Siga o OTD

O presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), Thomas Bach, fez sua primeira aparição em 2021 por meio de um discurso em vídeo. Confiante na realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio, o mandatário reforçou que a competição será inesquecível e que o Movimento Olímpico fortaleceu o papel do esporte na sociedade em meio à crise da pandemia do coronavírus. E ele ainda ressaltou a determinação no trabalho para a realização do evento

Tóquio 2020

Em 1ª aparição de 2021, Thomas Bach enaltece Jogos de Tóquio

Thomas Bach, presidente do COI, gravou um vídeo em que reforçou a importância dos Jogos de Tóquio e o classificou como uma ‘luz no fim do túnel’

Thomas Bach agradeceu aos organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio (Greg Martin/COI)

Em 1ª aparição de 2021, Thomas Bach enaltece Jogos de Tóquio

O presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), Thomas Bach, fez sua primeira aparição em 2021 por meio de um discurso em vídeo. Confiante na realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio, o mandatário reforçou que a competição será inesquecível e que o Movimento Olímpico fortaleceu o papel do esporte na sociedade em meio à crise da pandemia do coronavírus. E ele ainda ressaltou a determinação no trabalho para a realização do evento.

+ Jogos de Tóquio agitaram o ano apesar do adiamento para 2021

“Esses Jogos Olímpicos serão a luz no fim do túnel. Eles serão uma celebração da solidariedade, da unidade, da humanidade em toda a nossa diversidade e da resiliência”, afirmou Thomas Bach. “Tóquio é a cidade olímpica mais bem preparada de todos os tempos e só podemos agradecer aos nossos parceiros japoneses pelo compromisso e determinação de organizar esses Jogos de maneira segura para todos os participantes”, completou o presidente do COI.

Thomas Bach pede mais solidariedade

A pandemia do coronavírus ainda é uma preocupação (Facebook/Tokyo 2020_Shugo Takemi)
A pandemia do coronavírus ainda é uma preocupação (Facebook/Tokyo 2020_Shugo Takemi)

A crise do coronavírus forçou o adiamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio em 2020, obrigando a mudança de data para 2021. Apesar do otimismo de Thomas Bach, ainda existem alguns temores de que o problema global de saúde ainda possa impedir que o evento ocorra. A estreia da edição japonesa da Olimpíada está prevista para 23 de julho.

+ Retrospectiva 2020: feitos que marcaram o esporte internacional

Esses temores aumentaram com as restrições atuais em Tóquio. A governadora da cidade, Yuriko Koike, alertou esta semana que a cidade está enfrentando um crescimento no número de infecções. No último dia de 2020, foram relatados mais de 1.000 casos diários pela primeira vez. O Japão fechou sua fronteira para viajantes estrangeiros até o final de janeiro após uma nova variante de disseminação mais rápida do coronavírus foi descoberta no país.  

+ Relembre os feitos relevantes dos atletas brasileiros em 2020

O presidente do COI aproveitou a oportunidade para pedir mais solidariedade ao alegar que essa foi a principal lição tirada de 2020. “Precisamos de mais solidariedade dentro das sociedades e precisamos de mais solidariedade entre as sociedades. E vamos aprender com esta lição e, aprendendo com a lição de solidariedade, voltaremos a transformar os desafios do futuro em oportunidades”, destacou Thomas Bach.

Elogios também à Pequim-2022

Além da mensagem positiva em relação aos Jogos Olímpicos de Verão, Thomas Bach também elogiou os organizadores da Olimpíada de Inverno Pequim-2022. “Vemos o mesmo compromisso e determinação de nossos parceiros e amigos chineses, e todas as instalações olímpicas já estão prontas para os melhores atletas de esportes de inverno do mundo”, concluiu o presidente do COI.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Mais em Tóquio 2020