Siga o OTD

Jogos de Tóquio COI Plano B Coronavírus - John Coates

Tóquio 2020

Dirigente do COI diz que não há plano B para Jogos de Tóquio

O australiano John Coates, chefe da comissão de inspeção do Comitê Olímpico Internacional, apresentou seu ponto de vista em entrevista neste sábado

John Coates é dirigente do COI e também presidente do Comitê Olímpico da Austrália (COI/Divulgação)

Dirigente do COI diz que não há plano B para Jogos de Tóquio

John Coates, chefe da comissão de inspeção do Comitê Olímpico Internacional (COI), participou de uma reunião geral do Comitê Olímpico Australiano neste sábado (9). Segundo o dirigente, a entidade não trabalha com plano B para os Jogos de Tóquio, que já foram adiados de 2020 para 2021 por causa do impacto que o coronavírus está causando no mundo.

+ Tandara acerta com Osasco em ano que antecede Jogos de Tóquio

“Estamos procedendo tendo como base o fato de que não há um plano B em caso de adiamento os jogos novamente. Temos uma força-tarefa no COI e no Japão. Este é um exercício massivo e estamos trabalhando intensamente para ter os mesmos 43 locais de competição”, disse.

Temos as mesmas datas, então o agendamento é o mesmo. Estamos fazendo nosso trabalho”, completou Coates, dirigente do COI e também presidente da entidade máxima do esporte olímpico australiano.

+ Adiamento de Tóquio muda planos de maternidade de atletas

Anteriormente, Yoshiro Mori, presidente do Comitê Organizador, admitiu que os Jogos de Tóquio podem ser cancelados se a pandemia de coronavírus perdurar no próximo ano. A competição sofreu uma mudança de data e será disputada em 2021, mais precisamente entre 23 de julho a 8 de agosto.

Coronavírus no Japão

No momento, o Japão registra mais de 15 mil pessoas infectadas com o coronavírus, com quase seis mil recuperados e 606 mortes. Mais especificamente em Tóquio, os dados apresentados são de 4.810 contaminados pela doença e 155 óbitos.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Há pouco mais de um mês, Shinzo Abe, primeiro ministro do Japão, declarou estado de emergência para Tóquio e outras seis regiões do país, no caso, Osaka, Kanagawa, Saitama, Chiba, Hyogo e Fukuoka. O objetivo do chefe de estado é neutralizar o crescimento de ocorrências do coronavírus.

Mais em Tóquio 2020