da vice-campeã Mary Lou Retton, dos Estados Unidos. Lavinia Agache, também da Romênia, foi medalhista de bronze, apenas 0.1 atrás de Mary Lou e 0.125 de Szabo. Foi a primeira medalha de ouro da Romênia no aparelho, bem como a primeira vez em que as americanas apareceram no pódio do salto. Já Seul-1988 representou a última medalha de ouro da União Soviética (Svetlana Bongiskaya), que foi dissolvida ao longo do ciclo olímpico de Barcelona 1992.

Simona amanar salto feminino jogos olímpicos
A romena Simona Amanar brilhou no salto feminino, tanto que um dos movimentos mais difíceis foi batizado com seu nome

Ao longo de 17 edições do salto feminino em Jogos Olímpicos, em apenas uma ocorreu empate no topo do pódio da prova de salto feminino. Lavinia Milosovici, da Romênia, e Henrietta Onodi, da Hungria, conseguiram a nota de 9.925 e acabaram dividindo a medalha de ouro nos em Barcelona-1992. O segundo lugar do pódio acabou ficando vago e o bronze ficou com a atleta da Equipe Unificada, Tatiana Lysenko. A americana Sahannon Miller, que liderou as qualificatórias, acabou terminando em quinto lugar. Na edição seguinte, Atlanta-1996, Simona Amanar, que dá nome a um dos saltos mais difíceis e raros de serem vistos no salto feminino nos dias de hoje, conquistou o bicampeonato inédito para a Romênia.

Elena Zamolodchikova conquistou nos Jogos Olímpicos de Sidney-2000 a única medalha de ouro da Rússia no salto feminino. No pódio teve a companhia de sua compatriota Yekaterina Lobaznyuk com a medalha de bronze.

Competindo em casa nos Jogos Olímpicos de 2008, a chinesa Fei Cheng era o principal nome do salto feminino e grande favorita ao ouro. Contando com um dos saltos mais difíceis do código de pontuação batizado em seu nome, o Cheng, a ginasta não conseguiu sustentar o favoritismo e acabou caindo em seu segundo salto da final e terminou com a medalha de bronze. O ouro ficou com a Coréia do Norte de Hong Un-Jong e a prata com a lendária Oksana Chusovitina, que na edição de Pequim 2008 competia pela Alemanha.

Nos Jogos Olímpicos de Londres-2012, foi a vez de McKayla Maroney chegar com o status de superfavorita ao ouro do salto feminino. Maroney é considerada uma das maiores saltadoras da história e foi campeã mundial em 2011 e dominou o final daquele ciclo olímpico. No entanto, após sobrar nas classificatórias com folga, a ginasta caiu em seu segundo salto realizado na final e acabou perdendo o ouro, terminando com a prata. A romena Sandra Izbasa aproveitou a falha da favorita e conquistou o ouro, o último da ginástica romena em Jogos Olímpicos. Bronze para a russa Maria Paseka.

A última edição olímpica, disputada em 2016 no Rio de Janeiro, teve como campeã a norte-americana Simone Biles. Foi a primeira medalha de ouro dos Estados Unidos no salto feminino e apenas a quarta no total. Prata para a russa Maria Paseka, melhorando o resultado conseguido em Londres, e bronze para a suíça Giulia Steingruber.

Todos os medalhistas do salto feminino nos Jogos Olímpicos

OlimpíadaOuroPrataBronze
Helsinque-1952Ekaterina Kalinchuk (URSS)Maria Gorokhovskaya (URSS)Galina Minaicheva (URSS)
Melbourne-1956Larisa Latynina (URSS)Tamara Manina (URSS)Olga Lemhenyi Tass (HUN)Ann-Sofi Pettersson (SWE)
Roma-1960Margarita Nikolaeva (URSS)Sofia Muratova (URSS)Larisa Latynina (URSS)
Tóquio-1964Vera Caslavska (TCH)Larisa Latynina (URSS)Birgit Radochla (EUA)
Cidade do México-1968Vera Caslavska (TCH)Erika Zuchold (GRD)Zinaida Voronina (URSS)
Munique-1972Karin Janz (GDR)Erika Zuchold (GRD)Ludmilla Touricheva (URSS)
Montreal-1976Nellie Kim (URSS)Carola Dombeck (GDR)Ludmilla Touricheva (URSS)
Moscou-1980Natalia Shaposhnikova (URSS)Steffi Kräker (GDR)Melita Ruhn (ROM)
Los Angeles-1984Ecaterina Szabo (ROM)Mary Lou Retton (USA)Lavinia Afache (ROM)
Seul-1988Svetlana Bongiskaya (URSS)Gabriela Potorac (ROM)Daniela Silivas (ROM)
Barcelona-1992Lavinia Milosovic (ROM)Henrietta Ónodi (HUN)
Tatiana Lysenko (EUN)
Atlanta-1996Simona Amanar (ROM)Mo Huilan (CHN)Gina Gogean (ROM)
Sydney-2000Elena Zamolodchikova (RUS)Andreea Raducan (ROM)Yekaterina Lobaznyuk (RUS)
Atenas-2004Monica Rosu (ROM)Annie Hatch (USA)Anna Pavlova (RUS)
Pequim-2008Hong Um-Jong (PRK)Oksana Chusovitina (GER)Cheng Fei (CHN)
Londres-2012Sandra Izbasa (ROM)McKayla Maroney (USA)Maria Paseka (RUS)
Rio-2016Simone Biles (USA)Maria Paseka (RUS)Giulia Steingruber (SUI)

Quadro de medalhas histórico do salto feminino nos Jogos Olímpicos

PosiçãoPaísOuroPrataBronzeTotal
1União Soviética65516
2Romênia52411
3Tchecoslováquia2002
4Alemanha Oriental1400
5Estados Unidos1304
6Rússia1135
7Hungria1014
8Coreia do Norte1001
9China0112
10Alemanha0101
11Equipe Unificada da Alemanha0101
12Suécia0012
13Suíça0010