Siga o OTD

Beatriz Ferreira boxe final jogos olímpicos tóquio 2020

Tóquio 2020

Beatriz Ferreira supera medalhista da Rio-2016 e vai à final do boxe

Atual campeã mundial, a brasileira Beatriz Ferreira está a uma vitória de conquistar a medalha de ouro na categoria até 60 kg do boxe nos Jogos Olímpicos

Gaspar Nóbrega/COB

Beatriz Ferreira supera medalhista da Rio-2016 e vai à final do boxe

Campeã mundial da categoria até 60 kg, Beatriz Ferreira confirmou as expectativas e se classificou para a final dos Jogos Olímpicos. Na madrugada desta quinta-feira, ela superou a finlandesa Mira Potkonen, medalha de bronze na Rio-2016, e vai enfrentar domingo na decisão do ouro a irlandesa Kellie Harrington, que conquistou o título mundial um ano antes da brasileira.

+Tudo sobre o boxe nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Dona de um currículo de 28 pódios em 29 competições desde 2017, quando se tornou titular da seleção brasileira, Beatriz Ferreira sofreu apenas cinco derrotas no período. Duas delas foram para a experiente Mira Potkonen, ambas em 2018, antes da brasileira se tornar campeã mundial. No fim de fevereiro, no terceiro confronto entre elas, Bia derrotou a antiga algoz por unanimidade para conquistar o título do Torneio de Strandja, na Bulgária. Pouco mais de cinco meses depois, a brasileira repetiu o feito para assegurar presença na final dos Jogos Olímpicos.

Miriam Jeske/COB

“Eu sabia que ela era um adversária difícil. Então, por isso, eu tentei me impor sempre, tentei ser 100% superior a ela e deu certo”, explicou a brasileira, que dominou completamente a luta e venceu por unanimidade.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Antes de enfrentar Mira Potkonem, Beatriz Ferreira superou Shih-Yi Wu, de Taipei nas oitavas de final e, depois, derrotou Raykhona Kodirova, do Uzbequistão, para assegurar a “mãe de todas”, como ela chama a medalha olímpica. Faltava saber qual seria a cor. A de bronze ficou para Mira Potkonen pela segunda vez seguida em Jogos Olímpicos e a brasileira vai lutar pelo ouro com Kellie Harrington.

“Eu queria muito essa luta! A gente participou de alguns campeonatos, mas infelizmente não chegamos a lutar. Ela é campeã mundial e tem todo o meu respeito. Admiro muito o boxe dela e acredito que a gente vai dar um show, um espetáculo. Mas vou brigar até o fim para a mãe de todas ser douradinha”, promete a brasileira. 

+ RECEBA NOTÍCIAS NO NOSSO CANAL NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

Para chegar à decisão, Kellie Harrington passou por Sudaporn Seesondee, da Tailândia, na semifinal. A irlandesa e a brasileira, duas últimas campeãs mundiais da categoria até 60 kg, vão se enfrentar pela primeira vez na história na final dos Jogos Olímpicos, marcada para 2h da manhã de domingo no horário de Brasília.

Mais em Tóquio 2020