Siga o OTD

YUri Mansur - Hipismo Saltos - Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 - prova individual - Marlon Zanotelli

Hipismo

Yuri Mansur zera percurso e avança à final; Marlon Zanotelli fica de fora por uma posição

Montando QS Alfons Santo Antonio, cavaleiro passou com o percurso sobras; Zanotelli ficou em 31º, uma posição acima da zona de classificação

(Miriam Jeske/COB)

Yuri Mansur zera percurso e avança à final; Marlon Zanotelli fica de fora por uma posição

Na manhã dessa terça-feira (9), começou a prova individual dos saltos do hipismo, uma das mais emocionantes do programa olímpico. 73 cavaleiros entraram em ação buscando uma das 30 vagas na final individual. O Brasil foi representado por Yuri Mansur e Marlon Zanotelli e teve um grande dia. Mansur foi um dos 25 que zeraram o percurso avançando com tranquilidade à final dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Melhor brasileiro do ranking mundial. Zanotelli acabaou em 31º lugar.

A final ocorre na manhã dessa quarta-feira, às 7h do horário de Brasília. As pontuações serão zeradas e Yuri Mansur competirá contra 29 cavaleiros por uma medalha. Marlon Zanotelli está fora da final individual, mas se juntará a Mansur,  Pedro Veniss/Quabri de L’Isle, Rodrigo Pessoa/Carlitos Way

+ Tabela, chances do Brasil, favoritos e mais: Saiba TUDO sobre o hipismo em Tóquio 2020

Yuri Mansur foi o 37º cavaleiro a competir. Àquela altura, 14 atletas já haviam zerado o percurso. O brasileiro teve grande volta montando QS Alfons Santo Antonio. Passou com sobras nos 11 primeiros obstáculos e fechou sem penalidades com 86s74.

“Foi muito bom, tive tranquilidade no percurso. A única dúvida que eu tinha era no triplo e tomei a decisão certa. Meu cavalo saltou bem em todo o percurso. Ele estava assustado, quando fui perto do primeiro obstáculo. Ele é um cavalo sensível só que é muito valente e dá o máximo dele sempre,” comentou Yuri Mansur após a prova.

Yuri Mansur avançou à final individual dos Saltos nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 (Miriam Jeske/COB)

Por uma posição

Dez posições depois, foi a vez de Marlon Zanotelli, sétimo colocado do ranking mundial atualmente, realizar sua volta. Montando VDL Edgar, o cavaleiro derrubou fez um bom tempo: 84s11, mas derrubou dois obstáculos e ficou empatado na 24º colocação.

A situação se complicou. Zanotelli precisaria torcer para que no máximo seis dos 25 cavaleiros seguintes não zerassem o percurso. Quando faltavam apenas seis, o belga Jerome Guery estragou a festa do brasileiro e de outros 10 cavaleiros empatados com uma penalidade. Zerou o percurso

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK 

“Meu cavalo saltou bem, o sentimento estava muito bom no início do percurso, comecei o triplo bem, a chegada foi bom, mas talvez no final eu botei um pouco de espora demais. Depois comecei a pensar no tempo, para ser mais rápido e ele ficou um pouco em pânico quando eu comecei a correr. No final ele é um cavalo incrível que conseguiu superar os obstáculos restantes e terminamos bem. Acho que vai ser complicado classificar, mas vamos. Estou feliz pelo Yuri que foi espetacular e deu uma aula de equitação,” avaliou Zanotelli.

No 1º dia da prova individual dos saltos do hipismo dos Jogos Olímoicos de Tóquio 2020, Yuri Mansur zerou  e avançou à final; Marlon Zanotelli ficou de fora
Marlon Zanotelli competindo durante os Jogos Olímpicos de Tóquio na prova individual do hipismo Saltos (Miriam Jeske/COB)

Mais em Hipismo