Siga o OTD

Tóquio 2020

Vittória Lopes tem ótimo início, mas perde ritmo e finaliza em 28º; Luisa Baptista é 32º

Vittória Lopes começou muito bem., mas não conseguiu manter o ritmo na prova do triatlo feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio; Luisa Baptista fecha em 32º

Vittória Lopes tem ótimo início, mas perde ritmo e finaliza em 28º; Luisa Baptista é 32º

Fechando as provas do triatlo nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, a prova feminina da modalidade rendeu grandes emoções para as representantes brasileiras na capital japonesa. Vittória Lopes se manteve no pelotão da frente da prova durante as provas de natação e ciclismo, porém acabou não conseguindo manter o ritmo até o final e perdeu posições na corrida, finalizando o evento na 28ª colocação. Outra representante do país, Luisa Baptista não conseguiu aparecer no primeiro pelotão, porém fez uma bela apresentação e concluiu a prova na 32ª posição.

O começo de prova foi extremamente promissor por parte de Vittória Lopes, que largou na segunda colocação nos primeiros metros da natação. A brasileira se manteve muito bem colocada no mar e fez uma ótima transição para o ciclismo. Em cima da bike, a triatleta conseguiu se manter no pelotão de frente, com outras cinco atletas, por boa parte dos 40 km de prova.

+ Confira o Guia completo do OTD para os Jogos Olímpicos de Tóquio

No entanto, Vittória não conseguiu manter a intensidade na reta final no ciclismo e acabou se distanciando um pouco das líderes a partir do 30º quilômetro da competição em cima da bicicleta. O ritmo acabou caindo ainda mais no momento de transição para a corrida, em que aparecia na 13ª colocação. Esgotada, Vittória Lopes acabou perdendo posições na corrida e finalizou a prova na 28ª colocação, ao cruzar a linha de chega após 2:03:09.

Luisa Baptista  Tóquio triatlo Vittória Lopes
Luisa Baptista encerrou a prova na 32ª posição (Gaspar Nóbrega/COB)

Já Luisa Baptista não conseguiu figurar entre as primeiras colocadas durante todo o trajeto. Largando na 35ª posição, a triatleta brasileira alternou entre altos e baixos durante todo o percurso e finalizou o evento na 32ª colocação, com o tempo de 2:05:32.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

O pódio do triatlo feminino foi composto por Flora Duffy, atleta bicampeã mundial das Bermudas, que fez história ao cruzar a linha de chegada em 1:55:36 e conquistar a primeira medalha de ouro olímpica para o país. Antes disso, a única medalha da história de Bermudas na história olímpica havia sido o bronze de Clarence Hill, no boxe, em Montreal-76. A britânica Georgia Brown ficou com a prata, e a americana Katie Zaferes foi bronze.

O triatlo volta a ser disputado no próximo sábado (31), com a estreia do revezamento misto no programa olímpico. O Brasil não terá representantes na prova.

Mais em Tóquio 2020