Siga o OTD

Tóquio 2020

Dia 1 – Carapaz e Szilagyi fazem história e China abre com três ouros

Feitos históricos e China com três ouros: resumo e primeiras medalhas dos Jogos Olímpicos

Dia 1 – Carapaz e Szilagyi fazem história e China abre com três ouros

Foi um primeiro dia bem interessante nos Jogos, que tiveram suas primeiras 11 finais, com finais históricas e emocionantes.

China com três ouros

Chinesa Yang Qian vence o rigle de ar 10m feminino em Tóquio. Cui Meng/GT

Os chineses começaram bem vencendo três ouros logo no primeiro dia. Na primeira disputa dos Jogos, Yang Qian venceu no rifle de ar 10m feminino, num bela reviravolta. A russa Anastasia Galashina liderava até o último tiro, por apenas 0,2, mas no último tiro fez 8,9 contra um 9,8 da chinesa. A suíça Nina Christen completou o pódio.

+ GUIA COMPLETO DOS JOGOS OLÍMPICOS DE TÓQUIO 2020

Logo na sequência veio o segundo ouro chinês no levantamento de peso, com Hou Zhihui, somando 210kg na categoria 49kg, batendo três recordes olímpicos, em pódio totalmente asiático, com a indiana Saikhon Mirabai Chanu na prata e a indonésia Windy Aisah no bronze.

Fechando o glorioso dia chinês, Sun Yiwen levou a espada feminina na esgrima. Bronze no Rio-2016, ela derrotou na final a romena Ana Maria Popescu por 11-10, sua segunda derrota em uma final olímpica. A estoniana Katrina Lehis completou o pódio.

Carapaz vence estrada em final eletrizante

Vencedor do Giro d’Italia em 2019, o equatoriano Richard Carapaz venceu a longa prova de estrada de maneira sensacional. Com 25km pro fim, ele e o americano Brandon McNulty atacaram e abriram certa distância sobre os 8 perseguidores, que contavam o campeão da semana passada no Tour de France, o esloveno Tadej Pogacar, e o belga Wout van Aert. Com 5km pro fim, Carapaz abriu e o americano logo foi alcançado pelos outros. Já entrando no circuito de Fuji sozinho, Carapaz forçou e seguiu abrindo para vencer com 6h05min26s. Esta foi apenas a 3ª medalha da história do Equador, que só tinha um ouro e uma prata com o marchador Jefferson Pérez.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK 

O grupo perseguidor ficou se estudando no quilometro final, até que começaram o ataque. Van Aert e Pogacar conseguiram na frente e passaram praticamente juntos, mas a prata ficou com o belga e o bronze com esloveno. Foi talvez a melhor final do 1º dia.

Japão vence seu 1º ouro no judô

As duas primeiras medalhas japonesas vieram no judô, com duas finais. Funa Tonaki nos 48kg acabou sendo derrotada pela kosovar número 1 do mundo Distria Krasniqi, conquistando a 2ª medalha da história de seu país nos Jogos, a segunda de ouro, ambas no judô. Uma das favoritas, a ucraniana Daria Bilodid pegou um dos bronzes, assim como a mongol Urantsetseg Mukhbat.

Pódio judô 60kg masculino em Tóquio-2020 Franck FIFE / AFP

Na final dos 60kg masculino, vitória de Naohisa Takato. Ele venceu o taiwanês Yang Yung-wei no golden score após eliminação do adversário com três shidos. O cazaque Yeldos Smetov e o francês Luka Mkheidze, zebra do dia, completaram o pódio com os bronzes.

Coreia começa seu domínio no tiro com arco

Prova praticamente perfeita de An San e Kim Je-deok na disputa de duplas mistas, que estreou nos Jogos. Com vitórias de 6-0 sobre Bangladesh, 6-2 sobre a Índia, 5-1 no México e um disputado 5-3 sobre a Holanda na decisão, a Coreia do Sul conquistou sua 24ª medalha de ouro na história da modalidade em 41 disputas desde 1972. Será que fecham com 5 ouros, 100% assim como no Rio-2016? O bronze foi pra dupla mexicana, que venceu por 6-2 a Turquia.

Szilagiy é tri no sabre

Aron Szilagyi vence seu 3º ouro no sabre masculino em Tóquio. Fabrice COFFRINI / AFP

Vitória histórica do húngaro Áron Szilagyi no sabre masculino, que se tornou o 1º homem na história a conquistar um tricampeonato olímpico individual, após vencer em Londres-2012 e no Rio-2016. Ele dominou seus combates no dia, tendo mais dificuldade apenas na semifinal contra o georgiano Sandro Bazadze, vencendo por 15-13.

Na final, contra o italiano Luigi Samele, o húngaro sobrou, atacando muito bem para vencer por 15-7 em uma belíssima disputa. O bronze ficou com o sul-coreano Kim Jung-hwan, que venceu Bazadze por 15-11.

Mais três finais

A tailandesa Panipak Wongpattanakit foi a campeã no taekwondo 49kg feminino. Na decisão contra a espanhola Adriana Cerezo, a asiática tinha 9-8, mas a espanhola virou 10-9. Faltando apenas sete segundos, Wongpattanakit conseguiu um chute e virou 11-10 para levar o ouro. Bronze para a israelense Avishag Semberg e para a sérvia Tijana Bogdanovic.

Nos 58kg masculino, o ouro foi pro italiano Vito Dell’Aquila, que derrotou o tunisiano Mohamed Khalil Jendouvi por 16-12. Os bronzes foram para o russo Mikhail Artamonov e para o sul-coreano Jang Jun. O russo, aliás, derrotou na disputa do bronze o argentino Lucas Guzman por 15-10.

O iraniano Javad Foroughi brilho na final da pistola de ar 10m masculina para vencer com muita tranquilidade. Atirando muito bem, o iraniano não foi ameaçado por ninguém e venceu com 244,8 pontos, novo recorde olímpico, contra 237,9 do sérvio Damir Mikec. O chinês Pan Wei repetiu o bronze do Rio-2016 e completou o pódio.

28 países conquistaram medalha nesse primeiro dia e 9 levaram um ouro. Curiosamente, os Estados Unidos saíram zerados do 1º pela primeira vez na história! Mas isso começa a mudar já no 2º dia, com as finais da natação.

Mais em Tóquio 2020