Siga o OTD

Park feminino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Ciclismo BMX – Park feminino

Chances do Brasil

Campeã brasileira em 2018, Derlayne Roque chega com moral para as disputas na capital peruana. Além da conquista da temporada passada, a brasiliense é a melhor atleta do país no ranking mundial da categoria: 40ª posição com 222 pontos conquistados. Já neste ano, ela participou também da etapa de Montpellier, na França, da Copa do Mundo de BMX Freestyle. Mesmo diante de um alto nível de concorrência, a expectativa é de que Derlayne brigue para chegar ao pódio em Lima. Vale ressaltar que a categoria Park será estreante no Pan.

Local da competição

Circuito de BMX

Local: San Miguel, Lima

O esporte

No caso das competições individuais, são passados requisitos de acrobacias que precisam ser realizados pelos atletas. Esta competição de manobras recebe o nome de BMX Freestyle. Aqui, embora existam pré-requisitos, os ciclistas têm liberdade para fazer o que quiserem, sendo que as notas são dadas de acordo com a dificuldade da manobra.

Categoria Park

É praticado em percursos fechados (skateparks ou bikeparks) onde se encontram trajetos que, inicialmente, procuravam simular os obstáculos das ruas. No entanto, atualmente as pistas já possuem um desenho próprio, com rampas para aéreos e saltos, além de bancadas, muros e parede.

X