Siga o OTD

Brasil Zero Grau

Rollerski abre ciclo dos Jogos Olímpicos de 2026 para o Brasil

Primeira etapa do Circuito Brasileiro de Rollerski acontece entre 16 e 19 de junho e é primeira competição rumo aos Jogos Olímpicos de 2026

Circuito de Rollerski abertura ciclo Jogos Olímpicos de 2026
Circuito Brasileiro de Rollerski realiza primeira etapa e abre oficialmente o ciclo para os Jogos Olímpicos de 2026 nos esportes de inverno (Divulgação/CBDN)

Oficialmente, a caminhada dos esportes de inverno do Brasil rumo aos Jogos Olímpicos de 2026 começa nesta sexta-feira, 17 de junho de 2022, em São Carlos. A Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) realiza a primeira etapa da temporada do Circuito Brasileiro de Rollerski. O evento termina no domingo, dia 19.

A disputa acontecerá no Parque Damha, local em que a entidade possui um Centro de Treinamento para as modalidades de esqui cross-country e biatlo. Ao todo, serão três provas nessa etapa inaugural: distance em técnica livre e em técnica clássica (10km masculino e 5km feminino cada) e um sprint livre.

Até outubro serão mais três etapas, que servem não só de preparação para os atletas brasileiros, mas também contam pontos para o ranking internacional de esqui cross-country. As provas regulamentadas pela FIS são consideradas oficiais e, portanto, concedem os famosos pontos FIS aos competidores.

Dessa forma, a competição é importante para a caminhada rumo aos Jogos Olímpicos de 2026. Essa temporada, evidentemente, ainda não conta pontos para o ranking pré-olímpico. Mas para os Jogos Olímpicos de 2022, Manex Silva e Steve Hiestand alcançaram o índice A no esqui cross-country graças ao desempenho no Circuito de Rollerski.

“O circuito se consolida a cada ano como um dos mais importantes eventos competitivos de neve. No ano passado, 26 atletas de seis países vieram ao Brasil para disputar as provas. Além disso, foi fundamental para a conquista de diversos recordes ao longo do ciclo passado”, reafirmou Pedro Cavazzoni, CEO e superintendente técnico da CBDN.

Desafio é consolidar novos talentos para os Jogos Olímpicos de 2026

Por ser a abertura de um novo ciclo de inverno, o maior desafio é justamente identificar novos talentos para integrar a equipe nos próximos quatro anos. A ideia é manter a evolução do país no esqui cross-country e, quem sabe, até ampliar o número de vagas olímpicas. Em 2022, pela primeira vez o Time Brasil classificou três atletas na modalidade.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Nesse sentido, dois nomes já se destacam para os Jogos Olímpicos de 2026. No feminino, Eduarda Ribera surge como principal nome de renovação da equipe. Brasileira mais jovem presente em Pequim/2022, ela espera crescer nos próximos quatro anos para até mesmo liderar o time feminino – Jaqueline Mourão ainda não deu certeza de disputar a próxima olimpíada.

Entre os homens, Manex Silva já está consolidado como principal atleta de esqui cross-country. Entretanto, ele deve ganhar a companhia de Claudio Gustavo de Oliveira. O jovem foi campeão sub-20 na temporada passada e que deve contribuir com a equipe adulta nos próximos anos.

Bruna Moura é ausência nesta temporada

Esta temporada do Circuito Brasileiro de Rollerski terá uma ausência significativa. Bruna Moura, que foi a campeã da disputa feminina nas oito edições já realizadas (a primeira ao lado de Gabriela Neres), não vai competir esse ano. A atleta ainda se recupera do grave acidente de carro sofrido na véspera dos Jogos de Pequim.

Felizmente, ela está em plena recuperação e pretende buscar a vaga aos Jogos Olímpicos de 2026. “Minha motivação é como um foguete rasgando os céus. Vamos continuar assim!”, comentou em postagem no Instagram, após conseguir apoio de equipamentos de ciclismo para ajudá-la no seu treinamento nos Países Baixos, onde mora.

+ O BRASIL ZERO GRAU TAMBÉM ESTÁ NO TWITTER, NO FACEBOOK E NO INSTAGRAM! SIGA!

Mesmo sem poder correr em função da recuperação gradual das fraturas no pé, ela já consegue pedalar. Andou mais de 60km num teste que fez com a bicicleta que recebeu e posta fotos e vídeos de fisioterapia. Se nessa temporada ainda é improvável que ela retorne, tudo leva a crer que Bruna voltará a competir na próxima.

Circuito paralímpico retorna em julho

Além de inaugurar a caminhada para os Jogos Olímpicos de 2026, o Circuito de Rollerski também vai ser a abertura do ciclo paralímpico de Milão e Cortina d’Ampezzo. Por conta da pandemia de covid-19, essa é a primeira vez em dois anos que todos os atletas paralímpicos poderão participar da competição.

Entretanto, o evento terá apenas duas etapas e a primeira delas vai ser em julho, entre os dias 9 e 11. Posteriormente, os atletas voltam a competir entre 21 e 23 de outubro – sempre em São Carlos. As datas coincidem com a preparação da equipe para as provas na neve: a primeira antes da temporada sul-americana; a segunda para a disputa do Hemisfério Norte.

Ao todo, as provas serão divididas nas três categorias paralímpicas: sitting (problemas nos membros inferiores), standing (problemas nos membros superiores) e visually impaired (deficiência visual). Todos os atletas filiados à CBDN podem participar. As estrelas Cristian Ribera e Aline Rocha novamente devem ser os grandes destaques. 

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Brasil Zero Grau