Siga o OTD

Viviane Lyra e Caio Bonfim Copa Brasil de marcha atlética

Atletismo

Caio Bonfim e Viviane Lyra são ouro na Copa Brasil de marcha atlética

Caio Bonfim e Viviane Lyra foram campeões dos 20 km, principal prova da Copa Brasil de marcha atlética, disputada neste domingo em Bragança Paulista

(Wagner Carmo/CBAt)

Caio Bonfim e Viviane Lyra são ouro na Copa Brasil de marcha atlética

O brasiliense Caio Bonfim (CASO) confirmou seu amplo favoritismo e conquistou o 10º título consecutivo na prova dos 20 km da Copa Brasil de Marcha Atlética, disputada na manhã deste domingo (14/3), em um circuito de 1.000 m montado no estacionamento do Bragança Garden Shopping, em Bragança Paulista (SP). A competição abriu o calendário nacional da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) de 2021.

Principal nome do Brasil na marcha atlética masculina e classificado para os Jogos Olímpicos, Caio Bonfim travou uma disputa acirrada com Matheus Gabriel Correa, mas abriu no final e venceu com a marca de 1h23min59s com 44 segundos de vantagem sobre o segundo colocado. Lucas Mazzo completou o pódio com 1h31min22. Com o resultado, os três estão classificados para a Copa Pan-Americana, que será disputada em maio, em Guayaquil.

“Foi uma prova dura, percurso novo com muitas curvas e ainda teve o Matheus no calcanhar o tempo todo, o que elevou o nível da prova. Estou feliz por manter o ritmo e forçar nos últimos cinco quilômetros para levar mais um título para Sobradinho. Vim muito bem preparado e conquistei meu décimo título da Copa Brasil”, afirmou o atleta, que ganhou a medalha de bronze no Mundial de 2017, foi quarto colocado na Olimpíada do Rio de Janeiro e sonha com pódio em Tóquio.

“Estou prontíssimo! Não posso reclamar de pressão. É na pressão que forma diamantes e que eu possa crescer na pressão ainda mais. Estou trabalhando muito para chegar no nível competitivo. No Rio, ninguém sabia quem era Caio Bonfim e a gente conseguiu brigar. Podem cobrar porque não vai faltar empenho para trazer essa medalha para o Brasil”, afirmou o atleta, que ofereceu a conquista da Copa Brasil à esposa Juliana, que recentemente soube que está grávida.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

No feminino, Viviane Lyra fez 1h40min38s para vencer a prova. Ela não teve a concorrência de Érica Sena, que também está classificada para Tóquio, mas que está no Equador, onde no sábado bateu o recorde sul-americano dos 35 km. Emily Pistor chegou em segundo lugar mais de cinco minutos depois da campeã. A terceira colocação ficou com Elianay Pereira Barbosa com 1h47min11s. As três se classificaram para a Copa Pan-Americana de marcha atlética.

“A dificuldade que eu tive foi decidir qual prova que eu ia fazer. Eu sou apaixonada pelos 50 km, mas a prova não faz parte do programa da Olimpíada. Como é ano olímpico, eu escolhi o 20 km. A sensação foi boa de competir. Fiz uma prova bem controlada para classificar para a Copa Pan-Americana e conquistei o título. Estou muito feliz”, afirmou a vencedora da prova, Viviane Lyra, que tem esperança de conseguir vaga para os Jogos Olímpicos.

“O planejamento é fazer algumas provas fora, mas depende de como vão ser as coisas por causa da pandemia. Vou, pelo menos, disputar a Copa Pan-Americana e também em La Coruña com uma estratégia de ritmo mais forte para atingir ou a pontuação ou o índice para ir a Tóquio”, explicou Viviane Lyra.

Nos 50 km, Max Batista dos Santos (CASO) foi o campeão, garantindo vaga para Guayaquil. Ele completou as 50 voltas no circuito em 4:22:16. No ano passado, ele venceu no Recife (PE) a prova dos 35 km. José Alessandro Bagio (Timbó) ficou com a medalha de prata, com 4:34:06, seguido de Rudney Dias Nogueira (UCA), com 4:37:59.

No feminino, prova que teve largada às 6:05, Paula Raissa Paz (Sport Club do Recife) foi a vencedora, com 5:24:35, também assegurando vaga para a Copa Pan-Americana. Elisangela Pereira da Silva (Projeto Atletismo Campeão) ficou com o segundo lugar, com 5:35:16.

Quem também confirmou o favoritismo foi o Centro de Atletismo de Sobradinho (CASO), campeão por equipes nos 50 km masculino, 20 km, 10 km sub-20 e nos 10 km e 5 km sub-18 no masculino e feminino, além dos 3 km sub-16 feminino.

Mais em Atletismo