Siga o OTD

Tandara Osasco Tóquio Vôlei mercado do vôlei feminino

Tóquio 2020

Tandara acerta com Osasco em ano que antecede Jogos de Tóquio

Campeã olímpica em Londres-2012 com a seleção brasileira, Tandara tem acordo verbal para iniciar sua quarta passagem pelo clube de São Paulo

Campeã olímpica, Tandara vestirá a camisa de Osasco pela quarta vez em sua carreira (João Pires/Fotojump)

Tandara acerta com Osasco em ano que antecede Jogos de Tóquio

Tandara está apalavrada com Osasco para disputar a temporada que antecede os Jogos Olímpicos de Tóquio. O Olimpíada Todo Dia apurou que o acordo ainda não foi assinado por causa das indefinições em relação ao futuro por conta da pandemia de coronavírus, que paralisou as competições do vôlei e de outras modalidades no Brasil e no mundo.

+ Fernanda Garay recorda ‘cereja no bolo’ do título olímpico

Se o acerto verbal for confirmado, Tandara vestirá a camisa do clube de São Paulo pela quarta vez. A campeã olímpica em Londres-2012 jogou por Osasco pela primeira vez em 2007/08, quando tinha 19 anos e ganhou o Campeonato Paulista de 2007, seu primeiro título.

A atleta retornou ao time osasquense em 2011/12, fechando o calendário de competições com o título da Superliga e o prêmio de jogadora mais valiosa (MVP) da final. A terceira passagem de Tandara aconteceu em 2016/17, conquistando o Paulista do mesmo ano. Em 2017/18, ela fez uma Superliga de destaque e foi eleita melhor atacante e jogadora do campeonato.

+ Adiamento de Tóquio muda planos de maternidade de atletas

Em 2019/20, Tandara atuou pelo Sesc-RJ e quebrou o recorde de pontos em um único jogo, colocando 40 bolas no chão e sendo decisiva na conquista do título da Copa Brasil de 2020. Na ocasião, o time do Rio de Janeiro superou o Dentil/Praia Clube na final.

Ausente na Olimpíada Rio-2016, a jogadora tem sido titular da seleção brasileira desde o início do ciclo para os Jogos de Tóquio, que foram adiados para 2021 devido ao coronavírus. Tandara é uma das referências da equipe comandada pelo técnico Zé Roberto Guimarães.

Mercado do vôlei

Tandara Osasco Tóquio Vôlei Tainara
Tainara também está apalavrada com Osasco (Marcelo Sotto/Divulgação)

A temporada de 2019/20 do vôlei precisou ser encerrada antes do previsto por conta do coronavírus e isso está interferindo no mercado de transações para o ano seguinte. Os clubes enfrentam complicações financeiras com as indefinições em relação ao futuro.

No masculino, somente ESM Taubaté Funvic e Sada Cruzeiro fizeram contratações. O Sesi-SP chegou a se movimentar, mas voltou atrás e dispensou seus jogadores e deve montar uma equipe com atletas da base. O Sesc-RJ fechou a portas e os demais clubes estão parados aguardando o fim das incertezas.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Já no feminino, as dificuldades financeiras são semelhantes e deve forçar uma fusão entre Flamengo e Sesc-RJ. Além de Tandara, o Osasco renovou com Jaqueline e Camila Brait. A promissora Tainara, que estava no São Paulo/Barueri, também tem acerto verbal com o clube. A jovem de 20 anos deve ser oficializada quando finalizar seu contrato com sua ex-equipe.  

Mais em Tóquio 2020