Siga o OTD

Tóquio 2020

Mesmo com revés, Calderano é o maior mesatenista brasileiro em Jogos Olímpicos

Derrota diante do alemão Dimitrij Ovtcharov nas quartas marca melhor campanha do Brasil no tênis de mesa nos Jogos Olímpicos; em 2016, Hugo ficou nas oitavas

Wander Roberto / COB

Mesmo com revés, Calderano é o maior mesatenista brasileiro em Jogos Olímpicos

Não foi dessa vez que Hugo Calderano foi para a decisão por uma medalha no tênis de mesa, mas ele marcou mais duas vezes seu nome na história em Jogos Olímpicos. Esteve ao lado de Tsuboi nas oitavas (primeira vez dois atletas brasileiros) e conseguiu jogar as quartas pela primeira vez, que terminou com o revés diante do alemão Dimitrij Ovtcharov, por 4 a 2, com parciais de 11/7, 11/5, 8/11, 7/11, 8/11,  2/11. Aos 25 anos de idade, Hugo tem os dois melhores resultados do país em Olimpíadas e pode, sim, ser considerado o maior da história da modalidade.

-Confira TUDO que você precisa saber sobre os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

“Muita dor, claro, perder um jogo assim, ainda mais em uma Olimpíada. Tenho que aprender que faz parte do esporte e a abraçar essa dor. Voltar cada vez mais forte. Não consegui manter a mesma regularidade, não consegui manter o mesmo nível em que comecei a partida, ele começou a jogar muito melhor, mais regular, ele se adaptou ao meu jogo e eu não consegui achar um nível ainda mais alto e isso fez a diferença”, contou Hugo.

Sobre futuro, Calderano ainda contou: “é difícil saber agora que acabei de sair do jogo, mas acho que vai me dar confiança conseguir fazer uma boa atuação, mesmo que não tenha sido exatamente como eu esperava ou gostaria. Eu sei que tem muitos anos pela frente e talvez muitas Olimpíadas também. Vou continuar dando o meu máximo em todos os jogos”.

O JOGO

O jogo começou disputado, Hugo saiu atrás do placar, buscou, chegou a ter boa vantagem fechando a parcial com 11 a 7. O segundo período começou com Calderano embalando na frente, sem dar chances para Dimitrij Ovtcharov, ele assumiu a frente do placar e foi assim até o fim 11 a 5.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

O terceiro período começou parelho e Hugo, novamente, abriu vantagem de quatro pontos. O alemão foi buscar, empatou, virou na pressão e veio o 11 a 8 para o adversário. O jogo mudou completamente no quarto período, Calderano estava atrás com cinco pontos de diferença, tentou dificultar a vida do alemão, mas o jogo veio para igualdade parcial de 11 a 7 e 2 a 2.

Hugo Calderano voltou muito bem para o quinto período, chegou a abrir 7 a 1 na Alemanha, mas Dimitrij Ovtcharov teve uma reação incrível e virou 11 a 8. O mesmo aconteceu no sexto período, Hugo abriu, mostrou dificuldades, mas o alemão teve um enorme poder de neutralizar Hugo, fez 11 a 2 e fechou a partida com 4 a 2.

+RECEBA NOTÍCIAS NO NOSSO CANAL NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

O ADVERSÁRIO DAS QUARTAS

Dimitrij Ovtcharov, é um dos maiores ídolos do tênis de mesa alemão, e será companheiro de clube de Hugo Calderano a partir da próxima temporada europeia, no Orenburg, da Rússia. 

A CAMPANHA

Para chegar nas quartas de final, a primeira partida de Calderano foi contra o esloveno Bojan Tokic, que saiu com a melhor por 4 a 1 (13/11, 11/7, 7/11, 11/9 e 12/10. Nas oitavas, Hugo venceu, em confronto muito equilibrado, o sul-coreano Jang Woojin, por 4 a 3 (11/7, 9/11, 6/11, 11/9, 4/11, 11/5 e 11/6).

Mais em Tóquio 2020