Siga o OTD

Polo Aquático

Seleção feminina conquista título Sul-Americano; homens ficam com vice

Equipe feminina vence a Colômbia por goleada e fica com o título após campanha perfeita no torneio continental

(Satiro Sodré)

Seleção feminina conquista título Sul-Americano; homens ficam com vice

Com uma campanha perfeita, a seleção brasileira feminina de polo aquático conquistou o título do Campeonato Sul-Americano, que foi disputado em território argentino. Enfrentando a Colômbia na decisão, a equipe verde amarela confirmou o título com mais uma bela atuação na vitória por 16 a 5.

Após um começo de jogo equilibrado, a seleção brasileira conseguiu abrir vantagem no segundo quarto, quando emendou uma boa sequência e abriu quatro gols de diferença. Depois de um terceiro período sem grandes emoções, o Brasil transformou a vitória em goleada no último quarto, quando anotou mais seis gols para confirmar o título continental de polo aquático.

+ Confira a tabela do Campeonato Sul-Americano de polo aquático 2021

Os gols brasileiros na decisão foram marcados por Samantha Rezende (5), Ana Julia Amaral (3), Diana Abla (2), Kemily Leão (2), Beatriz Mantellato (2), Mirella Coutinho e Mariana Rogê.

“Nós tivemos apenas cinco semanas de preparação. Então, diante disso, fico muito contente pelo desempenho e pela entrega do time aqui no Sul-Americano. Nós colocamos metas para os jogos e elas as atigiram com maestria. Isso é um trabalho de todos. Dos clubes, da confederação, da comissão técnica. Tudo encaixou muito bem para que saíssemos com o título”, disse Frank Diaz, técnico da seleção brasileira feminina de Polo Aquático. 

Equipe masculina fica com vice

Um pouco mais cedo que a decisão feminina, o Brasil já havia tentado o título com a sua equipe masculina. No entanto, a forte seleção argentina levou a melhor sobre a equipe brasileira por 11 a 9 e ficou com o titulo de polo aquático do Campeonato Sul-Americano de Esportes Aquáticos.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Buscando a revanche para a sua única derrota até a decisão, o Brasil chegou a abrir três gols de vantagem no segundo quarto. No entanto, a equipe argentina conseguiu se manter na partida e conquistou o empate no terceiro período. Nos minutos finais, a Argentina mostrou sua força e confirmou a virada e o título sul-americano.

Os gols da seleção brasileira de polo aquático foram anotados por Marcos Paulo (3), Roberto Freitas (2), Grummy (2), Bruno Chiappini (2).

FIM DO CAMPEONATO SUL-AMERICANO DE ESPORTES AQUÁTICOS

Com as finais do polo aquático, chegou ao fim o Campeonato Sul-Americano de esportes aquáticos. O Brasil encerrou a competição com 62 medalhas conquistadas (18 de ouro, 24 de prata e 20 de bronze) e em segundo lugar no quadro de medalhas.

Na natação, o Brasil terminou como líder no quadro de medalhas com 11 ouros, 11 pratas e 14 bronzes. Com uma equipe jovem, entre 17 e 21 anos, que teve o objetivo de dar experiência para os nadadores do país, o Brasil encerrou a competição como campeão do masculino e vice-campeão no feminino. Destaque para Lucas Peixoto, eleito senhor de Sipan, condecoração dada ao melhor atleta da competição.

No nado artístico, foram seis medalhas: uma de ouro, quatro de prata e uma de bronze. A competição marcou a estreia de muitas atletas da nova geração da modalidade em uma competição internacional na categoria absoluto. Além disso, serviu como preparação para o dueto que buscará uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Os saltos ornamentais do Brasil, que estão em fase final de preparação para o Pré-Olímpico, mantiveram a hegemonia brasileira na modalidade. Com 14 medalhas (cinco de ouro, sete de prata e duas de bronze), a nossa seleção, além de campeã geral, ainda teve os dois melhores atletas da competição: Luana Lira e Luis Felipe Moura.

Nas Águas Abertas, o Brasil foi à Mar del Plata também com uma equipe recheada de novos talentos da modalidade. Com média de idade de 21 anos, os nossos atletas levaram o Brasil à terceira colocação geral e levou o título de melhor atleta da modalidade no Campeonato Sul-Americano de Esportes Aquáticos: Alexandre Finco.

Mais em Polo Aquático