Siga o OTD

Shinzo Abe primeiro ministri japão jogos tóquio 2020 coronavírus pandemia adiamento

Tóquio 2020

Estado de emergência deve ir até 31 de maio no Japão

Com recorde de mortos em um dia, Japão ampliará período de duração do estado de emergência contra o coronavírus

Shinzo Abe, à direita na foto (instagram/shinzoabe)

Estado de emergência deve ir até 31 de maio no Japão

A situação da pandemia no Japão, a cada dia que passa, coloca mais dúvidas do que certezas sobre a realização da Olimpíada em 2021. Desde o adiamento, o Japão vem adotando medidas mais duras contra a pandemia e o estado de emergência, que acabaria no dia 6 de maio, deverá ser ampliado até o dia 31.

O primeiro-ministro japonês Abe Shinzo recebeu atualizações sobre a situação da propagação doméstica do coronavírus em uma reunião neste domingo (3). Diante do exposto, o governo solicitará a opinião de um painel consultivo de especialistas sobre o plano de extensão do período de estado de emergência.

Só no sábado (2), o Japão registrou cerca de 31 mortes causadas pelo novo coronavírus, um recorde diário durante a pandemia. Segundo autoridades de saúde japonesas, o total de mortos chegou a 517. Tóquio segue sendo o principal foco da doença, contabilizando 141 mortes por covid-19.

Cronologia

O estado de emergência para Tóquio, Osaka e cinco outras prefeituras foi anunciado no dia 7 de abril. Os governadores das áreas designadas poderiam solicitar aos residentes que ficassem em casa, mas seus pedidos não eram aplicáveis ​​por lei.

Sapporo, palco da maratona e da marcha atlética nos Jogos Olímpicos de Tóquio, retornou ao estado de emergência em decorrência do coronavírus (divulgação/COI)

Quase 10 dias depois, o estado de emergência foi ampliado para outras regiões do território japonês – Tóquio e mais 12 prefeituras. O primeiro-ministro informou ainda que o governo disponibilizaria 100 mil ienes (aproximadamente R$ 5 mil) para cada cidadão japonês para tentar conter os reflexos da ação na economia.

Caso o estado de emergência vá até o fim de maio, o governo pretende permitir que outras prefeituras atendam parcialmente seus pedidos com a condição de que convoquem pessoas e empresas a adotarem novos estilos de vida na luta contra o coronavírus.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Preocupação com 2021

Tóquio 2020 foi adiada em um ano, mas o cenário da pandemia no mundo e no Japão deixou uma incerteza grande no ar. Já foi falado pelo Comitê Organizado que não há plano B: ou a Olimpíada é realizada em 2021 ou será cancelada.

Muitos especialistas e profissionais de saúde já declararam, mais de uma vez, que o evento só será realizado com uma vacina. O COI discorda.

Fato é que Tóquio 2020 será diferente de todas as outras edições. E a ampliação do período de estado de emergência só corrobora para a dúvida acerca da realização da Olimpíada.

Reunião entre COI e COJO de Tóquio 2020 sobre gastos extras
Reunião entre COI e COJO de Tóquio 2020 (Reprodução/tokyo2020.org)

Além do problema de saúde, a questão econômica pesa e muito, e até um estresse entre o Comitê Organizador, o governo japonês e o COI já rolou.

Mais em Tóquio 2020